Nos Tempos do Imperador: Dolores conforta e abraça Nélio pela “morte” de Batista

Os dois têm rápido momento de intimidade após o rapaz receber a triste notícia


18 de outubro de 2021

Foto: Reprodução Globo/Montagem

O público já quer saber se Dolores (Daphne Bozaski) e Nélio (João Pedro Zappa) terminam juntos em Nos Tempos do Imperador. O certo é que o casal caiu nas graças dos telespectadores. Cada vez mais próximos, desde que o rapaz passou a dar aulas para a jovem, os dois terão momentos de intimidade nos próximos capítulos da novela das 6.

O assistente de Tonico (Alexandre Nero) ficará desolado ao receber a notícia da suposta morte do pai, Batista (Ernani Moraes). Assim que ele chega em casa, Lota (Paula Cohen) e Bernardinho (Gustavo Fuentes) contam que Batista estava no navio que afundou. Mas enquanto Nélio chora, sua mãe e o irmão só falam vem ver a herança e o título de nobre.

DOLORES ABRAÇA TONICO E OS DOIS TEM UM MOMENTO DE INTIMIDADE

Chateado, Nélio repreende os dois e sai de casa meio desorientado. Nisso, cai uma chuva e ele para na rua em frente à casa de Tonico. Lá de dentro, Dolores percebe que quem está lá fora é Nélio. “Meu Deus, seu Nélio, o senhor está encharcado, assim pode ficar doente. O que...”. Antes mesmo de ela perguntar, o jovem conta que o navio em que seu pai estava afundou. Sem pensar, Dolores o abraça. “Seu pai? Vixe! Sinto muito. Nem imagino sua dor”.

Nesse momento, Nélio chora no ombro da moça Ali, ele se sente consolado. Instantes depois, ambos se dão conta da intimidade e se afastam. Constrangida, Dolores diz que pegará uma toalha e algumas roupas de Tonico para ele se trocar e que também fará um chá quente. Depois, já seco e com roupas do patrão, Nélio toma chá e come um pedaço de bolo. Ele começa a contar a Dolores momentos especiais que passou com o pai na infância.

DOLORES FAZ DECLARAÇÃO A NÉLIO

O rapaz admite que o pai não era nenhum santo, mas eles se gostavam muito. Já sua mãe, sempre preferiu Bernardinho. “O senhor é uma pessoa muito boa, não gosto de lhe ver assim”, diz. Nesse momento, Dolores toca a mão do rapa e faz uma declaração. “Sinto pelo senhor uma coisa que nunca senti por ninguém”. Nélio se surpreende. “O que...?”, pergunta. A jovem sorri. “Amizade. Nunca tive um amigo”. O rapaz se decepciona com a resposta, mas também dá um sorriso.

Nisso, Tonico e Eudoro (José Dumont) aparecem, e eles explicam o que houve. Mesmo com o seu jeito bronco, Tonico deseja os pêsames ao rapaz e lembra que ele também lhe apoiou quando perdeu o pai. O vilão volta para o quarto. Nélio acha que o patrão não gostou de lhe ver ali. “Aí quem paga o pato é a senhora”. Dolores diz estar acostumada. O rapaz se desculpa. “Nem sei por que eu vim para cá...”. Ali próximo, Eudoro percebe o carinho de Nélio com a filha.