Verão 90: Raimundo baila com Janaína e tira um sorriso dela

Chef por um dia no Baião de Dois, ela tem instantes de alegria ao lado do empresário


  • 22 de fevereiro de 2019
Foto: Reprodução Globo


A cada dia, Raimundo (Flávio Tolezani) mostra-se mais do que um amigo para Janaína (Dira Paes). Sempre pronto para ajudá-la no momento difícil em que o filho João (Rafael Vitti) é acusado de assassinato, agora ela é quem quebra um galho para o empresário.

Sem ter chef na cozinha no dia da festa de São Jorge, Janaína aceita a proposta do amigo. E a noite acaba de forma especial.

Essa sequência irá ao ar no dia 28 de fevereiro.

Verão 90: Manu pede perdão e diz acreditar na inocência de João

Verão 90: Diego humilha Quinzinho na frente de Larissa

JANAÍNA ASSUME A COZINHA DO BAIÃO DE DOIS: “O QUE EU NÃO SOUBER, APRENDO RAPIDINHO. FICA TRANQUILO, RAIMUNDO, A SUA FESTA VAI TER TUDO O QUE TAVA PROGRAMADO”

Raimundo está nervoso, com Lacerda e Otoniel (Val Perré). Os músicos já começam a chegar com os instrumentos para a festa no Baião de Dois. “Falei com o chef, tá com crise de coluna. Vou ter que cancelar tudo, não tem como arrumar outro chef, tá muito em cima! Acho que São Jorge esse ano não tava querendo festa”, constata Raimundo. “Não dá pra ficar devendo pro santo, seu Raimundo! Eu tô tendo uma ideia aqui ideia que pode salvar a noite”, diz Otoniel.

E a ideia, claro, tem a ver com Janaína, a rainha das quentinhas. Raimundo logo se dirige ao centro comercial onde a cozinheira fica com a sua Brasília. Ela está ali guardando os isopores, e ele já comenta o seu problema e a dica de Otoniel. “Foi seu cunhado quem deu a ideia, Janaína, mas sei que você tá cheia de problema, então fica à vontade pra recusar”, diz ele.

“Imagina se eu vou recusar um pedido seu, Raimundo. Se não fosse a advogada que você nos arrumou, nem sei. Meu filho não tinha nem saído da cadeia. Eu vou ajudar sim, pode deixar que eu cubro o chef!”, afirma ela. Raimundo não tira o sorriso do rosto. Logo ela já está comandando a cozinha. “Essa é a receita do Rubacão, prato típico da Paraíba. Um espécie de risoto feito com arroz vermelho, tá explicadinho”, mostra Raimundo.

“Tive uma vizinha lá da sua terra, a Maria José, que fazia um Rubacão de primeiríssima. Deixa comigo!”, fala Janaína. “Mas você conhece quase todas as receitas!”, diz o empresário. “O que eu não souber, eu aprendo rapidinho. Fica tranquilo, a sua festa vai ter tudo que tava programado!”, promete ela. Raimundo sorri, e fica olhando encantando Janaína comandando a sua cozinha com a expertise que só ela tem.

Verão 90: Após prisão, João tem embate forte com Jerônimo

Verão 90: Raimundo cada vez mais próximo de Janaína

RAIMUNDO CONVIDA JANAÍNA PARA DANÇAR: “SE A MOÇA ME DESSE A HONRA? EU PODIA TENTAR ARRANCAR UM POUQUINHO DESSA TRISTEZA DO SEU CORAÇÃO”

Pouco tempo depois, Janaína está exausta, mas feliz com o resultado, alguns pratos típicos ali, prontos. Logo Raimundo entra, já arrumado para a festa. “Janaína, você faz milagre mesmo, milagre dos grandes, que nem meu São Jorge!”, diz ele. “Nosso São Jorge! Prova, vê se a carne de sol tá no ponto, já botei uma manteiguinha de garrafa”, diz ela. “Mas tá arretada! Minha vozinha que me perdoe, mas nunca comi uma igual!”, garante ele, deixando a cozinheira orgulhosa.

Logo Otoniel avisa que os primeiros clientes já estão chegando ao restaurante. Raimundo sai. “Quando acabar aqui, dá um pulinho no salão, Janaína, pra se distrair um pouco... Janice já tá vindo pra cá”, diz Otoniel. “E eu lá tenho ânimo pra festa com o João nesse sofrimento, Otoniel? Só vim mesmo dar uma força pro Raimundo, ne vou sair da cozinha”, avisa ela, com ar sofrido.

Ao fim da festa, os garçons arrumam o salão e os músicos começam a guardar os instrumentos. Janaína está ali no salão, e Raimundo se aproxima dela. “Tava tudo perfeito, Janaína, a comida do Baião de Dois nunca foi tão elogiada, eu nem sei como te agradecer”, fala o empresário. “Foi uma festa linda, Raimundo”, diz ela. “Mas você nem aproveitou, só ficou trabalhando...”, lembra ele.

“Não ia conseguir me divertir sabendo que meu filho... (ela se emociona). Desculpe...”, diz. Raimundo é fofo e tenta animá-la. “Sabe que lá na Paraíba antes dos 13 eu já era conhecido como o rei do forró?”, conta ele. A cozinheira sorri. “Eu acredito...”, diz ela. “Se a moça me desse a honra? Eu podia tentar arrancar um pouquinho dessa tristeza do seu coração”, propõe ele.

Nesse instante, Raimundo faz o gesto chamando-a pra dançar. Os músicos se posicionam novamente e tocam um forró romântico. Janaína sorri e se deixa levar. Os dois dançam pelo salão... No fim, ficam só os dois, no tempo deles. Ao chegar em casa, a cozinheira sorri, com aqueles momentos de felicidade em meio a um turbilhão de problemas.



Veja Também