Verão 90: Larissa implora a Diego para tirar irmão da prisão

Quem diria... Arrogante Candé consegue habeas corpus graças ao cunhado


  • 10 de maio de 2019
Foto: Reprodução Globo


O mundo dá voltas, né? Tanto o arrogante Candé (Kayky Brito) desdenhou Diego (Sérgio Malheiros), por sua classe social, que chegou o dia em que ele quase se ajoelha ao jovem.

Mas Diego só ajudará o metido porque a amada, Larissa (Marina Moschen), implora.

LARISSA IMPLORA A DIEGO: “CANDÉ É MEU IRMÃO E VOCÊ É ADVOGADO! POR FAVOR, AJUDA A GENTE!”

Depois que fica sabendo que a família está quase falida, Candé é flagrado subornando um funcionário de seu pai, a pedido da mãe. Apesar dos conselhos de Diego, o playboy foge assim que ouve a campainha do apartamento tocar. Mas logo é preso. Larissa chora diante do policial e diz que eles irão acompanha-lo até a delegacia. “O Diego é advogado dele”, informa a jovem.

Nisso, Diego puxa a amada. “Larissa... Eu não sou advogado do Candé e não posso compactuar com a atitude dele”, diz. “Ele é meu irmão e você é advogado! Por favor, ajuda a gente!”, implora ela. O jovem fica na saia justa e acaba concordando. Na delegacia, ela está muito nervosa. Logo um policial diz que ele pode falar com o playboy. “Meu amor... Tenta ficar calma”, pede ele.

 

 

Assim que o vê, Candé fica “pianinho”. “Diego, cê vai me tirar daqui hoje, não vai?”, diz. Diego explica que a situação dele está complicada. “Dane-se que eu tentei fugir, não sou bandido pra ficar preso”, fala o arrogante. “Você foi preso tentando fugir”, lembra Diego. “Qual é? Veio aqui pra me acusar? Tá me chamando de bandido?”, irrita-se o playboy.

Diego o encara, sério. “É isso mesmo que você quer fazer, Candé? Agredir, em plena delegacia, o único advogado que tá tentando te ajudar?”, fala. “Cê me tira do sério, mermão!”, diz o ricaço, já recuando.

Verão 90: Dandara furiosa com veto de Quinzinho em show

DIEGO IRRITADO COM CUNHADO PLAYBOY: “PRA MIM CHEGA, O ZÉ NINGUÉM AQUI NÃO VAI MAIS TENTAR AJUDAR UM CARA QUE ERROU E INSISTE NO ERRO”

Logo Diego dá a real ao jovem. “Eu também não tenho a menor simpatia por você. Só estou aqui porque tua irmã pediu. Então baixa o tom e conversa direito ou eu vou pra casa dormir com a consciência mais tranquila do mundo. Enquanto você...”, fala. “Foi mal aí...”, diz Candé. Momentos depois, Diego diz que entrou com um pedido de habeas corpus, mas que Candé deve passar a noite na prisão.

O metido, então, pede para a irmã procurar o advogado da família. “Ele tem vários conhecimentos, vai me tirar daqui em dois tempos”, diz. “Cê não aprende, não, Candé? O Diego tá tentando te tirar daqui há horas”, fala ela. Mas ele diz que para essas coisas tem que ter “conchavo”. “E o teu namorado não tem, né? É um Zé Ninguém”, diz ele, baixinho. “Pra mim chega, o Zé Ninguém aqui não vai mais tentar ajudar um cara que errou e insiste no erro. Larissa, te espero lá fora”, irrita-se ele.

Assim que chega em casa, Larissa abraça Diego. “Obrigada... De coração! Eu sei que pra você não foi fácil ir lá comigo na delegacia, aturar meu irmão...”, fala. Diego a beija. “Eu fiz por você... Tô indo nessa...”, avisa ele.  “Cê não vai dormir aqui?... Ô amor... Tô precisando tanto de você... Fica comigo...”, pede ela. “Você me pedindo com essa carinha... Eu fico!”, diz ele. Já no dia seguinte, na delegacia, o Dr. Macedo, advogado da família, informa que o habeas corpus pedido por Diego, foi concedido.

Candé deixa a prisão. “Ainda bem que o senhor entrou na jogada, Dr. Macedo!”, diz.  “Mas o Diego fez um excelente trabalho até aqui. Aliás, seria ótimo ter você dividindo o caso comigo...”, fala o advogado. “Obrigado. Mas eu fiz um favor pessoal pra Larissa. Larissa, vou nessa. Depois a gente se fala. Boa sorte pra você, Candé...”, diz o jovem, que sai. E Larissa fica ali, furiosa com o irmão.

 

 

Verão 90: João e Manu são trancados em depósito de boate



Veja Também