Topíssima: Jandira sonha com seu casamento pouco antes de morrer

Ela é deixada sozinha por Vitor em local clandestino de aborto e sofre hemorragia


  • 09 de julho de 2019
Foto: Blad Meneghel/Record TV


O fim de Jandira (Brenda Sabryna) será trágico. Convencida por Vitor (Vitor Novello) a fazer um aborto, ele a deixa sozinha em uma casa humilde, local clandestino de aborto.

Durante a anestesia, ela tem um lindo sonho, mas o pesadelo acontece quando ela sofre uma forte hemorragia.

Essa sequência irá ao ar nesta quarta-feira, dia 10 de julho.

JANDIRA IMPLORA A VITOR DIANTE DA CASA CLANDESTINA DE ABORTO: “VEM COMIGO, POR FAVOR”

Vitor chega diante de uma casa humilde, dirigindo o carro de Rafael (Marcelo Rodrigues Filho). Jandira está no banco do carona, com a sua boneca de pano em mãos. Ela aperta a boneca, de tão nervosa. “Chegamos. É essa casa mesmo”, diz o pilantra Vitor. “Entra comigo, Rafael”, pede ela, que não sabe a verdadeira identidade do rapaz. “Não posso, Jandira. Fiquei de ir pro hospital universitário, cobrir o pessoal que foi pra Teresópolis”, fala ele. “Mas eu tô com medo”, confessa ela.

Vitor explica que o procedimento não é complicado. “Assim que eles te liberarem você pega um táxi. Pede pra eles chamarem. Melhor eu ficar com o seu celular e outra coisa que você tenha de valor. Eles vão te dar um sedativo e sabe como é. Alguém pode meter a mão no seu celular”, diz ele, que entrega o dinheiro a ela. A jovem está triste e amedrontada. “Quando você estiver em casa, pega o celular do seu irmão emprestado e me liga”, pede ele.

Logo Jandira quer saber se demora muito, já que contou que iria ao dentista. “Não. Na hora do almoço você já está em casa”, fala Vitor. “Vem comigo, Rafael, por favor”, implora ela. “Jandira... Não dá...”, diz ele. Calada, ela aperta a boneca. Ela respira fundo, entrega o celular e seus documentos a ele e entra na casa.

JANDIRA SONHA COM SEU CASAMENTO E DE VITOR MOMENTOS ANTES DA MORTE

Assim que entra no local, ela vê três moças aguardando a vez de entrar na sala de procedimento. Todas estão acompanhadas e têm aparência humilde. Logo uma senhora a chama. “Já pagou, não é?”, pergunta a moça que trabalha no local. Jandira diz que sim. Assim que entra, o quarto tem aspecto insalubre, e ela deita na cama encardida, com roupas de cama encardidas. Há um médico e uma enfermeira. “Vou te dar uma injeção e você vai apagar. Quando acordar já vai estar acabado”, explica o doutor.

Nisso, a jovem pede para ficar com a sua boneca. Todos acham graça e permitem. Jandira apaga com a anestesia. Quando a câmera fecha em seu rosto, a jovem aparece sorrindo, feliz. Toda a sua família está reunida para o casamento dela com Vitor. “É com prazer que eu aceito você, Rafael, como nosso genro, não é, Madalena?”, fala Zeca (Paulo César Grande). “É sim, Zeca. Que você faça a minha menina, a mulher mais feliz do mundo!”, completa Madalena (Denise Del Vecchio). “Dou minha palavra que vou fazer, dona Madalena”, diz o jovem.

Depois, há uma passagem de tempo, e Jandira e Vitor já aparecem com um bebê. Todos felizes estão radiantes,  posando para um retrato. Quando o fotógrafo tira a foto, a imagem congela no rosto de Jandira, na mesa de cirurgia. “Tá com uma hemorragia forte! Anda, corre, me passa mais gaze!”, pede o médico. “Pior que ela está acordando...”, diz a enfermeira. Logo, lhe dão mais uma injeção.

Mas em vão, Jandira começa a acordar, com o rosto pálido. Ela olha para a boneca de pano e esboça um leve sorriso. “Estamos perdendo ela!”, fala o médico “Meu Deus, doutor!”, diz a enfermeira. “Ela morreu”, conta o doutor.

Topíssima: Gabriela reconhece Edison, o rapaz que a dopou

Topíssima: Sophia e Antonio divergem sobre posição de Gabriela



Veja Também