Talita Younan vive a periguete Vera Lúcia: “Só agradeço”

Atriz cita oportunidade de atuar com “monstras” da TV em O Tempo Não Para


  • 23 de agosto de 2018
Foto: Adalto Júnior


Por Luciana Marques 

O Tempo Não Para mal estreou, e Talita Younan, na pele da espevitada e periguete Vera Lúcia, tem divertido o público com suas cenas que quase sempre acabam em confusão. Em 2017, a atriz de 26 anos já tinha se destacado como a K1, de Malhação: Viva a Diferença. E com o novo papel, diz estar agradecendo ao universo por poder emendar mais um trabalho. “É muita batalha, dedicação, mas tem uma ajudinha de Deus aí também”, constata.

Diferentemente da personagem, Talita garante que nunca deu trabalho para a mãe. “Sempre fui tranquila”, diz. Mas em termos de determinação, não tem para ninguém. Natural de Presidente Prudente, interior de São Paulo, Talita se mudou para a capital no fim da adolescência, e se bancava trabalhando como vendedora de loja. Tudo para poder fazer cursos de teatro e realizar o seu sonho de ser atriz.

E agora, quem segura essa menina?

Vera Lúcia (Talita Younan). Foto: Globo/João Cotta

Com você definiria a Vera Lúcia?

Ela é difícil, dá muito trabalho para a mãe, vai causar muito, vai pular a janela de casa pra ir para o baile funk, vai dar trabalho para os boys, é apaixonada pelo Laércio (Micael Borges). E eu estou numa família da pesada, a mãe dela, a Marciana, é a Cyria Coentro, uma mulher muito batalhadora, trabalha na casa da Carmen, papel da Christiane Torloni. Estou num núcleo que oro todo o dia para Deus, e digo, obrigada 'Pai'. Estou muito feliz de ter a oportunidade de contracenar com monstras sagradas da teledramaturgia.

Edson Celulari: “Há anos não vejo um papel tão grande assim”

Saiba quem é quem na novela das 7, O Tempo Não Para

Você se inspirou em alguém em especial para compor a personagem?

Tem inspiração de algumas blogueiras. Mas queríamos fazer uma construção nossa. Ela é super diferente, usa meião, vai para o baile funk, dança até o chão, é super espontânea, despojada. Ela é demais!

E ela é bem fashion, né?

Ela é super da moda, o figurino dela é ousado. Usa shorts curtos, barriga de fora, brinco de ziper, usa piercing de cabelo, é super estilosa, vai lançar moda. A Vera é super jovem, atual, moderna, descolada.

E você, nunca deu trabalho para a sua mãe, nem na fase mais de adolescente?

Não. Eu nunca menti pra minha mãe, somos muito amigas, eu sempre fui muito transparente com ela. Vera Lúcia mente o tempo todo, a mãe dela descobre milhares de mentiras todos os dias. E ela tem uma personalidade muito duvidosa, ela vai até roubar, é meio perigosa.

Ela chega a ser vilã?

Não sei, ainda está muito no início. Até então, ela está aprontando muito, mas ainda é aquela coisa de adolescente rebelde, imatura, que não entende direito, faz meio na loucura e não pensa muito no que vai acontecer, no depois. Como eu disse, eu nunca fui assim, o que temos em comum é que eu gosto de dançar, sempre dancei, a vida inteira. Gosto de funk, adoro, a música começa a tocar e você começa a dançar, mesmo sem saber a música. Isso a gente em em comum. Mas na questão de personalidade e valores somos bem diferentes.

Foto: Adalto Júnior

O humor parece fazer parte da personagem também...

Sim, ela tem um humor ácido. Eu acho que essas vivências que ela tem com a mãe, por ser meio rebelde e louca, eu acho que tudo vira meio cômico. Ela diz que vai dormir e pula a janela pra ir pro baile funk.

Ela mostra ser bem inquieta, você também é assim, ligada no 220 V?

Eu diria que ela é meio hiperativa, ela não para, está sempre calculando o que vai fazer, aprontar. Eu sou muito tranquila, muito calma, eu deixo rolar. Eu sou muito alto astral, para cima, agitada, mas não fico calculando, eu vivo um dia de cada vez.

Sobre o romance dela com o personagem do Micael Borges, como tem sido?

A gente começou a novela com um romance dos personagens, mas agora não sei como vai ser. Mas ele é um safado também, vai dar trabalho. Dois safados juntos, a gente não sabe muito bem no que vai dar.

Você e Micael já se conheciam?

Não, a gente se conheceu durante a preparação para a novela, e foi incrível. Sempre é importante para esse entrosamento, para a gente criar intimidade. Fiz com a Cyria, o Micael e o Fhelipe Gomes, que faz o meu irmão. E com a Carol Macedo, que era a K2 em Malhação, estamos juntas de novo. E somos super amigas nessa novela também. Mas a personagem dela não tem nada a ver com a minha, ela é certinha.

Vera Lúcia ( Talita Younan ), Marciana ( Cyria Coentro ) e Lucas ( Fhelipe Gomes ). Foto: Globo/Raquel Cunha

Deste romance vai ter cenas picantes?

Deve ter. A gente já gravou algumas coisas de pegadas. Os personagens são demais. Aliás, tem personagem muito interessante nesta novela. Estou muito confiante, é uma novela que não dá vontade de parar de assistir. É uma história muito diferente, e o texto é delicioso, a gente fica louco para ler o novo bloco de capítulos.

Você ainda está no início de sua carreira, mas vem emendando trabalhos bacanas. Como vê isso?

Eu fiz Os Dez Mandamentos, Malhação, e agora estou emendando com O Tempo Não Para. Só tenho a agradecer, é um pouquinho de Deus e muita batalha, muito trabalho. E é um personagem delicioso de fazer, estou agarrando essa oportunidade com unhas e dentes.

Agradecimentos: Make: Flavia frazão; Produção: André Moraes.



Veja Também