Segundo Sol: Valentim esculacha Karola e diz que “não é seu filho”

Após saber que foi roubado ainda bebê de Luzia, jovem não perdoa vilã


  • 27 de setembro de 2018
Foto: Globo/João Cotta


Desde que ficou sabendo através de Rosa (Letícia Colin) que não é filho biológico de Karola (Debora Secco), mas sim de Luzia (Giovanna Antonelli) com Beto (Emílio Dantas), Valentim (Danilo Mesquita) diz que só vai acreditar nesta história se for dita pela própria Karola.

Depois de fugir, finalmente, a vilã perua toma coragem e procura o filho na casa de Naná (Arlete Salles). “É verdade que você fez isso? Me roubou quando eu era um bebê? Fala! Eu quero ouvir de você!”, pergunta de cara o jovem. “Verdade, mas isso não quer dizer nada”, diz ela. “Como é que isso não quer dizer nada??Tá maluca? Isso quer dizer tudo, tudo sobre você, sobre a minha vida”, acusa o rapaz.

Segundo Sol: Nice conquista coração de viúvo sessentão enxuto

Segundo Sol: O emocionante encontro de Luzia com Valentim

VALENTIM PARA KAROLA: “SEMPRE FUI SEU BILHETE PREMIADO, ISSO SIM, SEU TROFÉU DE VINGANÇA CONTRA LUZIA”

Cínica, Karola tenta se aproximar e fazer um carinho no filho, mas ele recua. "Eu sempre fui sua mãe, desde que você nasceu, você é meu bebê”, diz ela. “Eu sempre fui seu bilhete premiado, isso sim, seu troféu de vingança contra Luzia!”, fala ele.

“Não! Não fala assim, não você! Você sabe que eu te amo mais do que tudo nessa vida sou eu, meu filhinho, sua mãe, sua mainha”, implora ela.

Valentim não engole mais o papinho de sempre da vilã. “Eu não sei mais quem você é, que pessoa é essa capaz de roubar um bebê, de mentir a vida toda, de enganar quem mais lhe amava nesse mundo”, diz ele.

E ela começa com a conversinha de que ele seria criado na prisão, por uma assassina. “Condenada por sua causa! Por causa das suas armações junto com aquela Laureta!”, responde ele.

Durante a conversa tensa, Karola chora com as acusações de Valentim. E ela insiste em dizer que foi ela que cuidou dele bebê, que fez tudo por ele. “Como você pode duvidar desse amor”, pergunta a dondoca.

VALENTIM DIZ À KAROLA: “EU NÃO SOU SEU FILHO”

Mas Valentim dessa vez não cai nas lamúrias dela. “Será porque você mentiu sobre absolutamente tudo até hoje? Roubou um bebê, destroçou a vida de outra pessoa, de Luzia, minha mãe de verdade, traiu meu pai com o irmão dele, desviou dinheiro”, enumera Valentim.

Karola diz que ele está enfeitiçado como o pai dele pela “marisqueira”, que está cego. “Cego eu fui até hoje, agora tô começando a enxergar. Eu fui a garantia dessa vida de rico que você leva, vida de madame que só usa bolsa de grife, que tem carro importado, mora em cobertura, isso é o que você sempre amou de verdade”, acusa ele.

Ela diz que, se ele quiser, pode devolver todo o dinheiro para provar o seu amor. “... eu daria minha vida pela sua, nada pra mim é mais importante que você…”, afirma Karola.

Emocionado, se segurando, mas muito ferido, Valentim é firme. “Eu não sei se eu consigo acreditar em mais nada que você fala. Quem ama tanto assim não mente, não engana, não corre o risco de ver o outro sofrer como eu estou sofrendo agora, por sua culpa”, diz ele.

Karola continua desesperada, querendo o perdão de Valentim. “Por isso estou lhe pedindo perdão, meu filho”, implora. “Eu não sou seu filho…”, atesta ele. Depois de tentar, tentar, ela se agarra a ele, aos prantos, mas ele não cede. Sai do quarto, e pede para ela deixar ele em paz. Karola vai embora, e Valentim cai no choro, no ombro de Beto.



Veja Também