Salve-se Quem Puder: Micaela e Bruno trocam declarações

O clima fica quente entre a empresária e o seu funcionário no dia da abertura do restaurante


  • 17 de março de 2020
Foto: Globo/Camilla Maia


Micaela (Sabrina Petraglia) passará um sufoco na inauguração de seu restaurante. Mas terá o apoio incondicional de Bruno (Marcos Pitombo).

O rapaz volta a trabalhar no restaurante após mal-entendido com Vicky (Mila Carmo), a pedido de Micaela. E o clima esquenta entre os dois.

Essa sequência deve ser exibida no dia 23 de março.

MICAELA APÓS GANHAR APOIO DE BRUNO: “CÊ É ASSIM, TÃO FOFO? PELO MENOS CÊ ME FEZ SORRIR. PORQUE A REALIDADE É QUE ESSA INAUGURAÇÃO DEU MUITO ERRADO”

Micaela está chateada porque ninguém compareceu na inauguração de seu restaurante. Tudo uma armação, claro, de seu pai, Hugo (Leopoldo Pachedo), e de Verônica (Marianna Armelini). “Como ninguém apareceu ainda? Eu vi a lista de convidados que cê fez, era muita gente”, fala Bruno. A jovem diz também não entender. “Eu fiz alguma coisa errada, não sei”, culpa-se ela.

Bruno pede para ela não falar isso, por ter visto a sua dedicação. “Eu queria muito, mas muito... Mostrar pro meu pai que eu sou competente... Que eu mereço ser respeitada”, afirma ela. “Claro que o seu pai te respeita, como não vai respeitar uma pessoa que nem você?”, diz o garçom. “Cê não conhece ele. Desde pequena, o meu pai sempre deixou claro que preferia meu irmão. Vivia dizendo que não tinha talento pros negócios. Talvez ele tenha razão”, fala.

Nesse momento, Micaela deixa cair uma lágrima. Bruno, condoído, limpa a lágrima com o dedo. “Eu sei que é o seu pai. Mas ele tá muito enganado. Claro que cê tem talento! Cadê aquela mulher que foi na minha casa dizer que eu devia acreditar mais em mim mesmo? Cê me fez um bem tão grande, olha eu aqui! Acreditando, querendo te ajudar com a sua inauguração. Cê é uma mulher muito competente, nunca duvide disso”, garante ele.

Micaela sorri. “Cê é sempre assim, tão fofo? Pelo menos cê me fez sorrir. Porque a realidade é que essa inauguração deu muito errado”, constata ela. Bruno tenta animá-la, dizendo que se não lotou no primeiro dia, depois vai conquistando clientes e irá lotas diariamente. “Para, agora cê tá sonhando alto demais. Eu tou feliz que cê veio. Que não desistiu do trabalho, não desistiu de você”, diz ela.

Salve-se Quem Puder: Bia revela a Tarantino que é virgem

Salve-se Quem Puder: Téo e Luna têm a primeira noite de amor

BRUNO SE APROXIMA PARA BEIJAR MICAELA: “COM VOCÊ EU ME SINTO À VONTADE. BRIGADO POR SER ESSA MULHER TÃO... TÃO...”

Bruno lhe dá força. “Se eu não desisti, cê também não pode. Agora limpa essas lágrimas e me dá um Abraço”, fala. A moça o abraça. “A sua presença tá fazendo toda a diferença”, afirma ela. E o incentivo do rapaz faz Micaela conseguir, na última hora, a ajuda da prometer Carol Sampaio. E, de repente, o local lota, tornando a inauguração um sucesso. Depois de todos os convidados saírem, ela festeja, olhando o restaurante. “Deu certo. Eu consegui!”, emociona-se.

Bruno, que está de saída, a parabeniza. “Foi um sucesso muito merecido”, diz ele. “E eu devo muito a você”, garante a jovem. O rapaz fica surpreso. “Imagina, foi a sua amiga Carol que ajudou. Quanta gente importante essa moça conhece, hein?”, constata ele. Mas Micaela lembra que foi ele quem lhe deu ânimo. “Mas quem foi que me deu força quando eu me senti derrotada? Quem me animou quando eu já tava quase desistindo? Foi o mocinho aqui”, afirma ela, que cutuca o peito dele.

O rapaz é carinhoso com a jovem. “Eu só retribuí tudo que a mocinha aqui... (ele cutuca o cariz dela) Com todo o respeito... Me disse lá em casa. Ninguém nunca me incentivou do jeito que cê fez. Nem a minha família põe muita fé em mim”, fala. Micaela o encara. “Pois deviam. Eles não sabem o potencial que cê tem. Mas eu sei, Bruno. Você pode tudo, tudo que quiser”, afirma ela.

Ele sorri. “Cê falando assim. Era pra eu tar todo envergonhado, não tou acostumado a receber elogio. Mas com você eu me sinto à vontade. Brigado, Micaela. Brigado por me dizer essas coisas... E por ser essa mulher tão... Tão...”, diz ele. Os dois se aproximam. “Tão, tão o quê, Bruno?”, quer saber ela, hipnotizada. “Tão fantástica...”, fala ele, apaixonado. E quando eles estão quase se beijando, surge Vicky para quebrar o clima.

Salve-se Quem Puder: Os “pestinhas” Mosquito e Queen veem Kyra triste e a consolam

Salve-se Quem Puder: Mário vai até a casa de Helena

 

 



Veja Também