Reynaldo Gianecchini: Após os 40, leveza e novo foco

Ator é o playboy Régis na trama das 9, que se une à Josiane para dar golpe em Maria da Paz


  • 26 de maio de 2019
Foto: Globo/João Miguel Júnior


Por Redação

*Veja a entrevista completa em vídeo, abaixo.

Depois de um tempo longe da TV, fase que Reynaldo Gianecchini define como sabática – sua última novela foi A Lei do Amor, em 2016 -, o ator está de volta à telinha em A Dona do Pedaço, para a alegria do público. “Foi um tempo para trabalhar coisas internas, aprender, se reciclar, rever coisas”, conta ele, que só não ficou longe do teatro. Giane atuou na peça Os Guardas do Taj, com Ricardo Tozzi.

Já na trama de Walcyr Carrasco, o ator vive o playboy Régis, que se juntará à Josiane (Agatha Moreira), para dar golpes, inclusive na mãe dela, a empresária Maria da Paz (Juliana Paes). “Mas eu acho que no decorrer da novela ele vai se cativar por ela, e pode ter uma reviravolta aí”, deduz. Aos 46 anos, Giane disse viver uma fase mais leve, em paz. “O foco começa a ser outro. Essa coisa de querer se provar, fica em segundo plano”, diz ele, que movimentou a internet na semana passada ao aparecer nu em cena da trama.

RÉGIS VILÃO? "Não sei exatamente se ele é vilão... Ele é um cara muito legal, na verdade, sociável, trata bem as pessoas. É bem-humorado, leve, só que tem certo desvio de caráter. Ele dá umas derrapadas feias porque é um bon vivant, quer se dá bem, está falido e dá os golpezinhos dele. E o Walcyr tem isso com os personagens, não é só o bonzinho e o mauzinho... Acho que na vida todo mundo é um pouco de tudo, claro que são posturas diferentes de ver. Eu por exemplo vejo a vida bem diferente do Régis, mas claro que ele tem muita coisa minha. Acho que essa leveza de querer curtir a vida e não levar nada tão a sério. O prazer pelas coisas da vida."

NOVA PARCERIA COM AGATHA MOREIRA “O Régis faz uma dupla com a Josiane, papel da Agatha. Os dois personagens têm muita afinidade, porque eles gostam de viver a vida a mil por hora e tem esse caráter meio duvidoso. Eles vão aplicar alguns golpes e manipular algumas pessoas. Principalmente a mãe dela (Maria da Paz).”

PREPARAÇÃO “A preparação foi muito com base nas conversas com o Walcyr (Carrasco, autor), com a Amora (Mautner, diretora) e com toda a equipe de direção. E eu vejo alguns filmes de referência, vi vários filmes de atores que eu gosto, do playboy, do cara charmosão, que tem o domínio da situação. Um ator que me inspira muito e tem a ver com este trabalho, é o Ryan Gosling.”

Josiane (Agatha Moreira) e Régis (Reynaldo Gianecchini). Foto: Globo/João Miguel Júnior

RECEPÇÃO DO PÚBLICO “Eu estou preparado para tudo, apesar que eu acho que meu personagem é muito legal. Claro que ele faz umas coisas terríveis, mas ao contrário do personagem da Agatha, eu acredito no coração do meu personagem.”

REVIRAVOLTA MAIS PRA FRENTE? “Eu acho que vai, porque a Maria da Paz é uma personagem muito legal. Ela é um grande exemplo de valores. Eu acho que meu personagem vai se cativar por ela. E talvez isso abra o coração dele.”

LAÇOS DE FAMÍLIA X A DONA DO PEDAÇO “Eu tenho pensado muito em Laços de Família, porque essa novela me remete a muitos momentos. Por exemplo, eu estar gravando com a Juliana Paes. A gente gravou uma cena em que ela estava com roupa de doméstica e eu de riquinho, de novo, e tem várias coisas que me remetem. Definitivamente eu era um garotão naquela época, muito mais ingênuo e focado em acertar. Hoje em dia eu estou muito mais leve, a gente tira vários pesos de dentro da gente.”

PERÍODO SABÁTICO “Um tempo para trabalhar coisas internas dentro da gente, aprender, se reciclar, rever coisas. Quando se é jovem é normal que você queira fazer tudo ao mesmo tempo, se provar, provar para os outros, seduzir o mundo. E tem uma hora, depois dos 40, pelo menos pra mim, o foco começa a ser outro. Você começa a querer viver a vida também, não é só o trabalho. E essa questão de querer se provar, fica em segundo plano, nem existe mais. Hoje em dia eu quero estar em paz, bem, leve, com mais tempo para a família, o amor, apesar de eu estar solteiro.”

 

 

Vitórias de Áurea Maranhão: “Não tinha grana do ônibus para ensaiar”

Agatha Moreira, a vilã Josiane: “Preparada para ser odiada”



Veja Também