Orgulho e Paixão: O casamento surpresa de Elisabeta e Darcy

União em pequena e linda capela, e o “sim” diante só de um padre


  • 13 de agosto de 2018
Foto: Globo/Mauricio Fidalgo


Depois de queimarem o dossiê contra Elisabeta (Nathalia Dill), na frente das malvadas Lady Margareth (Natália do Vale) e Susana (Alessandra Negrini), a primogênita dos Benedito e o seu amor, Darcy, viverão momentos para lá de inesquecíveis, em capítulo a ser exibido no fim deste mês.

E é sob uma chuva fraca, que Darcy surpreende a amada após deixarem a Mansão do Parques. “Hoje, todos os caminhos só levam a um lugar”, diz ele. O empresário levanta Elisabeta nos braços e a coloca sobre Tornado. Ela veste sua capa, depois Darcy sobe. “Tornado, prometo que você vai fazer agora seu trajeto mais bonito e inesquecível!”, diz ele, deixando Elisabeta intrigada.

ELE SURPREENDE A AMADA AO LEVÁ-LA ATÉ UMA LINDA E PEQUENA CAPELA

Os dois chegam em uma capela linda. Ali, Darcy tira o capuz e a venda dos olhos de seu amor e encontram um padre, surpreso. Sem entender nada, Elisabeta questiona Darcy sobre o motivo de estarem ali. E ele diz que é para agradecerem uma conquista.

Elisabeta não esconde a decepção com a resposta. Nesse momento, ele a pega no colo e segue até o altar. “O maior agradecimento que posso fazer ao universo é unir nossas almas diante de Deus. E agora, que estamos livres, devemos isso a nós dois e à vida, que nos botou lado a lado, no mesmo mundo, na mesma época. Por tudo isso, ter você como minha mulher é uma dádiva”, diz ele.

Logo, o padre pergunta se eles desejam unir-se em matrimônio. “Sim, padre. Elisabeta?, pergunta ele, à amada. “É tudo que mais quero na minha vida, padre”, fala ela, sorridente. Imediatamente, o padre pergunta se não há convidados para a cerimônia. Elisabeta diz que todos estarão ali, e que poderá senti-los, um a um.

OS DOIS SE UNEM E TROCAM JURAS DE AMOR DIANTE SÓ DO PADRE

Os dois, bobos de amor, começam a se preparar para o tão esperado momento. Darcy pega flores no jardim e monta um singelo buquê. Ele entrega para a amada, beija as mãos dela, deixando-a do lado de fora da igreja. Já no altar, ele se emociona ao ver seu amor se dirigindo até dele.

Mesmo sem nenhum convidado, Elisabeta vai “sentindo” e “vendo” a presença de cada uma de suas irmãs, de seus pais, amigos. Diante do padre, eles falam algumas palavras.

“O amor, esse desconhecido, que me tomou pelas mãos e me fez atravessar um oceano, cruzar estradas de terra para se apresentar a mim sob a forma de uma mulher chamada Elisabeta Benedito”, fala um emocionado Darcy.

“Um mundo tão vasto, com tantas pessoas disponíveis na ciranda dos afetos... Mas não haveria outra combinação possível. Porque vim ao mundo para te amar... meu amor”, emenda Elisabeta.

Assim, o padre pergunta se aceitam de todo o coração o matrimônio. E ouve sonoros “sim” e “sim”. E acaba dizendo que agora os dois são uma só carne. E que o que Deus uniu na Terra, ninguém separa!

Elisabeta olha emocionada para Darcy e repete: “Está dito! E repito aos ouvidos do mundo: o que o amor e o universo uniram... Ninguém separa!”. “Agora e pela eternidade”, completa Darcy.

Os dois se despedem do padre. Darcy pega sua amada no colo e eles deixam a igreja. “É hora de voltar para nossa casa, meu amor. Como marido e mulher”, atesta ele. “Casadinhos afinal!”, diz a jovem. E vão direto para a Fazendo Ouro Verde contar a novidade. E, claro, passarem a primeira noite como marido e mulher.



Veja Também