Orgulho e Paixão: Julieta pede Aurélio em casamento

E surpreende Camilo com ideia de ele se unir à Jane no mesmo dia


12 de setembro de 2018

Foto: Reprodução Globo

A nova fase de Julieta (Gabriela Duarte) é só de amor. Após deixar para trás todas as feridas do passado, ela vive dias mais coloridos e felizes. Certo dia, ela chega alegre no estábulo da fazenda Bittencourt, e vê o amado, Aurélio (Marcelo Faria), cuidando de Soberano e Glorioso.

A Rainha do Café logo fala de sua alegria de ver Aurélio feliz com o seu trabalho. “Não entendo como você perdeu tanto tempo sem fazer o que sabe tão bem. E com amor”, ressalta ela. “Já disse e repito: Precisei te encontrar para me achar também”, diz ele.

Orgulho e Paixão: Elisabeta passa mal e descobre gravidez

Orgulho e Paixão: Ernesto ganha consolo de Ema e de Aurélio

JULIETA A AURÉLIO: “AINDA VALE O SEU DESEJO DE SE CASAR COMIGO, ME DAR SUA COMPANHIA E SEU NOME PARA SEMPRE?”

Durante o papo, Julieta diz que o mesmo acontece com ela. “Sinto o mesmo. Nunca estive tão plena e feliz. Parece tudo tão no lugar na minha vida agora. Ou quem sabe fora do lugar ruim que minha vida tinha seguido... Porque antes era tudo tão controlado, sistemático e era triste”, diz ela, ao segurar a mão do amado.

Carinhoso, o veterinário passa a mão no rosto dela. “Que bom ouvir isso... Especialmente na parte que me toca...”, brinca. “E toca quase tudo... Até trouxe sorte nos negócios. A notícia de que a ferrovia de Darcy pro Vale está quase pronta me tirou um peso dos ombros”, admite ela.

Mas a Rainha do Café faz uma ponderação... “Só falta uma coisa pra coroar meu renascimento: Aurélio, ainda está valendo seu desejo de se casar comigo? De me dar sua companhia e seu nome para sempre?”, pergunta. “Julieta. Você tem alguma dúvida?”, responde Aurélio, radiante.

Ela sorri, feliz, e faz que sim com a cabeça. Eles se beijam ali, apaixonados. Nisso, Camilo surge, vê a cena e pigarreia, fazendo graça. Eles logo se soltam. “Desculpem, filho faz dessas inconveniências. Vim te chamar para dar uma volta a cavalo comigo, mãe. Prometemos não perder mais um segundo do que adoramos fazer”, convida o jovem.

CAMILO PARA JULIETA: “LEVAR MINHA MÃE E MINHA ESPOSA AO ALTAR? NADA ME FARIA MAIS FELIZ”

Feliz como nunca, Julieta aceita o convite do filho. Depois de cavalgarem, eles param em um recanto bucólico da fazenda. “Lembro de alguns passeios à cavalo como esse que fazíamos quando eu era menor. Pra ver o pôr do sol”, diz Camilo. “Era meu respiro, o momento de ficar longe daquela casa, de seu pai... Parei quando você caiu do potro”, conta ela.

Camilo lembra do tombo. “Feri braços, joelhos. A senhora ficou possessa porque eu ia ficar marcado para sempre! Mas sumiu...”, fala ele. “Sim... Outras marcas foram tão mais profundas, não é?”, diz ela, reflexiva. Nesse momento, Camilo estica a mão para a mãe, e eles se dão as mãos.

Ali, regada pelo afeto do filho, ela lhe faz uma proposta. “Meu filho, estive pensando: eu gostaria muito de consertar um erro terrível que cometi minando a cerimônia e a legalidade de  seu casamento com Jane”, fala ela. “Mãe, por favor, já está tudo superado”, repete ele.

A Rainha do Café insiste. “Eu sei, vocês se casaram no cartório. E seu coração de ouro me perdoou. Mas agora, eu preciso me perdoar também. Quero dar uma nova festa a vocês. Na igreja e na nossa fazenda”, conta. “Imagina, mãe, não precisa. Nós...”, fala ele.

Mas ela arrebata Camilo ao citar um detalhe importante. “Gostaria de compartilhar desse momento com vocês e me casar com Aurélio também. No mesmo altar, sob as mesmas bênçãos e alegrias. Para selarmos de vez o nosso amor e a nossa família. Você me daria essa honra?”, indaga.

Já em seus cavalos, Camilo trava o seu animal, e a mãe faz o mesmo. “Levar minha mãe e minha esposa ao altar? Mãe, nada me faria mais feliz”, diz ele, com um sorriso terno no rosto. Comovidos, os dois cavalgam felizes, até alcançarem o horizonte.