Orgulho e Paixão: Julieta mostra à Mariana sua marca da violência

Rainha do Café se solidariza com a jovem que teve cabelos cortados por vilão


  • 02 de setembro de 2018
Foto: Reprodução Globo


Depois da reconciliação com o filho, Camilo (Maurício Destri), Julieta (Gabriela Duarte) mostra-se cada vez mais uma mulher à frente do seu tempo, sem amarras e medos. Tanto que ao saber sobre a violência sofrida por Mariana (Chandelly Braz), que teve os cabelos cortados forçadamente por Xavier (Ricardo Tozzi), ela a procura na casa de Brandão (Malvino Salvador).

A Rainha do Café mostra-se solidária com a jovem e a encoraja “Não quero tomar seu tempo, Mariana. Você está linda de cabelos curtos. Como nos transformamos na dor, não é?”, diz. “É como se eu tivesse trocado de pele. Entre, por favor... Que surpresa a senhora vir...”, fala Mariana.

Julieta, então, revela algumas feridas de seu passado. “Vim porque... sou marcada como você. Sou do seu bando, Mariana. O bando das sobreviventes... Também sofri uma violência quando era nova. Pelas mãos do pai de Camilo”, conta, deixando Mariana abalada. “Dona Julieta... Eu não podia imaginar. Sempre achamos que a nossa dor é a maior de todas... Que é a única...”, ressalta a jovem.

A mãe de Camilo explica ser essencial as mulheres se unirem nesse momento. “Por isso vim. Pra mostrar que você não está sozinha. E que não deve se envergonhar. Escondi por muito anos minha tragédia. Mas a vida me mostrou que preciso dividir com outras mulheres a certeza de que somos fortes. E que juntas temos um papel, afetivo e moral”, diz ela.

Orgulho e Paixão: Julieta se abre sobre passado com Camilo

Orgulho e Paixão: Julieta festeja com Aurélio sua nova fase

JULIETA: “ESSA MECHA BRANCA APARECEU DIAS DEPOIS DO TRAUMA QUE SOFRI DE MEU MARIDO”

Mariana diz que também acredita nessa aliança, e que desde nova, com a irmãs, aprendeu a olhar uma para as outras, sem condenar de antemão. “Há tanta beleza nisso... Por isso, nunca se sinta menos mulher por não ter mais seus fios longos. Essa mecha branca que você vê na minha fronte...”, conta Julieta. “Tão bonita, elegante. Faz da senhora uma leoa”, constata Mariana.

E Julieta faz uma revelação. “Ela apareceu do nada, dias depois do trauma que sofri pelas mãos de meu marido. Um médico disse que era uma resposta física do meu corpo à destruição emocional que sofri”, conta. “Como Maria Antonieta, que acordou de cabelos brancos quando soube que seria decapitada!”, emenda Mariana.

Julieta concorda e continua. “Suposição ou verdade, não é uma marca de nascença, é a chancela da minha luta...Porque mesmo depois de tanto tempo ainda não me livrei dessas dores. Talvez nunca me livre, mas a cada dia que passa, a cada conquista, a cada pedaço de mim que ainda tenho que resgatar, essa mecha está comigo. Tenho certeza de que seus cabelos também vão te levar longe. Você já não é mais a Mariana que era. Mas a Mariana de cabelos curtos, valente, destemida... sobrevivente como eu”, diz.

Mariana a abraça, chorando. Julieta pega as mãos dela e beija. E ficam abraçadas, solidárias.



Veja Também