Órfãos da Terra: Bruno descobre que Valéria é cúmplice de seu pai

Fotógrafo e a mãe, Teresa, tomam uma importante decisão!


  • 02 de maio de 2019
Foto: Reprodução Globo


Não iria demorar muito para Bruno (Rodrigo Simas) perceber que Valéria (Bia Arantes) não mudou mesmo nada.

E mais, continua cúmplice de seu pai, Norberto (Guilherme Fontes). Assim, o fotógrafo toma uma decisão junto com a mãe, Teresa (Leona Cavalli).

Essa sequência irá ao ar no dia 6 de maio.

BRUNO AO DESCOBRIR MAIS UMA ARMAÇÃO DE VALÉRIA: “CHEGA! NÃO PRECISA DIZER MAIS NADA. AQUI É O FIM DA LINHA PRA NÓS DOIS!”

Bruno está deitado, lendo um livro, em seu quarto. Valéria se aproxima e deita ao lado dele. “Amor, olha para mim. Me desculpa”, fala. O jovem fecha o livro e a encara. "Eu não aguento ficar assim. Me desculpa?”, insiste ela, após ele flagrá-la em conversa suspeita no telefone. Sedutora, a jovem começa a beijar o namorado.

O fotógrafo não resiste. “Você não tem jeito, Valéria...”, diz ele. E os dois se agarram. Nisso, toca a campainha. Bruno abre a porta e vê Teresa. “Mãe? Aconteceu alguma coisa?”, preocupa-se ele. “Aconteceu sim, Bruno! A sua namorada Valéria é uma bruxa! Ela contou pro Norberto que vendi minhas joias, pra comprar a sede do centro”, relata ela.

 

 

Bruno fica atônito. “É verdade, Valéria?”, diz ele, encarando a namorada. “Seu pai garantiu que foi ela, filho. Você vai ter coragem de mentir, sua falsa?”, fala Teresa. “Eu... Eu só quis ajudar...”, tenta explicar a jovem. "Chega! Não precisa dizer mais nada. Aqui é o fim da linha pra nós dois!”, avisa Bruno. Ele arruma as coisas e sai de casa com a sua mãe.

Órfãos da Terra: Ali descobre identidade de Sara

TERESA, NO CENTRO DE REFUGIADOS: “PRIVILÉGIO É VIVER NUM LUGAR ONDE EXISTE ALEGRIA E AMOR”

No outro dia, Bruno e Teresa tomam café no centro de refugiados, onde passaram a noite. “Bruno e Teresa, podem ficar o tempo que precisarem. Afinal, a casa é de vocês”, diz o padre. “Obrigada, padre. Mas hoje mesmo vamos procurar um apartamento pra nós dois”, avisa Teresa. “Não se apressem. Esse Centro só continua de pé por causa de vocês”, fala o pároco.

Teresa fala da alegria de estar ali. “Sabe, padre, eu poderia ter ido para um hotel. Mas estava tão triste. E esse lugar me alegra”, confessa ela. “Triste era te ver naquele casamento infeliz, mãe. Eu também nunca devia ter voltado com a Valéria. Estamos mudando pra melhor”, constata Bruno. “Não imaginei que a senhora pudesse vir para cá. Me surpreendeu, dona Teresa”, diz Jean-Baptiste (Blaise Musipère).

Teresa não entende. “E por quê, Jean?”, fala. “É um lugar muito simples para quem está acostumada com uma vida tão privilegiada”, lembra ele. “Privilégio é viver num lugar onde existe alegria e amor, Jean”, ressalta ela. “Acho muito bonito que a senhora pense assim”, diz o refugiado. “Obrigada. Mas por favor não me chame de senhora. Pode me chamar de Teresa, por favor”, pede ela. Os dois sorriem, sob o olhar desconfiado de Marie (Eli Ferreira).

 

 

Órfãos da Terra: Hussein entrega carta de Soraia à Rania



Veja Também