Órfãos da Terra: Aziz atira em Soraia após flagrá-la com Hussein

Antes de morrer, ela diz ao sheik que ele “não conhece o amor”


  • 22 de abril de 2019
Foto: Reprodução Globo


O amor de Soraia (Letícia Sabatella) e Hussein (Bruno Cabrerizo) terá um fim trágico após Aziz (Herson Capri) flagrá-los dormindo juntos. E Dalila (Alice Wegmann) diz que nunca perdoará o pai.

Essa sequência irá ao ar a partir do dia 26 de abril.

SORAIA: “HUSSEIN, PREFIRO MORRER DO QUE VIVER SEM VOCÊ. ISSO NÃO É CULPA SUA. É CULPA DO MEU CORAÇÃO”

Soraia e Hussein só estão aguardando o amanhecer do dia para poderem fugir. “Eu tinha que vir! Mesmo sabendo que Aziz pode nos matar!”, fala a primeira esposa do sheik. “Ele não vai nos matar, Soraia! Amanhã mesmo, vamos pegar um voo para a Europa”, fala ele. “Pronto. Agora tudo que temos nessa vida estão nessas mochilas”, diz Soraia, após arrumar as coisas.

Hussein declara-se. “Não, tudo que tenho é você. E isso vale mais do que o mundo todo”, diz. Ele puxa a amada para si e eles se deitam abraçados. “Quero que essa noite passe logo. Não vejo a hora de estarmos bem longe de Aziz. Se ele nos achar aqui, vai nos matar. E pior do que morrer é ele te fazer mal por minha culpa”, fala ele. “Hussein, prefiro morrer do que viver sem você. Isso não é culpa sua. É culpa do meu coração”, constata ela.

 

 

Os dois se beijam e começam a fazer amor. Nesse momento, Aziz já descobriu a fuga de Soraia com Hussein, e se dirige com os capangas ao Campo de Refugiados. Assim, que chega na tenda, o sheik flagra Soraia abraçada com Hussein. “Ustáz, não atire nela. Eu sou o culpado!”, fala seu ex-capanga. “Yá kalb! Cão sarnento! Eu devia ter deixado você na khára onde nasceu”, diz o sheik.

Soraia ainda implora ao ex. “Não, Aziz! Não atire!”, pede. “Cale-se, chármuta! Você manchou a honra da minha casa, mas não vai sujar meu nome!”, diz ele. Nisso, Dalila chega e vê o pai pronto para atirar nos dois. Ela se joga em cima de Aziz. “Não cometa uma desgraça! Perdoe minha mãe!”, implora. Nessa hora, Hussein puxa Soraia e eles conseguem fugir. Mas Aziz consegue se desvencilhar da filha e segue de carro com os capangas atrás do casal.

Órfãos da Terra: Norberto se insinua para Valéria

Órfãos da Terra: Jamil pede Laila em casamento

DALILA A AZIZ NA CERIMÔNIA FÚNEBRE DE SORAIA: “NÃO OUSE SE APROXIMAR DA MINHA MÃE! FORA DAQUI! ASSASSINO!”

Não demora muito e eles encontram o casal, que fica sem saída. “Ninguém atira. Eles são meus”, avisa o poderoso. “Yába! Pelo amor que o senhor tem a mim! Não!”, insiste Dalila, que também se aproxima. Hussein se coloca na frende de Soraia. Aziz atira, e o jovem cai. “La’! Hussein!! Meu amor, não!”, fala Soraia, desesperada. E Aziz atira novamente. Nisso, Soraia olha nos olhos do sheik. “Se você conhecesse o amor, saberia o quanto isso dói...”, fala ela, que cai ali, morta, sobre o corpo de seu amor.

Dalila fica dilacerada ao ver a cena. “Yámaaaaa!”, grita a jovem, que se aproxima e abraça o corpo da mãe. “Vamos embora, Fauze!”, ordena Aziz. “Yába! O senhor não pode deixar minha mãe aqui. Temos que enterrá-la como se deve”, pede a jovem. “Ela não merece cerimônia alguma. Nem ela, nem seu amante! Que os abutres cuidem deles!”, fala Aziz, que vai embora. Já no palácio, o sheik está abatido.

Logo Fauze (Kaizar Dadour) diz que Dalila trouxe o corpo da mãe e quer chamar um sacerdote para fazer a cerimônia fúnebre. “Atenda ao pedido. Deixe Dalila fazer o que quiser. Afinal, é a mãe dela”, diz o sheik. Já com o corpo da mãe sobre a cama, a própria jovem a despe, a limpa e a veste, sozinha, chorando muito.

Na cerimônia, quando vê Aziz entrar, Dalila mostra-se furiosa. “Não ouse se aproximar da minha mãe! Fora daqui! Assassino!”, diz. Ele diz que Soraia foi uma grande mulher, mas que não teve escolha. Mais tarde, em uma conversa sós com o pai, a jovem diz que nunca irá perdoá-lo.

 

 

Órfãos da Terra: Soraia e Hussein se beijam apaixonados

Órfãos da Terra: Jamil pede nova chance e se reconcilia com Laila



Veja Também