O Tempo Não Para: Samuca aceita ajuda financeira de Marocas

Ele demonstra machismo “zero” após ver contas bloqueadas e ouvir proposta da esposa


  • 27 de dezembro de 2018
Foto: Reprodução Globo


Se no amor a vida de Samuca (Nicolas Prattes) vai às mil maravilhas, na sua empresa, a Samvita, as coisas estão bem difíceis.

E após armação de Mariacarla (Regiane Alves) e Lúcio (João Baldasserini), em cumplicidade com o malandro Livaldo (Nelson Freitas), pai do empresário, Samuca se vê sem nenhum centavo. Essa sequência está prevista para ir ao ar nesta sexta, dia 28 de dezembro.

O Tempo Não Para: Marocas tensa com descoberta de Waleska

O Tempo Não Para: Dom Sabino comove Carmen e Marocas

ELMO QUANDO SAMUCA TENTA PAGAR UM PÃO NA CHAPA: “ACHO QUE SEU CARTÃO TÁ BLOQUEADO, MANO...”

Depois de uma noite romântica com a amada, Marocas, Samuca vai até a padaria do amigo Elmo (Felipe Simas), e se delicia com um pão na chapa. “Qual é, Samuca? Cê vem na minha padoca e nem me avisa?”, diz Elmo. “Se liga, cabeção... Não quero privilégio só porque sou broder do dono. Mas claro que eu ia te procurar lá dentro”, diz.

Os bróders continuam conversando. “Fico feliz de te ver assim. Cê merece fazer muito sucesso. É só o começo. Agora preciso ir pra Samvita. Quanto é o pão com a média?”, pergunta. “Aqui cê não paga, mano...”, diz Elmo. Mas o empresário faz questão de pagar. Porém, quando Gabiru (João Fernandes) vai passar a maquininha, duas vezes aparece “não autorizado”. “Acho que seu cartão tá bloqueado, mano...”, fala Elmo, na preocupação de Samuca.

Assim que chega na empresa, ele procura Vanda (Lucy Ramos). “Chequei todas as suas contas, Samuca. Infelizmente, não foi um erro do banco...”, diz ela. “Como assim? O que tá pegando?”, pergunta ele. “Suas contas pessoais foram bloqueadas, Samuca!”, informa ela. “Não pode ser!”, diz o jovem, consternado.

E assim que vai até o corredor, Samuca dá de cara com Livaldo. “O que você ainda tá fazendo aqui? É muita cara de pau...”, diz o jovem. “Calma, Samuca...”, fala o malandro. “Fora daqui!”, repete o empresário. Até que ele chama Waleska (Carol Castro), e ela ordena que Livaldo saia, do contrário, mandará os seguranças o retirarem dali. O bon vivant sai ligeiro.

MAROCAS: “VOCÊ É O HOMEM MAIS RICO QUE JÁ CONHECI, SAMUEL. E NÃO ESTOU FALANDO EM BENS MATERIAIS, MAS SIM EM VALORES, EM ÉTICA, EM CARÁTER!”

Já em sua sala, Samuca ganha um abraço da amada, Marocas. E logo ele brinca, amargo. “Não tenho mais um centavo... Tá tudo bloqueado...”, conta ele. “Você é o homem mais rico que eu já conheci, Samuel. E não estou falando em bens materiais, mas sim em valores, em ética, em caráter!”, ressalta ela.

Samuca se emociona. “Só você pra levantar a minha moral...”, diz. “E de mais a mais, a Kikinico ainda está no começo, mas já começamos a pelo menos pagar as contas. Você tem algo contra receber uma ajudinha da esposa?”, pergunta ela. “De jeito nenhum!”, afirma ele, sorridente. “Perfeito... Então está tudo resolvido... Pelo menos esse assunto...”, fala a estilista.

Nesse instante, Samuca beija a sua amada, que se entrega ao momento romântico. Nisso, logo entram Carmen (Christiane Torloni) e Dom Sabino (Edson Celulari). “Nós já soubemos o que houve, Samuca... Que horror bloquearem as suas contas!”, fala Carmen, passada. “Fique tranquilo, meu genro. Nada vai lhe faltar enquanto essa situação perdurar”, emenda Sabino. “Nada mesmo...”, diz Carmen. “Somos uma só família!”, fala Sabino.

“Obrigado, mãe, meu sogro... Sei que posso contar com vocês...”, agradece o jovem. “É para isso que serve uma família de verdade. Todos sempre a postos para ajudar...”, conclui Marocas. “Agora, meu bom Samuel. Por favor, convença a turrona da sua mãe a repousar...”, pede Sabino. “De novo essa história?”, reage, Carmen.

“Por quem é! Você está esperando uma criança, Carmen! Precisa de quietude e tranquilidade!”, diz Sabino. Samuca e Marocas trocam aquele olhar, já prevendo confusão. “Só preciso não me estressar, só isso. Mas com você isso é bem difícil, Sabino!”, fala Carmen. “Você não me ouve!”, diz Sabino. “Quem me dera eu não conseguisse ouvir você, sua maritaca!”, fala a empresária. “Mulher impossível!”, diz ele. “Seu chato de galocha!”, fala ela.

Marocas e Samuca mal contém o riso, e a briga continua, sem parecer ter fim.



Veja Também