O Tempo Não Para: O Natal cheio de amor de Samuca e Marocas

Estilista diz que o empresário já existia na sua vida há 132 anos


  • 23 de dezembro de 2018
Foto: Reprodução Globo


Pelo menos no almoço de Natal, a mansão Sabino Machado terá momentos de paz, inclusive com Agustina (Rosi Campos) e Carmen (Christiane Torloni) dividindo a mesma mesa.

Marocas (Juliana Paiva) lembra a todos como era celebrada a data em 1886. E até seu amor, Samuca (Nicolas Prattes), participava do presépio vivo. Essa sequência está prevista para ir ao ar nesta terça, dia 25 de dezembro.

O Tempo Não Para: Marocas se assusta ao acordar sem Samuca

O Tempo Não Para: Sabino diz que não sabe viver sem Carmen

MAROCAS: “NÃO IMPORTA O QUE OS FATOS OU OS SÉCULOS DIGAM, SAMUEL SEMPRE EXISTIU E SEMPRE EXISTIRÁ”

Marocas narra a representação de Natal no passado, com ela sendo Maria e, pasmem, Samuca, vivendo José. Logo todos à mesa debatem como o empresário poderia estar naquele século. “Por minha fé... Isso não faz o menor sentido!”, ri Dom Sabino (Edson Celulari). “A não ser que o Samuca também fosse um “congelado””, diverte-se Miss Celine (Maria Eduarda de Carvalho).

“Ou que estivesse muito bem conservado...”, completa Carmen. “Tudo é possível para aquele que crê...”, observa bem-humorado o Padre Luís (Alexandre Barros). Rindo, Marocas explica. “Ora, meu pai, não importa o que os fatos ou os séculos digam: para mim, Samuel sempre existiu e sempre existirá...”, fala ela.

Todos ali gritam juntos “óoooooh”. Nesse instante, Samuca beija a mão de sua amada. “Isso foi “deveras” fofo...”, fala. E Sabino completa, dentro do clima do Natal. “Minha filha, como sempre, tem razão... Somente duas coisas no mundo são capazes de romper as fronteiras do tempo. Uma delas é o nosso velho Albatroz. A outra, decerto é o Amor...”, fala ele, antes de erguer a taça e desejar Feliz Natal a todos.

SAMUCA À MAROCAS: “COM VOCE DO MEU LADO, EU VOU ATÉ O INFERNO SE FOR PRECISO, MEU AMOR!”

Depois da celebração, Marocas e Samuca já estão na cama, abraçados. “O Natal foi tão lindo, meu amor...”, diz a estilista. “Nosso primeiro Natal juntos...”, emenda o empresário. “O primeiro de todos os natais da nossa vida... Foi tudo tão mágico...”, festeja Marocas

“Apesar do seu pai ter pego de jeito o Papai Noel... Quase que desfalca o Natal...”, diz Samuca, bem-humorado, lembrando que o amigo Elmo (Felipe Simas), que se vestiu de Papai Noel, por pouco não levou uma pior. “Elmo e Miss Celine ficaram tão assustados, mas a confusão acabou virando festa, ainda bem”, ressalta ela.

“O que foi duro é ter que encarar o meu pai vindo aqui me pedir perdão... E eu não podia fazer nada...”, fala Samuca, com o semblante mais sério. “Ele entendeu que era um pedido impossível. Tanto que foi embora por conta própria. Ao menos a sua mãe nos deu a alegria de ter vindo à comemoração...”, fala Marocas. “Eu sabia que ela não passaria o Natal longe da gente”, diz ele.

“Carmen e minha mãe selaram um acordo de paz...”, lembra Marocas. “Pelo menos até ontem...”, brinca Samuca. “Pois é... Depois do sonho e do encanto natalino, voltamos à realidade...”, constata Marocas. “Você provará que é o verdadeiro inventor do adubo Vitae... A verdade há de triunfar...”, continua ela. “Agora é arregaçar as mangas. E convencer o mundo inteiro. A batalha vai ser dura...”, diz ele.

“Mas eu sempre estarei com você...”, afirma Marocas. “Isso é que me dá força... Com você do meu lado, eu vou até o inferno se for preciso, meu amor! Eu te amo tanto...”, diz o empresário. "Também o amo imensamente, meu amor...”, declara-se ela. Os dois se beijam apaixonados.



Veja Também