O Tempo Não Para: Marocas quer dormir longe de Samuca

Após “DR”, empresário dá mais uma grande prova de amor à esposa


  • 17 de janeiro de 2019
Foto: Reprodução Globo


Aos poucos, Marocas (Juliana Paiva) percebe que se algum dos “congelados” estiver com o vírus, é uma situação bem grave.

Mas ao contrário dela, toda a família e, inclusive, Samuca (Nicolas Prattes), acham que tudo não passa de armação da Dra. Petra (Eva Wilma) e cia. da Criotec.

Essa sequência está prevista para ser exibida no dia 18 de janeiro.

O Tempo Não Para: Marocas ganha carinho de Carmen após “prisão”

O Tempo Não Para: Samuca propõe fuga à Marocas

MAROCAS DIZ À FAMÍLIA: “EU PREFIRO PASSAR PELOS EXAMES A VIVER ARRISCANDO A SAÚDE DE QUEM QUER QUE SEJA”.

Depois de ficar sabendo que Miss Celine (Maria Eduarda Carvalho) foi impedida de dar aula, que Agustina (Rosi Campos) foi convidada a se retirar da igreja, que as gêmeas Nico (Raphaela Alvittos) e Kiki (Nathalia Gonçalves) não puderam ir à escola, Marocas chega a uma conclusão em reunião com a família. “Agora está claro. Todos pensam que somos portadores de uma doença contagiosa”, diz ela.

“E o que podemos fazer a respeito?”, pergunta Agustina. “Eu sugiro desconfiar de tudo que venha da Criotec”, fala Samuca. “Apoiado, meu genro. Não há razão para pânico. A vida segue, e urge!", diz Dom Sabino (Edson Celulari). “Meu pai, eu acho que o senhor não está entendendo a gravidade da questão”, pondera Marocas. “O que quer dizer, minha filha?”, pergunta Agustina.

E Marocas é firme. “Eu jamais colocaria a vida de ninguém em risco. E se esse é o caso, pretendo sim me submeter aos exames da Criotec!”, afirma a estilista, surpreendendo a todos. E aí começa uma discussão, mas Marocas não muda sua opinião. “Eu prefiro passar pelos exames a viver arriscando a saúde de quem quer que seja!”, fala ela.

“Eu sou contra! Não há nada que prove que esse vírus realmente tá em vocês...”, diz Samuca. “Decerto é uma falácia que esconde interesses obscuros...”, deduz Sabino. “Talvez uma conspiração dos republicanos...”, emenda Agustina. “Minha mãe, esse tempo já passou”, fala Marocas.

SAMUCA AO OUVIR QUE MAROCAS PRETENDE DORMIR EM QUARTO SEPARADO: “A GENTE É UM SÓ... LEMBRA?”

O debate continua. “Dom Sabino tem razão, estamos todos bem...”, fala Celine. “Desde quando eles supostamente sabem disso?”, indaga Samuca. “E se nada aconteceu até agora, por que essa urgência em nos recolher?”, quer saber Agustina. “São muitas perguntas, e quase nenhuma resposta...”, constata Marocas.

Nisso, Dom Sabino toma a palavra. “Como patriarca dessa família, eu ordeno que ninguém tome nenhuma atitude isoladamente! Precisamos ficar unidos”, diz. “Eu jamais faria nada sem o conhecimento de vocês, mas isso não é porque o senhor quis impor a sua autoridade, meu pai. Mas porque vamos fazer o que é certo...”, fala Marocas. “Até porque eu agora sou o seu marido...”, emenda Samuca.

Nesse momento, Marocas olha firma para o amado. “Samuel...”, diz ela. E o empresário recua, suave. “E no nosso casamento, a gente sempre decide tudo em comum acordo”, tenta consertar Samuca. Já no quarto do casal, Marocas discute com o marido. “Não irá me dizer o que fazer, Samuel!”, avisa ela. “Eu falei “em comum acordo””, repete ele.

“Mas o vírus está em meu corpo. E se os cientistas estiverem certos? Podemos contaminar as pessoas...”, diz a estilista, que logo se toca, aflita. “A sua vida, meu amor, corre perigo com a nossa simples convivência, a cada toque de mãos!”, deduz ela. “A gente não pode entrar nessa...”, já corta Samuca. “Devemos, sim, nos precaver e começar a tomar cuidados...”, diz ela. “Isso é uma loucura...”, fala o empresário.

E Marocas toma uma decisão. “Vamos evitar contato... Talvez seja prudente ocuparmos quartos separados a partir de agora...”, fala ela. Samuca a encara, firme. “Marocas, você quer saber o que eu penso disso, sinceramente?”, diz ele. “Por favor, não deixe de me dizer...”, fala ela, ansiosa. Nisso, Samuca a toma nos braços e a beija, intensamente. “É isso... A gente é um só... Lembra?”, fala ele, comovendo a amada.



Veja Também