O Tempo Não Para: Marocas emociona Samuca com lembranças

Empresário ampara seu amor, que sofre com a possibilidade de perder o pai no “duelo”


  • 06 de janeiro de 2019
Foto: Reprodução Globo


Marocas (Juliana Paiva) até tentou dissuadir seu pai, Dom Sabino (Edson Celulari), do duelo com Livaldo (Nelson Freitas), mas não conseguiu.

E é com o seu amor, Samuca (Nicolas Prattes), que ela se abre sobre as lembranças e os ensinamentos do pai. Serão cenas emocionantes, até porque ela sabe que Sabino pode não sair vivo do duelo.

Essa sequência está prevista para ir ao ar a partir desta segunda, dia 7 de janeiro.

O Tempo Não Para: Sabino e a última noite de amor com Carmen?

O Tempo Não Para: Samuca se oferece “baratinho” à Marocas

SAMUCA A MAROCAS: “EU SEI QUE CÊ NÃO TÁ LEGAL. FALA COMIGO, MEU AMOR...

Apesar dos momentos difíceis, o casal #Samurocas conversa animado em seu quarto na mansão dos Sabino Machado. “O que acha desta localização para a primeira loja exclusiva da Kikinico?”, pergunta a estilista mostrando o celular ao amado. “Excelente! A gente vai bombar”, diz ele. ““A gente”, gostei de ver. Você está vestindo mesmo a camisa, como se diz hoje”, afirma Marocas. “Eu tô muito feliz de tá nessa com você, meu amor... A gente tá junto em todas...”, fala ele.

Samuca beija Marocas, e logo entra num assunto delicado. “Você não tocou mais naquele assunto envolvendo o seu pai”, diz, sobre o “duelo”. “Ele decidiu, está decidido. Não me envolvo mais”, garante a jovem. “Mas eu sei que cê não tá legal. Fala comigo, meu amor...", pede ele. “Meu pai é tudo para mim. Meu exemplo, meu norte. Apesar de nossas discussões, eu tenho por ele profunda admiração, carinho, respeito. E o maior amor do mundo... Nem sei o que seria de mim se ele faltasse”, desabafa ela.

Nesse momento, eles ficam sabendo da presença de Sabino para o jantar. “Conheço meu pai. Ele acha que essa pode ser sua última refeição”, diz ela, que já adianta que não descerá para o jantar. “Eu não tô entendendo. Deus me livre, mas esses podem ser os seus últimos momentos com o seu pai”, pondera ele. “Por essa razão, quero manter intacta a memória do homem que ele é, que sempre foi, não a de um homem que parece estar se despedindo da vida. Além do mais, não vou compactuar com isso”, afirma ela.

MAROCAS À SAMUCA: “CASO O PIOR ACONTEÇA NO DUELO, QUERO TER MEU PAI SEMPRE VIVO COMIGO”

O jantar termina na Mansão. Lá estão Carmen (Christiane Torloni), Agustina (Rosi Campos), as gêmeas Nico (Raphaela Alvittos) e Kiki (Nathalia Rodrigues). Após abraçar as crianças, que deixam a sala, Dom Sabino se despede. “Meu bom Samuel, continue sendo o homem honrado que sempre foi... Deixe meu abraço apertado a Maria Marcolina...”, fala Sabino. E logo se ouve a voz de Marocas. “Por que não dá o senhor mesmo?”, diz a jovem.

Nisso, Marocas corre para dar um abraço emocionado no pai. “Minha filha”, diz ele. “Meu pai, não esmoreça. Logo os dias voltarão a ter sol, eu garanto”, sussura ela, no ouvido do nobre homem. Já no outro diz, quando o duelo já está sendo montado, Marocas, que não pregou o olho, conversa na cama com Samuca. E ela lembra quando o pai lhe ensinou a cavalgar pela primeira vez. “Eu era muito pequena. O cavalo era imenso. Lembro do receio que senti quando meu pai me colocou sobre o cavalo e se afastou... De repente eu estava ali sozinha no comando de um potro bravio. O pavor tomando conta de todo o meu ser”, conta ela.

“Eu posso imaginar...”, fala Samuca. “Mas um olhar de meu pai bastou para me dar toda a confiança do mundo naquele momento. Ele sorriu para mim, à distância e eu ganhei coragem para cavalgar. Senti uma sensação de liberdade como nunca havia sentido antes...”, lembra ela. “Que linda lembrança, meu amor...”, constata o empresário, emocionado. “Jamais esquecerei aquele dia...”, garante ela.

“Mas agora tenta descansar. Você nem pregou os olhos ainda...”, fala Samuca. “Não consigo parar de pensar em meu pai, em tudo que eu e ele vivemos juntos. Foram tantas aventuras...”, fala ela. “Eu sei... Seus olhos brilham só de lembrar...”, diz ele. “É como se eu precisasse ter certeza de que todas as memórias estão preservadas em meu coração. Caso o pior aconteça no duelo, quero ter meu pai sempre vivo comigo”, fala ela.

Nesse instante, Samuca abraça Marocas. “Meu amor... Seja lá o que for que acontecer, eu estarei ao seu lado, você sabe, pra sempre!”, assegura ele. “Eu sei, meu amor, eu sei...”, fala a jovem. E ela se aninha no colo protetor do amado.



Veja Também