O Tempo Não Para: Marocas desolada com envenenamento

Samuca se declara e diz que pureza e bondade da amada causam muita inveja


  • 07 de dezembro de 2018
Foto: Reprodução Globo


Finalmente, após receber os exames de Marocas (Juliana Paiva), a doutora Helen (Rafaela Mandelli) descobre que a jovem está sendo envenenada.

Assim que recebe a notícia, a estilista procura o amado, Samuca (Nicolas Prattes), na Samvita. Essa sequência começa a ser exibida nesta sexta-feira, 7 de dezembro.

O Tempo Não Para: “Príncipe” Samuca surpreende Marocas

O Tempo Não Para: Marocas e Samuca veem os detalhes da união

MAROCAS DESOLADA: “ESTOU CANSADA DE LUTAR CONTRA INIMIGOS CUJA MOTIVAÇÃO EU NÃO COMPREENDO”

Marocas chega abatida à sala de Samuca, que está no meio de uma “DR” daquelas entre Dom Sabino (Edson Celulari) e Carmen (Christiane Torloni). Logo, a jovem pede para falar a sós com seu amor. “Esses dois quase me enlouqueceram. Eles transformaram a reunião num campo de batalha. (ele logo fica sério) Meu amor, você não tá bem...”, diz ele.

“Estou confusa. Não sei o que pensar. Algo muito grave está acontecendo, eu me sinto ameaçada... Samuca, alguém está tentando me matar!”, revela ela. Consternado, o empresário promete que vai descobrir quem é este assassino. “Alguém que pudesse misturar essa porcaria na sua comida e na bebida sem levantar suspeitas. Alguém que circule na sua casa, entrando e saindo da cozinha”, diz ele.

Logo, os dois se dão conta quase que ao mesmo tempo que essa pessoa é Agnese (Beatriz Campos), e seguem para a mansão dos Sabino Machado. Mas assim que chegam, a malvada já fugiu. Após acalmarem Agustina (Rosi Campos), os pombinhos conversam a sós na biblioteca. “A gente precisa encontrar a Agnese e descobrir quem está por trás disso. Porque é claro que ela envenenou você a mando de alguém!”, deduz o empresário.

Ainda em conversa com o amado, Marocas mostra-se triste. “Samuca... Não sei se quero ir atrás daquela mulher. Estou cansada de lutar contra inimigos cuja motivação eu não compreendo. O que eu fiz para incomodar tanto seja lá quem for?”, quer saber ela.

SAMUCA À MAROCAS: “VOCÊ É PURA. E ESSE MUNDO CRUEL SE RESSENTE DE TANTA VIRTUDE... SÓ ISSO PODE EXPLICAR UMA MALDADE COMO ESSA”

Afetuoso, Samuca acalma a estilista. “Você está sempre em evidência, meu amor, naturalmente. Você é pura, é um poço de bondade... Você coloca amor em tudo que faz... A verdade é que esse mundo cruel em que a gente vive se ressente de tanta grandeza, de tanta virtude. Só isso pode explicar uma maldade como essa”, constata ele. “Se não fosse a dra. Helen, eu poderia ter morrido”, lembra ela.

“Não fala uma coisa dessas! Não é à toa que você andou passando tão mal. Até desmaiou...”, diz ele. Nesse instante, chegam Carmen e Sabino, preocupados “Nós viemos o mais rápido possível”, diz a empresária. Dom Sabino logo abraça a filha. “Por Deus! Como podem querer fazer um mal desses a alguém como você, minha filha?”, afirma Sabino. “Onde está a Agnese?”, pergunta Carmen.

“Ela fugiu...”, diz Marocas. “Temos que colocar as mãos naquela assassina, com urgência”, fala Sabino. “Aquela mulher já mostrou que é perigosa”, emenda Carmen. “Em situações assim, quando os ratos agem, já entendi que é preciso alguém do subterrâneo para contra-atacar”, fala Sabino.

Logo Marocas e Samuca entendem a mensagem de Sabino. “Meu pai... O senhor não está pensando em...”, diz Marocas. “Não sei se é uma boa ideia, Dom Sabino...”, emenda Samuca. “Eu mesmo cuidarei desse assunto”, fala Sanino. “Não, nada disso... Não quero você metido em encrenca”, diz Carmen. “Deixa que eu sei como fazer exatamente o que o senhor está pensando”, avisa Samuca. “Confie no Samuel, meu pai. Fique aqui comigo, eu preciso da sua companhia”, pede Marocas.

Nisso, Samuel vai ao encontro de Barão (Rui Ricardo Diaz)...



Veja Também