O Tempo Não Para: Marocas conforta Samuca sobre DNA falso

Os dois falam sobre filhos, e empresário diz que ela ficará linda de barrigão


  • 02 de novembro de 2018
Foto: Globo/Isabella Pinheiro


Na mansão dos Sabino Machado, onde Marocas (Juliana Paiva) acaba de mostrar a coleção da Kikinico em primeira mão para a família e amigos, Betina (Cleo) chega com Mateus (Raphael Vianna). Os dois pedem para falar com Samuca (Nicolas Prattes).

E a vilã surpreende a todos com a notícia. “O bebê que a Waleska tá esperando não é seu filho”, diz ela a Samuca. “Não?, choca-se ele. “Oh, meu Deus”, reage Marocas. “O DNA é meu, Samuca... Eu sou o pai!”, afirma Mateus, em sequência que começa a ser exibida no capítulo do dia 16 de novembro.

O Tempo Não Para: Agustina pressiona Marocas a se casar

O Tempo Não Para: Dom Sabino, da prisão a herói

SAMUCA APÓS DESCOBRIR QUE O FILHO É DE MATEUS: “VAI SER BOM A WALESKA TER UM CARA COMO VOCÊ DO LADO DELA”

Samuca comprova a informação ao ver o nome de Mateus no exame. “Eu sempre soube que esse filho era meu, eu tinha certeza!”, fala Mateus. “Mas você me disse que já havia visto esse exame, e era o seu nome que constava”, diz Marocas a Samuca. “Sim, a Wal me mostrou”, confirma ele.

“O Samuca foi enganado”, fala Betina. “Eu não creio que Waleska seja capaz de tamanha trapaça”, diz Marocas. “Ela nunca faria uma coisa dessas”, intervém Mateus. “Quem foi que fez, então?”, pergunta Samuca. “Como quem, Samuca? A mãe dela! Tá na cara!”, rebate Betina. Logo, Samuca quer saber como a malvada descobriu essa história.

Betina inventa que uma amiga que estava hospedada na mansão ouviu uma conversa estranha envolvendo o nome de Samuca, mas na verdade foi Barão (Rui Ricardo Diaz) que a entregou o exame verdadeiro. Logo, Betina se despede, e Marocas avisa que também está saindo. “Os homens que foram manipulados nessa história. Vamos deixá-los a sós, Betina”, diz ela.

Mateus e Samuca conversam a sós. “Mateus, eu acho que você sofreu com essa história. Eu também sofri. Mas a maior vítima aqui é a Waleska”, diz o empresário. “Você tá certo. Eu nem consigo imaginar como ela vai ficar quando souber que foi enganada desse jeito”, diz Mateus.

“Cê gosta mesmo dela, né?”, indaga Samuca. “Sempre gostei. Eu faço qualquer coisa pra ver ela feliz”, fala Mateus. “Vai ser bom pra Waleska ter um cara como você do lado dela. Só que a gente precisa desfazer esse engano logo”, afirma Samuca.

MAROCAS A SAMUCA: “QUEM SABE UM DIZ VOCÊ AINDA POSSA TER UM FILHO. NÓS DOIS...”

Um pouco depois, já à noite, na biblioteca da mansão dos Sabino Machado, Marocas e Samuca estão sentados um diante do outro, e as mãos unidas. “Você está triste. Eu o conheço”, diz Marocas. “Eu nunca pensei em ser pai. Mas quando veio a notícia, de repente eu gostei de me ver nesse lugar. Cê acha isso estranho?”, pergunta ele.

“Eu não estranho nada em você. É um homem nobre. Tem bons sentimentos. É natural que se sinta desapontado, como se tivesse perdido algo”, tranquiliza ela. “Um filho que nunca foi meu...”, sorri ele, triste. “Mas você imaginou essa criança. Teve cuidado, carinho, preocupação. As emoções não são palpáveis, mas elas são reais. Você só provou ser capaz de amar como um pai”, ressalta ela.

“Talvez tenha sido melhor assim”, fala Samuca. E Marocas o abraça, carinhosa. “Quem sabe um dia você ainda possa ter um filho. Nós dois...”, diz ela. Samuca se empolga. “Jura? Você seria uma mãe incrível. Vai ficar linda com um barrigão enorme. A gente podia pensar num casal”, fala ele. “Já temos gêmeas na famíia, trabalho dobrado”, diz ela, rindo.

“Você que falou que as emoções são reais. Quê que eu posso fazer se você me emociona? Muito, cada dia mais...”, declara-se ele. E os dois se beijam, apaixonados.



Veja Também