O Tempo Não Para: Desespero de Samuca com Marocas desfalecida

Ele segura a mão dela após tiro e a lembra do acordo da “vida linda juntos pela frente”


  • 07 de janeiro de 2019
Foto: Reprodução Globo


Após descobrirem que a bala da arma de Dom Sabino (Edson Celulari) foi trocada por uma de festim para o duelo dele com Livaldo (Nelson Freitas), o casal #Samurocas corre para avisar Sabino.

Mas quem acaba se dando mal é a nossa heroína Marocas (Juliana Paiva), que é atingida por um tiro, para desespero de Samuca (Nicolas Prattes).

Essa sequência começa a ser exibida na próxima terça-feira, dia 8 de janeiro.

O Tempo Não Para: Marocas emociona Samuca com lembranças

O Tempo Não Para: Sabino e a última noite de amor com Carmen?

MAROCAS SALVA SABINO E DIZ ANTES DE DESMAIAR: “ALGUÉM QUERIA A SUA MORTE, PAPÁ!”

Assim que chegam ao local do duelo, depois de correrem em meio a um matagal, com Sabino e Livaldo com armas engatilhadas, os dois jovens se jogam sobre seus pais, derrubando-os no chão, logo após os disparos. Bento (Bruno Montaleone), Helen (Rafaela Mandelli) e Eliseu (Milton Gonçalves), que acompanhavam a disputa, correm em direção a Sabino. Januza (Bia Montez) vai até Livaldo, que está no chão.

“Dom Sabino me acertou?”, pergunta o malandro. “Não, pai...”, fala Samuca. “Filho... você salvou a minha vida!”, diz o mau-caráter. Quando Samuca se levanta, vê algo na direção de Dom Sabino e grita: “Marocas!”, que está caída sobre o pai. Sabino diz que ele está bem, e logo ouve de Marocas que a munição da arma dele era de festim. “Alguém queria a sua morte!”, diz ela. “Filha... você não devia ter se arriscado desse jeito!”, diz ele.

“Oras... pelo senhor atravesso desertos e mares até...”, Marocas se cala de repente, e vai ficando pálida, fraca até desfalecer. Nisso, Sabino a ergue nos braços. “Meu Deus! Marocas foi atingida!”, diz ele. “Fale comigo, Marocas...”, pede ele. Samuca pede que Helen examine a jovem, enquanto Bento estende sua casaca no chão. “Que o bom Deus poupe minha filha...”, fala Sabino.

Helen começa a examiná-la, e logo informa que ela está respirando. Nesse momento, Samuca pega a mão de sua amada. "Aguenta firme, meu amor...”, diz, muito nervoso.

SAMUCA AO VER MAROCAS DESFACELIDA: “A GENTE TEM UMA VIDA LINDA PELA FRENTE, JUNTOS... LEMBRA DO NOSSO COMBINADO?”

Ainda segurando a mão de Marocas, Samuca se dirige à amada, comovido. “A gente tem uma vida linda pela frente, juntos... Lembra do nosso combinado? Viver um dia de cada vez, aproveitando ao máximo a companhia do outro... E isso ainda tá só começando...”, fala ele, com lágrimas nos olhos. Nisso, a câmera mostra o lindo rosto de Marocas, com os olhos fechados e a expressão tranquila.

Logo entra uma imagem de Marocas, com um vestido de época, rodeando Samuca, também com traje de época. “O senhor adora discorrer sobre o nosso futuro, não é mesmo? Diz que seremos felizes...”, fala ela. “Felizes para sempre... Eu prometo...”, diz ele. “Ora, como pode um homem prometer isso a uma mulher? Ao que me consta, cabe a ela mesma buscar a sua própria felicidade”, constata Marocas. “Decerto que sim. E tenho certeza que, na sua busca por felicidade, eu estou incluído”, constata ele.

Marocas sorri. “O senhor é um tanto presunçoso, não?”. “Quando se trata da senhorita, sim. Agora vamos? A carruagem nos espera...”, diz ele, que estende a mão à ela, hesitante, mas sempre sorrindo. “O senhor talvez sequer exista...”, diz ela. “Nesse caso a senhorita pode me inventar, fique à vontade”, brinca ele. “Como em uma máquina de fazer sonhos? Criar um romance lindo entre nós dois, com final feliz e tudo?”, pergunta ela.

“Sim. No futuro, isso vai se chamar “cinema”... E vai sempre terminar com um beijo incrível do mocinho na mocinha”, conta ele. Samuca se aproxima de Marocas e quase a beija, mas ela desvia, rindo. “O senhor não diz coisa com coisa. Mas algo me faz querer acreditar em si. É garboso, sem dúvida. Tem olhos doces e sinceros. Parece ter um bom coração”, fala ela, que enfim estende a mão para ele “Vamos!”, diz ela.

Quando as mãos de ambos se tocam, volta para a cena do local do duelo, Marocas respira forte e desperta. Samuca vibra de felicidade. “Meu amor... O que houve?”, pergunta ela, confusa. “Calma, respira... vai ficar tudo bem...”, avisa ele. “A gente tem que levar a Marocas pra um hospital, Samuca. Agora!”, pede Helen, com urgência.



Veja Também