O Tempo Não Para: Agustina exige uma “reparação” de Samuca

Ela se choca ao saber que ele e Marocas passaram a noite juntos, enquanto Sabino...


  • 27 de outubro de 2018
Foto: Reprodução Globo


Dona Agustina (Rosi Campos) ainda está com a “cabeça” em 1886 em se tratando de relacionamentos. Tanto que ela ficará possessa quando perceber que a filha Marocas (Juliana Paiva) não dormiu em casa.

Preocupada, vai até a casa de Carmen (Christiane Torloni) falar com Dom Sabino (Edson Celulari). “O que a traz aqui antes mesmo do desjejum? Alguma coisa urgente?”, quer saber ele. “Sim... Marocas... Nossa filha... Ela não pernoitou em casa!”, conta. “Não? Mas aonde está Marocas?”, fala ele, preocupado.

O Tempo Não Para: Carmen perplexa ao saber que será avó

O Tempo Não Para: Samuca realiza sonho com Marocas

AGUSTINA: “MAROCAS, DIGA A VERDADE, MESMO QUE EU VENHA A DESFALECER DE DESGOSTO”

Mas logo Carmen explica. “Então o seu filho sequestrou a minha Marocas mais uma vez?”, esbraveja Agustina. “Não, senhora! Eles estão juntos por vontade própria, o Samuca me deixou um recado avisando, mas eu só vi há pouco”, explica Carmen. “Mas isso é um disparate! Ainda ontem, a minha filha estava vestida de branco no altar com outro homem!”, fala ela.

“Homem, não! Um crápula, de quem a nossa filha felizmente se libertou”, corrige Sabino. “Deveras... Mesmo assim, não deveria ter passado a noite sozinha com outro rapaz. Marocas irá se haver comigo. Se vocês dois vivem em pecado, que não sirvam de exemplo à minha filha!”, diz Agustina, que sai batendo a porta. “Nós dois, vivendo em pecado?”, comenta Carmen com Sabino.

Já na Samvita, onde agora é uma das acionistas, Agustina vê Marocas chegar abraçada com Samuca (Nicolas Prattes). E ela segue os dois até a sala do empresário. “Minha mãe, o que quer saber, afinal?”, pergunta Marocas. “Onde foi que a senhora passou a noite?”, pergunta. “Dona Agustina, a culpa foi toda minha...”, admite Samuca.

Agustina o interrompe. “Fique fora disso, rapaz, estou falando com a minha filha”, diz. “Marocas, eu preciso ouvir da sua boca, olhando no fundo dos meus olhos. Diga a verdade, mesmo que eu venha a desfalecer de desgosto”, fala a senhora. “Minha mãe, não faça drama”, diz Marocas achando graça da situação. “Acho melhor eu deixar vocês à vontade”, avisa Samuca.

“Não se atreva a fugir às suas responsabilidades!”, ameaça Agustina. Samuca sem entender nada. E Marocas encara a mãe, na boa. “Mamã, o Samuca e eu passamos a noite juntos, sim. Não tenho por que mentir à senhora”, fala a jovem. “Marocas, por quem é!”, reage Agustina, chocada.

MAROCAS À AGUSTINA: “SOU UMA MULHER ADULTA E DONA DAS MINHAS VONTADES. A PARTIR DE AGORA, SERÁ ASSIM”

E Marocas tenta manter a calma diante da mãe. “Sou uma mulher adulta e dona das minhas vontades. A partir de agora, será assim”, atesta ela. “Assim? Sem casamento?”, fala Agustina, encarando Samuca. “É pra eu responder?”, pergunta o jovem. “Melhor não”, diz Marocas. “Esse mundo está perdido! Onde está o Padre Luís numa hora dessas?”, faz drama Agustina.

E Marocas ali, se segurando para não rir. “Samuel, eu exijo uma reparação...”, pede Agustina. “Mas eu reparo em tudo na Marocas, dona Agustina. Tô sempre ligado nela...”, diz ele, rindo também. “Como ousa? Seu atrevido!”, fala Agustina, brava. “Reparação é no sentido de corrigir um erro”, completa Marocas, sem conter o riso. “Mas a gente não fez nada errado, fez?”, fala Samuca.

Nesse momento, Dom Sabino e Carmen entram na sala. “Agustina? O que está acontecendo aqui?”, pergunta ele. “Graças a Deus, o senhor chegou. Sabino, Marocas acaba de assumir, com todas as letras, que pernoitou com Samuel. A sós...”, conta ela. “Sim... E nós já sabíamos disso”, responde Sabino.

Carmen tenta explicar. “Fui eu mesma que contei...”, diz ela. “E o senhor não vai mesmo fazer nada a respeito?”, olha ela, furiosa para Dom Sabino. “Agustina... Nos tempos que correm, isso não é mais uma ofensa à honra das moças. Eu acho que devemos ser compreensivos”, assegura ele. E Agustina fica ali, chocada.



Veja Também