O Sétimo Guardião: Valentina implora reconciliação a Gabriel

Jovem desconfia da súbita mudança da mãe, que agora quer “proteger” a fonte


  • 06 de março de 2019
Foto: Reprodução Globo


Alguém, a esta altura, vai acreditar que Valentina (Lilia Cabral) quer lutar pelo bem da fonte de Serro Azul? Difícil, né? Mas ela dá atá a entender que mudou... Será?

Num momento de desespero, em que vê até o fiel escudeiro Sampaio (Marcello Novaes) se bandear para o lado de Olavo (Tony Ramos), ela segue o conselho de Marilda (Letícia Spiller) e Marcos Paulo (Nany People), e procura o filho, Gabriel (Bruno Gagliasso).

VALENTINA DIANTE DE GABRIEL: “VENHO AQUI DIZER QUE ESTOU DO SEU LADO, QUERO LHE AJUDAR A DEFENDER A FONTE”

E é Marilda que vai até a casa do sobrinho tentar esse encontro. Ela afirma que nunca viu Valentina tão aflita. Enfim, o convence a receber a mãe. E assim que entra no casarão, Valentina fala o motivo de estar ali. “Eu mudei de ideia sobre a fonte. Não quero mais explorar a água milagrosa...”, diz. “Não?”, surpreende-se o guardião. “Pelo contrário. O que eu quero agora é defendê-la... Do seu lado. Junto com você!”, diz.

Gabriel fica atônito. “Eu venho aqui dizer que estou do seu lado, quero lhe ajudar a defender a fonte e você não fala nada, Gabriel?”, diz ela. “Não sei se finjo surpresa ou se dou risada”, reage ele. “Não tem motivo pra riso. O caso é sério e mais sério ainda é meu propósito em lhe ajudar”, fala. O jovem ri. “Você querendo ajudar alguém, sem qualquer interesse? Tudo o que faz na vida é por razão financeira ou pra tirar um proveito qualquer. Agora quer me convencer que mudou e está pensando no bem comum?”, questiona ele.

 

 

A vilã, então, reconhece seus defeitos e erros. “Mas não dizem que nunca é tarde pra mudar? Vim te dizer que me arrependi e quero consertar o mal que fiz oferecendo minha ajuda naquilo que se tornou sua razão de viver: defender a fonte!”, afirma. “É nobre de sua parte, mas dispenso essa ajuda”, diz ele, na lata. Valentina enumera ao filho suas qualidades para a “guerra”. “Deixa tua mãe combater ao teu lado e dar uma prova de amor pra você!”, promete ela.

“Eu podia te dar trela, só pra ver até onde quer chegar com essa conversa fiada”, diz ele. “Eu não estou te enganando! Acredita em mim!”, pede. “Seja qual for seu plano, ele passa longe de mim e de qualquer boa intenção...”, fala ele. “Acho que lhe mimei demais”, constata ela. “Nem tenta! A gente não vai conversar sobre minha infância, traumas, seus vacilos como mãe”, avisa ele. “A única coisa que lhe importa é proteger a fonte, eu sei. Como também sei que explorar aquela água pode trazer graves consequências”, fala ela.

O Sétimo Guardião: Delegado decide queimar as suas calcinhas

O Sétimo Guardião: Afrodite descobre farsa e Bebeto fará teste

GABRIEL PARA A MÃE: “ATÉ QUERIA ACREDITAR, SABIA? MAS QUANDO LEMBRO DO SEU HISTÓRICO DE MALDADES E MAU-CARATISMO... NÃO TEM COMO”

Gabriel é irônico. “Sabe? Novidade isso...”, diz. “Desde que decidi botar a mão nessa água minha vida desabou! Por isso estou aqui, abrindo meu coração pra você. Perdi tudo, Olavo virou meu inimigo mortal”, revela ela. “Ah, agora faz sentido! Por isso veio atrás de mim. O poderoso chefão do Olavo tirou seu tapete! Ele está querendo tocar o negócio sozinho, é?”, questiona ele.

E ela continua falando... “Se me explicar qual a importância da preservação da fonte pra irmandade e pra você, talvez eu possa...”, diz. Logo Gabriel a corta, explodindo. “Você não pode nada! É tão cheia de empáfia que nem enxerga que é só um peão sem valor no meio desse xadrez!”, diz ele. “Nós podemos nos ajudar”, apela ela. “Só está tentando me trapacear pra depois me dar um cheque-mate! Chega. Fora daqui!”, grita ele. “Sua reação não me surpreende, Gabriel”, afirma ela.

“Achou que podia me manipular, como faz com todo mundo!”, diz ele, furioso. “O que eu tinha pra lhe falar, já falei. Não vou insistir”, avisa ela. “Um lampejo de bom senso, enfim!”, diz ele. “Mas quero deixar claro: nesta minha visita não tem nenhum truque, nenhuma segunda intenção”, ressalta ela. “Eu até queria acreditar, sabia? Mas quando lembro do seu histórico de maldades e mau caratismo... Não tem como!”, afirma ele.

“Apesar de tudo que já fiz, você continua sendo minha família. É meu filho. A única pessoa que eu tenho...”, fala ela. “De quem fez questão de se afastar por ganância e poder”, responde ele. Nesse momento, ela se emociona. “Eu juro que vim aqui pra mudar isso! Estou sendo sincera, Gabriel! Estou precisando muito de você!”, fala ela, que sai, sob o olhar do filho, que bate a porta com toda a força.

O Sétimo Guardião: Gabriel admite à Luz que ainda a ama

O Sétimo Guardião: Diana sem o seu treinador, Walid?

 



Veja Também