O Sétimo Guardião: Stefânia faz surpresa para João Inácio

Ex-prostituta dá dois presentes ao amado, um deles ganha nome sugestivo


  • 06 de fevereiro de 2019
Foto: Reprodução Globo


Desde que deixou o Paraíso da Ondina, Stefânia (Carol Duarte) tem se dedicado a cuidar da casa e do amado, João Inácio (Paulo Vilhena).

E sempre que pode, o surpreende. Dessa vez, ela vai buscá-lo na prefeitura para mostrar os seus dotes.

Essa sequência irá ao ar no dia 11 de fevereiro.

O Sétimo Guardião: Neide em choque ao reconhecer Murilo

O Sétimo Guardião: Afrodite conta às filhas sobre separação

STEFÂNIA BUSCA JOÃO INÁCIO NA PREFEITURA: “TENHO UMA SURPRESA PARA VOCÊ”

Socorro (Inês Peixoto), Raimunda (Julia Konrad) e João Inácio ajeitam a papelada nas mesas na Prefeitura. Nesse momento, Stefânia entra ali, alegrando o dia de João. “Atrapalho? Vim te buscar, meu amor. Tenho uma surpresa pra você...”, diz ela. “Estamos quase no fim do expediente, Stefânia”, avisa ele.

“Achei que podia se liberar antes, se não causar problemas com suas colegas, claro...”, fala ela. “Não vejo porque não pode esperar”, diz Socorro, seca. “Claro que liberamos João Inácio, não é mãe?”, emenda na lata, Raimunda. “Tudo bem, ele pode ir. A gente dá conta do resto”, concorda Socorro, contrariada, claro.

“Até amanhã, gente!”, diz João, que sai abraçado dali com a amada. “Precisa ser tão antipática com a pobre da Stefânia?”, repreende Raimunda. “Candura demais prejudica. Viu onde minhabondade me levou com você e sua irmã?”, fala a senhora.

Stefânia e João Inácio entram em casa. E logo ele vê a mesa já posta. “Mata minha curiosidade, que surpresa é essa?”, pergunta ele. A moça corre até a cômoda e tira de lá um presente. “Comprei pra você! A gente vai poder se falar sempre que quiser depois da antena inaugurada”, conta ela.

Conheça Vance Poubel: Ele é o gato León nas cenas de ação

O Sétimo Guardião: Romance de tirar o fôlego de Jurandir e Milu

STEFÂNIA FALA NOME DO PRATO PARA ALMOÇO DA FAMÍLIA: “ESPAGUETE À PUTTANESCA! SE É PARA ENCARAR DONA MIRTES, QUE SEJA COM TODAS AS ARMAS... ATÉ A PROVOCAÇÃO”

Ao abrir o pacote, ele vê um celular, e a beija, apaixonado. “Um celular, Stefânia? E de última geração! Não precisava. Deve ter custado caro... Você tirou dinheiro de onde?”, pergunta ele. “Ainda tinha um restinho da poupança dos tempos daquela minha outra vida...”, explica ela. “Você sente saudade desse tempo? De trabalhar, ser independente, ganhar seu dinheiro”, indaga ele, meio inseguro.

“O que você me dá de mesada chega. E o que me dá em amor... não tem preço! Tanto que as surpresas não param por aí...”, fala ela, toda apaixonada. “Tem mais?”, quer saber ele. “Pode ir sentando”, avisa ela, que sai da sala.

Ao voltar, ela segura uma enorme travessa de massa. “Esse é o prato que eu escolhi para o almoço de domingo na casa de dona Mirtes”, conta. “Então essa reunião familiar à mesa sai mesmo?”, pergunta ele. “Stella adiou alguns domingos porque nas últimas semanas teve de tudo: fogo na igreja, Feijão sumido, tiro no cemitério. Agora, sai”, conta ela.

“Mas fez o prato hoje porquê?”, quer saber ele. “Pra você provar antes e me dizer o que acha”, fala ela. “Qual é o nome dessa delícia com cheiro tão bom?”, pergunta ele. “Espaguete à puttanesca! Se é pra encarar dona Mirtes, que seja com todas as armas... até a provocação!”, diverte-se Stefânia, e os dois caem na risada.



Veja Também