Mariana Rios: “Quero cada vez mais verdade na minha vida”

Repórter do The Voice Brasil, ela diz que vai lançar músicas autorais


  • 11 de julho de 2018
Foto: Globo/Raquel Cunha


Por Redação

Cada vez mais à vontade na coapresentação do The Voice Brasil, como foi visto durante o lançamento do reality musical nos Estúdios Globo, Rio, nesta segunda, 9 de julho, Mariana Rios revela que aprende muito com o parceiro Tiago Leifert. “Ele é uma referência”, elogia ela, responsável pela cobertura dos bastidores da atração.

Uma das participantes do PopStar, em 2017, a estrela admite passear feliz pelas vertentes de atriz, apresentadora e cantora. E revela que ainda este ano deve lançar músicas autorais em seu site. Para a mineirinha de Araxá, que estreou na TV em Malhação, em 2007, a fama nunca a fez tirar os pés do chão. “Continuo a mesma Mariana de sempre. Eu pertenço a esse meio, mas o meio não me pertence”, ressalta.

Com Tiago Leifert no lançamento da nova temporada do The Voice. Foto: Globo/Raquel Cunha

Como é fazer parte da família The Voice?

É sensacional, maravilhoso. Isso aqui é muito gostoso de fazer. A gente se emociona, se envolve. É um programa muito especial

E a troca com o Tiago Leifert? Ele virou um grande comunicador, e você está indo num caminho parecido...

Obrigada! Tomara que isso aconteça, é uma coisa que quero muito. Estou aprendendo demais. O Tiago me ensina muito, é uma grande parceiro e amigo. Presto atenção em tudo o que ele faz porque ele é uma referência. Fiquei feliz de poder apresentar a coletiva ao lado dele, o que é uma novidade na minha vida, e só tenho a agradecer.

Você participou do PopStar, e como foi a repercussão?

PopStar foi um programa para lá de especial na minha vida. Faria tudo outra vez. Faço muita coisa. Saí do PopStar, montei um show de músicas conhecidas para festas fechadas, mas também tenho minhas composições. Não sei se tenho a pretensão de gravar um CD, mas quero lançar minhas composições no meu site. E isso vai acontecer, mas tudo no seu tempo. Não consigo fazer tudo ao mesmo tempo. Meu foco é aqui no The Voice, e antes do final do ano acho que consigo lançar algumas dessas músicas.

Brown, Teló, Ivete e Lulu: 7ª edição do The Voice Brasil traz surpresas

Você atuou em Malhação em 2008, como é o contato até hoje com o público da novela, que é bastante fervoroso? 

Eles viraram meus amigos sabia? A gente se fala sempre. É engraçado porque já tem 10 anos, e muitas vezes o pessoal ficava aqui na porta da Globo. E eu dizia 'Não fiquem aqui, vão correr atrás do futuro de vocês'. Tem um fã, chamado Lequinho que sempre uso como exemplo. Nós conversávamos bastante, ele terminou os estudos, se tornou fotógrafo, está lá batalhando. Acho bacana essa coisa do fã, e só tenho a agradecer aos meus.

Tem vontade de voltar a atuar?

Não adianta. Eu sou atriz, cantora e apresentadora. Gosto dessas três vertentes e sempre vou me envolver em projetos que façam meus olhos brilharem. Vou fazer o que tenho vontade naquele momento de fazer. Por enquanto estou nessa fase, é a música, apresentar.

Você imaginou que pudesse estar em tantas vertentes da arte?

Quando eu era criança, eu sonhava com muita coisa, e me imaginava em muitas situações, e isso é importante, quando você mentaliza o que você quer. Acredito que se você joga para o universo, você conquista, e de uma forma ou outra imaginava sim, mas não imaginava tanto.

Foto: Globo/Raquel Cunha

O que você acha que torna o The Voice esse grande sucesso?

Acho que é a verdade. Tudo o que a gente faz com verdade dá certo. Por isso quando as pessoas falam 'canta tal coisa, porque é o que está na moda', se não for sua verdade, não vai rolar. Tudo o que a gente faz com o coração e dedicação funciona. Todo mundo que está aqui se dedica muito e acredita muito nisso aqui. Quando a gente recebe um candidato novo, se emociona, isso é de verdade.

Diria que é o melhor momento da sua carreira?

É o melhor momento da minha vida. Porque estou bem, estou feliz. Vai passando o tempo, você vai ficando mais madura e entendendo nao só o que você quer, mas principalmente o que você não quer. E estou buscando meu crescimento, profissional, pessoal e espiritual, que é o mais importante. Quando as pessoas me perguntam onde quero chegar, eu não sei onde quero chegar, mas quero continuar trabalhando e fazendo só o que me deixa feliz.

Como é a Mariana fora dos holofotes? Você disse que quando estrelou Malhação, sentava com os fãs na porta da Globo, continua a mesma?

Continuo a mesma coisa. Eu pertenço a esse meio, mas o meio não me pertence. Eu tenho a minha vida profisisonal muito clara na minha cabeça, mas eu saio daqui, e eu sou eu com minhas amigas de Araxá, com minha família. Respeito muito o meu tempo e as coisas que quero fazer. Estou sempre perto de quem sempre esteve comigo, é a minha base. Hoje mais madura e aproveitando mais as coisas boas da vida.

O meio artístico tem aquela coisa do ego, da disputa e da vaidade. Como você lida com isso?

Isso é horrível. Eu acho que é uma coisa que a gente tem que tomar muito cuidado. Acho que existem duas palavras que temos que pensar nelas para tentar fugir. São ego e orgulho. Essas duas acabam sendo uma doença. Quando comecei, já estava há tanto tempo tentando, e não foi fácil. Quando as coisas não veem fácil, você aprende a dar mais valor. A grande chave da questão é lembrar da sua história, e o resto é tudo uma bobagem. O que vale é quem você é, e no final das contas somos todos iguais.

Quais os cuidados você toma ao falar com seu público nas redes sociais?

Eu acho que é uma responsabilidade muito grande a rede social, porque a gente acaba sendo referência. Tem que existir uma delicadeza e tino para não desandar a vida do outro que, às vezes, está mais sensível. Tomo muito cuidado com isso, e realmente tudo o que eu faço ali sou eu. Sempre uso experiências e coisas que estou vivendo no meu dia a dia. Passei por um momento difícil, então vou lá conversar com as pessoas, e sempre começo meus stories desse jeito, falando 'gente, vamos conversar um pouco?'. Eu recebo milhares de mensagens sobre isso, e tento encorajar as pessoas, e levar um olhar positivo.

Você parece ser muito família. Quais são suas inspirações na vida?

Sou muito família mesmo. Até mesmo fiz minha festa de aniversário recentemente e alguém do buffet questionou por não ter nomes muito conhecidos na minha lista. E falei 'peraí, quem vem na minha festa são meus amigos de Araxá, minha família'. Os artistas que vem na minha festa são só meus melhores amigos. Quero sinceridade e verdade cada vez mais na minha vida, e é isso o que conta, essa é a minha inspiração.



Veja Também