Malu Falangola: “É tudo uma roda-gigante. O que a gente dá, volta”

A Nat de O Tempo Não Para festeja boas chances na carreira e torce pelo casal #Benat


  • 21 de janeiro de 2019
Foto: Rodrigo Lopes


Por Luciana Marques

A atriz Malu Falangola, de 24 anos, mergulha fundo em que cada novo trabalho, sempre buscando aprendizado e transformação. “Gosto de testar, errar, pesquisar, mesmo no meio de processos”, conta. E com essa gana de aprender, ela vem emendando bons trabalhos.

Atualmente, dá vida à secretária Nat, de O Tempo Não Para. Na trama das 7, que chega a sua reta final, a atriz teve ótimos momentos, muitos deles com Bruno Montaleone, o poeta Bento, um dos “congelados”. Aliás, Malu torce para um final feliz do casal #Benat. “Foi lindo, uma história doce”, avalia.

A atriz diz ainda que aprendeu muito com os assuntos propostos na trama, mesmo sendo comédia, e também com a sua personagem. “Levarei o comprometimento dela com ela mesma, uma mulher forte e decidida”, conta Malu, que em 2016 se destacou como a Sula de Malhação – Pro Dia Nascer Feliz.

Sua estreia na carreira artística foi aos 17 anos. O primeiro trabalho no teatro foi no musical de Ivens Godinho, Um Homem d'Outro Mundo – Vida e Obra de Chico Xavier. Já no cinema, no filme Depois de Você.

Nat (Malu Falangola). Foto: Reprodução Globo

Qual o final que você imagina para a Nat, acredita que ela dará uma segunda chance ao Bento, acha que ela o ama mesmo?

Com certeza! O final foi exatamente o que pensei. Um casal romântico, poético e que se manifesta através das incertezas do amor.

Elenco de O Tempo Não Para na reta final das gravações

Cadê Samuca? Juliana Paiva e Pedro Thomé in love em clipe

Quando a Nat colocou o Bento para fora de casa, ela disse que nenhuma relação sobrevive só de “amor e poesia”... O que você acha disso, também não suportaria um relacionamento assim?

Amor e poesia tem que ter de sobra, mas não apenas isso. Quando você decide viver com outra pessoa você escolhe ter responsabilidades em conjunto. Serão duas vidas que precisam caminhar. Continua cada um seguindo seu caminho mas de forma que consiga ir um do lado do outro. 

A maioria dos atores diz que aprende algo com o personagem. O que você vai levar da Nat para a sua vida?

A Nat me fez enxergar mais uma camada madura do meu trabalho. Mesmo sendo dentro da comédia, construímos um astral novo, dentro do âmbito empresarial que me colocou num lugar diferente, com experiências novas dentro da TV.

Foto: Rodrigo Lopes

A trama é uma comédia romântica, mas mandou uma mensagem bacana, principalmente sobre ética nos dias de hoje em relação há 132 anos, mostrou muito como eram os hábitos daquela época... O que você mais aprendeu com a novela como um todo?

Que precisamos sempre rever nossos atos. Às vezes temos certeza de algo por estarmos acomodados a ver aquilo, por ser algo tradicional ou familiar. Mas sempre será mais construtivo reavaliar questões antigas. Pensar no outro é o principal passo. 

Nas redes sociais, os fãs piram com OTNP. Por que você acha que a novela foi tão bem aceita?

O público gosta de se divertir com novela das 7, e o Mário Teixeira fez isso de forma muito inteligente! A crítica social e a comédia romântica presente fez o combo perfeito para cair no gosto do galera. 

Nat (Malu Falangola) e Bento (Bruno Montaleone). Foto: Reprodução Globo

A sintonia do elenco parece muito legal nos bastidores. É assim mesmo?

É assim mesmo! Foi uma sorte grande conhecer essas pessoas maravilhosas do elenco. Atrizes com muita experiência que dividiram com a gente. Nos divertimos bastante e levarei eles pra sempre comigo, sabendo que terei muitos do meu lado. 

Você vem emendando trabalhos bacanas na TV, a Nat por exemplo, tem um quê de humor muito legal. Acha que tudo tem acontecido no tempo que deve ser na sua carreira, porque não é fácil, né?

É tudo uma roda-gigante, né? O que a gente dá, volta! Estou fazendo meu trabalho de uma forma que me acrescente cada vez mais. Gosto de testar, errar, aprender e pesquisar, mesmo no meio de processos. Isso gera um caminho crescente para a minha carreira, independente de onde eu esteja. No teatro, na TV ou no cinema. Essa profissão proporciona transformações incríveis, justamente por não ser algo fácil. 

Foto: Rodrigo Lopes

O que você quer fazer assim que terminarem as gravações, vai tirar férias?

Assim que a novela terminar vou viajar, e voltando entrarei em cartaz com uma peça no Rio. Esse ano, além de TV, quero muito fazer teatro, estou com saudade dos palcos, então, será minha primeira providência.



Veja Também