Liza Gomes e o “humor ácido” como o da fofoqueira Lucilene

Atriz de O Sétimo Guardião lembra batalha por espaço e “teto preto” em leitura da trama


  • 05 de fevereiro de 2019
Foto: Vinícius Mochizuki


Por Redação

Filha de cafeicultores da região do Espírito Santo, Liza Gomes, no ar como a fofoqueira Lucilene de O Sétimo Guardião, batalhou e muito para conseguir um espaço na carreira. Tanto que até um tempo atrás ela cumpria jornada como farmacêutica para custear seus estudos de teatro. “Estrear na TV numa novela do Aguinaldo Silva é a concretização de um sonho. Eu batalhei muito por isso”, conta.

Formada pela CAL – Centro de Artes de Laranjeiras e pela Oficina de Interpretação Canhães, Liza já vem fazendo bastante teatro. Recentemente atuou em Àkiloqnoskala, com direção de Carmen Kawahara, e no Projeto Porto de Memórias, em produções encenadas em pontos históricos do Rio.

Mas todos os perrengues enfrentados até aqui, segundo a atriz, valeram a pena. “Me fizeram mais forte”, garante. Na entrevista, Liza compara seu humor com o de Lucilene e lembra ainda “teto preto” na primeira leitura da novela.

Lucilene (Liza Gomes). Foto: Reprodução Globo

O que tem mais instigado você ao viver a Lucilene de O Sétimo Guardião? 

O amor e o respeito que eu sinto pela minha profissão de poder dar vida de forma convicente a uma personagem como a Lucilene.

Conheça Vance Poubel: Ele é o gato León nas cenas de ação

Carolina Dieckmann: “Espero com Afrodite que as mulheres olhem para si”

Ela é praticamente o “jornal” da cidade, leva informações, fofocas para todos os seus clientes... Você se inspirou em alguém? 

Não especificamente. A inspiração vem do texto do autor e da minha intuição como atriz.

Como tem sido a repercussão? 

Ah! Graças a Deus tem sido muito legal! As pessoas falam que adoram a Lucilene, e que acham ela muito engraçada e divertida.

Há semelhanças entre vocês? 

Eu tenho um humor bem irônico. Às vezes costuma ser ácido também como o dela (risos).

Chegou a tremer um pouco ao estrear na TV numa novela das 9, do Aguinaldo Silva?

Estrear na novela do Aguinaldo foi a concretização de um sonho. Eu batalhei muito por isso. Estava emocionada na festa de lançamento. Minhas pernas tremiam quando eu cheguei pqra tirar fotos e depois quando o passou o clipe. Foi assim também no primeiro dia de leitura com a Letícia Spiller e o Dan Stubach. Eu tive um teto preto, não conseguia ler o texto bem de jeito nenhum. Passou um filme na minha cabeça sobre tudo o que passei pra chegar até ali.

Você vem fazendo muitas peças. Qual a importância da base no teatro, até para segurar uma estreia na TV? 

De estar presente o tempo todo na cena trocando com outros atores e acreditando na minha intuição.

Foto: Vinícius Mochizuki

Quando você, ainda trabalhando em farmácia, teve o insight de que queria viver da arte? 

Quando fiz uma entrevista de emprego e o dono da empresa viu que no meu currículo também estava escrito que eu era atriz. E ele falou pra mim que não dava pra eu ser as duas coisas ao mesmo tempo. Ou era farmacêutica, ou atriz. Saí dali determinada que eu não queria mais ser farmacêutica e que eu ia correr atrás do meu maior sonho: o de ser atriz.

Todos os atores que a gente fala passam por perrengues até conseguir um espaço. E você, enfrentou muitos, como foi a sua batalha? 

Passei por muitos, mas aprendi com cada um deles, pois me fizeram mais forte. Aprendi a não desistir de acreditar que eu sou capaz de conseguir, de atingir o que eu quero. Hoje valorizo muito meu esforço e me orgulho disso.

Esse ano estreia o longa A Volta, em que você está no eleno.  Qual a importância desse trabalho? 

O mais instigante foi a vontade que sempre tive de fazer cinema. Esse é meu primeiro filme. Espero que venham muitos outros.

Cite os teus sonhos na carreira? 

O meu sonho é continuar trabalhando no que eu amo. Quero fazer muito mais TV, cinema e teatro. Não parar de trabalhar e poder viver da minha arte.

Roberto Birindelli: De film noir a pai de “família margarina”

Letícia Spiller: “O espelho é ilusão, tento estar bem por dentro”

 



Veja Também