Lidi Lisboa será a primeira negra a protagonizar uma trama bíblica

Ela viverá a rainha má Jezabel, na macrossérie homônima da Record TV em 2019


  • 09 de dezembro de 2018
Foto: Edu Moraes/Record TV


A Record TV confirmou Lidi Lisboa para viver a protagonista Jezabel na macrossérie homônima, com estreia prevista para 2019. Será até agora o papel de maior destaque na trajetória da paranaense de 34 anos. E também acaba sendo um marco na teledramaturgia, por ter pela primeira vez uma atriz negra como estrela principal de uma trama bíblica.

O último trabalho de Lidi na emissora foi como a doce Tamar, em Belaventura, em 2017. Recentemente, ela também fez uma participação em Segundo Sol como a policial Suely. Natural de Guaíra, no Paraná, ela fez a sua estreia na TV em 2001 como a escrava Brásia, em A Padroeira.

Depois participou de Malhação, em 2004 e 2005. E atuou em tramas como Insensato Coração, em 2011, como a presidiária Cátia; em Cheias de Charme, em 2012, como a babá Gracinha; e em Império, em 2014, como a Kelly.

Em 2016, Lidi teve um papel de destaque em Escrava Mãe, da Record TV, na pele da vilã Esméria, uma escrava sofrida e ambiciosa, capaz de tudo para subir na vida.

Foto: Anderson Marques

Camila Rodrigues: “Nunca vi personagem tão parecida comigo”

 

Claudia Raia e Isabelle Drummond buscam a fama em Verão 90

JEZABEL É UMA RAINHA DO MAL QUE PROMOVEU A IDOLATRIA E MATOU MUITOS PROFETAS

A trama escrita por Cristianne Fridmanm, com direção geral de Alexandre Avancini, conta a história de Jezabel. Na Bíblia, ela é citada como esposa de Acabe, rei de Israel, mas conhecida como uma rainha do mal, que promoveu a idolatria e matou muitos profetas. 

O casamento dela com Acabe foi resultado de uma aliança que tinha como objetivo fortalecer as relações entre Israel e Fenícia. Mas como o decorrer do tempo, como o rei vai se mostrando promíscuo e fraco, aos poucos é dominado pela mulher de forte personalidade.

Sacerdotisa dominadora e muito religiosa, se denominava porta-voz de Deus. Assim, passou a ditar as ordens no reino de acordo com o que acreditava ser verdade.



Veja Também