Laços de Família: Capitu é colocada na parede pelos pais após acharem camisinhas na gaveta

Ema e Pascoal cobram que a moça lhes conte a verdade


  • 15 de setembro de 2020
Foto: Reprodução Globo


O Rio de Janeiro está em festa, é réveillon, a praia de Copacabana está cheia. E assim que vê os pais saírem, Capitu (Giovanna Antontelli) deixa o filho com Clarice (Lulu Pavarin), esposa de Inácio (Alby Ramos), zelador do prédio, porque a noite pode lhe render boa grana com programas. Mas o que ela não contava é que, assim que retornam da praia, Ema (Walderez de Barros) e Pascoal (Leonardo Villar) ouvem o choro do neto no térreo. Eles vão até o apartamento do zelador e flagram Bruno no colo de Clarice. Assim que Capitu chega, bem mais tarde, os pais a aguardam de cara feia. “Olha aqui, nada de sermão, tá? Eu paguei para a Clarice ficar com o meu filho, como pagaria para uma babysitter”, fala.

A jovem fala ainda que Clarice é de extrema confiança e eles a conhecem há muito tempo. Ema levanta do sofá. “Você mentiu pra nós”, afirma. Capitu defende-se dizendo que os pais são intolerantes, não a ajudam e não deixam ninguém ajudá-la. “Eu tinha um compromisso, eu tinha marcado de encontrar alguns amigos, afinal de contas, é ano novo, todo o mundo se diverte. Incluvise vocês, foram à praia ver os fogos. E eu fui encontrar meus amigos, brindar o ano novo e...”, fala a jovem, que é cortada pela mãe. “E o que mais você foi fazer?”, quer saber Ema. “Nada”, diz Capitu. Nisso, Pascoal tira do bolso várias camisinhas. “O que é isso aqui?”, pergunta ele.

Ela encara o pai e fala que são camisinhas. “Isso nós já sabemos”, fala ele. “Então por que perguntou?”, rebate a jovem. “Não se faça de boba, você sabe muito bem o que o seu pai está perguntando”, diz Ema. Pascola quer saber o que todas aquelas camisinhas estavam fazendo na gaveta dela, já que ela garantiu para eles que está sem namorado. Capitu confirma que não está namorando e conta que ganhou as camisinhas numa promoção. “Era uma campanha... E vocês não tinham nada que ter mexido nas minhas gavetas”, fala ela, irritada. Ema garante que não mexeu, que só estava procurando o remédio de dor de ouvido do neto.

CAPITU EXPLODE COM OS PAIS: “NÃO VIVO COM VOCÊS, VOCÊS É QUE VIVEM COMIGO, PORQUEM QUEM PAGA AS CONTAS AQUI SOU EU”

Capitu, então, fala para os pais que no dia seguinte eles conversa, porque ela está cansada e precisa dormir. Mas quando ela está passando por eles, Ema pega a bolsa da filha. Quando a moça vai pegar de volta, cai tudo sobre a mesa. “Eu tinha certeza!”, diz ela, que mostra as camisinhas. Capitu pergunta qual o problema. “Isso aí é uma precaução, vá que aconteça algo, alguma situação... Toda a mulher que eu conheço depois dos 15, 16, sai com uma camisinha dentro da bolsa”, fala. Ema afirma que mais uma vez a filha está enrolando eles. Capitu diz que não tem nada ver. “Você não percebe que não pode acontecer mais nada com você, você já arrumou um filho com esse vagabundo que sumiu”, fala Ema.

A moça afirma que por isso mesmo, para não arrumar outro filho, que ela anda com camisinha dentro da bolsa e também para não pegar doença. “O que tá acontecendo com vocês, estamos em pleno ano 2000”, lembra. Pascoal insiste em querer saber como ela, se não tem namorado, anda com camisinha. “Então você encontra uma pessoa na rua e vai pra cama assim, de cara”, quer saber ele. Capitu nega, diz mais uma vez que é para um eventualidade. “Três?”, fala Pascoal. “Ou é para uso diário, três por dia”, emenda Ema. A jovem se irrita, dizendo que é maior de idade e que não tem que dar satisfação de sua vida. “Vai ter que andar na linha enquanto estiver vivendo conosco”, grita Ema.

Capitu, então, explode. “Eu não vivo com vocês, vocês é que vivem comigo, porque quem paga as contas aqui sou eu. Me deixa em paz, pelo amor de Deus, me deixa em paz”, fala ela, que corre para o quarto. Ema e Pascoal ficam desolados com o que ouvem. “Ingratidão, esse é o nome de todos os filhos”, constata Ema, que começa a chorar. “Quando o Bruno crescer, ela vai saber disso”, completa. Nisso, Capitu já está em seu quarto, e olha o filho no berço. Ela chora e cheira uma fralda de pano dele.

Laços de Família: Viriato se diz um fracassado após série de brochadas

Laços de Família: A primeira transa de Helena e Edu

 



Veja Também