Haja Coração: Giovanni fica hipnotizado por Camila ao vê-la sair do coma

Após salvar a vida da jovem, o rapaz não para de pensar na “diaba”


13 de outubro de 2020

Foto: Reprodução Globo/Montagem

Depois de ser condenado e ficar anos preso por conta de uma armação de Camila (Agatha Moreira), Giovanni (Jayme Matarazzo) não vai sossegar enquanto não se vingar da moça. Na noite em que vai com Apolo (Malvino Salvador) atrás de Tancinha (Mariana Ximenes) no aniversário de Fedora (Tatá Werneck), ele vê Camila e a segue. Mas os dois acabam sendo rendidos por bandidos. Assustados, eles se ajudam e conseguem desarmar os homens. Mas quando ficam os dois a sós no carro, Giovanni se surpreende quando a jovem pega o revólver e aponta para ele. Ela, então, lhe ordena que desça do carro. Camila acelera o veículo e sai em disparada. Mas instantes depois, ela tenta desviar de algo o carro capota várias vezes.

Giovanni corre, desesperado para ajudá-la. Ele consegue resgatá-la segundos antes do carro explodir. E liga para a namorada, Bruna (Fernanda Vasconcellos) para pedir ajuda. A moça é levada para o hospital em estado grave. Sem tirá-la da cabeça, o rapaz dá um jeito de entrar no hospital. Como não é da família, ele aproveita que o atendente vai ajudar um senhor e entra no quarto. Assim que a vê, deitada, ele lembra do último momento em que esteve com ela, ainda acordada. “Agora vaza do meu carro”, diz ela. “Ficou louca? Quer que eu salte com o carro andando?”, reage ele. Camila fala para ele saltar. “Salta! Ou quer que eu atire? Anda! Vai!”, diz ela, que para o veículo.

Depois da lembrança, Giovanni a olha, culpado. “Não era pra isso ter acontecido. Tentei te ajudar, mas cê me expulsou do carro”, diz ele. O rapaz percebe uma mecha no cabelo sobre os olhos dela e ajeita. “Como cê é bonita, Camila”, fala ele, que toca na mão da jovem. “Linda... Por fora... Porque por dentro, cê é ruim... Muito ruim...”, constata ele. Nisso, Giovanni percebe que ela mexeu a mão, segurando firme o dedo dele. “Cê tá acordando?”, surpreende-se. O jovem fica agitado. “Você reagiu! Camila, cê saiu do coma! Mexeu de novo”, afirma ele. Giovanni grita chamando a enfermeira. O médico chega e a examina. O rapaz tenta sair de fininho, mas uma enfermeira percebe e o chama.

Ela vê que ele está sem crachá e desconfia. Para não ser denunciado, Giovanni conta a verdade, que só quis saber como a jovem estava, porque foi ele que a salvou da explosão. A moça fica penalizada ao ouvir que a história. “Acho que já entendi. Você é feirante... Ela é de família rica, poderosa. Foi por isso que cê ficou tão feliz quando ela mexeu a mão, não foi? Você e ela... Têm uma história”, constata a moça, que sorri. Giovanni é ambíguo. “É, a gente tem uma história... Longa e complicada...”, afirma. Já fora do local, ele conta à Bruna que visitou a jovem. “Ficou louco? Por que cê foi ver a Camila?!”, indaga ela. O jovem conta que estava se sentindo culpado. “Queria ver se ela tava bem”, garante. Já à noite, na casa da namorada, Giovanni e Bruna estão abraçados no sofá.

Ela de baby-doll, ele sem camisa. Os dois trocam declarações. Até que ele menciona Camila.  “Cê acha que a Camila pode ficar com alguma sequela?”, pergunta. Bruna não gosta do que ouve. “Giovanni, não tô entendendo toda essa preocupação com a Camila agora! E daí se ficar? Ela merece mesmo!”, afirma a moça. O rapaz a repreende, e ela cai em si. “O que me irrita é ver você preocupado com a mulher que te colocou na prisão!”, afirma. Ele fala que a amada tem razão. “E a culpa do acidente foi dela. Não tenho nada que me sentir culpado. No meu lugar, ela ia estar torcendo pela minha morte!”, constata. Mais tarde, em sua casa, ele está pensativo. E lembra da proximidade dos dois no carro e depois de quando ela pegou a sua mão. Mas logo ele espanta os pensamentos. “Saco... Fico pensando nessa garota!? Ela é o diabo mesmo!”, constata.

Haja Coração: Beto se encanta com a barraqueira Tancinha e a livra da prisão

O Farol, na voz de Ivete Sangalo, é a canção de abertura de Haja Coração