Êta Mundo Bom!: Sandra começa a se dar mal com “traição” de Celso

Rapaz surpreende a vilã e o doutor Araújo com decisão sobre sua parte na fábrica


  • 25 de julho de 2020
Foto: Reprodução Globo


Celso (Rainer Cadete) está sendo mesmo transformado pelo amor de Maria (Bianca Bin). Ele prometeu à Anastácia (Eliane Giardini) que agora está do lado dela. Assim, marca uma conversa com Sandra (Flávia Alessandra) e doutor Araújo (Flávio Tolezani). Na frente deles, os surpreende ao mostrar a promissória assinada pela vilã, que lhe dá direito a um terço da fortuna que ela viesse a ter. “Celso, isso era para ser um acordo entre irmãos. Essa promissória era só uma garantia. Nunca para ser cobrada, nunca”, fala a megera, surpresa. Mas o rapaz mostra-se decidido. “Está enganada. Pois eu penso em cobrá-la”, afirma.

Sandra pergunta o ele quer. “Exijo a propriedade de um terço da fábrica”, diz. A vilã se assusta mais ainda. “Ou me dá um terço da fábrica ou protesto essa promissória”, avisa ele. “Celso, você é meu irmão. Se cobrar essa promissória, há de me colocar numa situação difícil”, fala. O rapaz afirma que não há conversa. “Ele está a falar sério, Sandra”, alerta Araújo. “Isso é traição absoluta. Isso tudo é por conta daquela empregadinha, é ideia da Maria?”, quer saber ela. Celso fala que não precisa de ninguém para lhe dar ideias. “Mas também foi por Maria, a mulher de minha vida. Ela me fez tomar consciência de que eu deveria escolher um lado”, fala.

Araújo não entende. “Lado?”, diz. “Eu estava em cima do muro até agora, eu escondia os seus golpes, Sandra...”, lembra ele. O advogado quer saber de que golpes Celso está falando. A vilã desconversa dizendo que o irmão achava que ela gostaria de casar com Candinho (Sérgio Guizé) por interesse. Araújo afirma também achar estranha aquela união. “Ele não faz o seu tipo, como eu faço”, constata. Sandra concorda. “Só depois que eu o conheci, eu descobri o que é o amor verdadeiro”, fala a falsiane. Celso bate palmas e ironiza. “Que belo par de bombinhos. Então, o que me dizem? Cobro a promissória judicialmente?”, quer saber.

Araújo alerta que ele destruirá a fábrica se fizer isso. “Nesse caso, estou a pedir pouco, um terço. O que me respondem”, quer saber. A malvada esbraveja que é uma traição de Celso. “Eu estou com o sangue a borbulhar de você”, diz ela, que parte para cima de Celso, dando-lhe vários tapas. Araújo pede para ela se acalmar e a chama para conversar no escritório. Ele diz que a única alternativa para a vilã é mesmo dar a Celso um terço da fábrica. “Se Celso cobrar a promissória, terá que vender a casa e os prédios, além de sua parte na fábrica também”, diz.

A vilã se surpreende quando ele diz a “sua parte” e quer saber se eles não estão juntos em tudo. Mas o advogado faz questão de lembrar que ele só tem 25 por cento da fábrica e que isso deverá ser tirado dos 75 por cento dela. “Eu vou aceitar o seu conselho com muita dor no coração”, fala, chorosa. A megera volta à sala e conta ao irmão que o doutor Araújo a convenceu a aceitar a chantagem dele. “Sandra, depois de tudo o que você fez contra titia, a palavra chantagem é leve”, afirma. O rapaz pede um brinde, mas ela nega, furiosa.

Êta Mundo Bom!: Celso pede perdão e se une à Anastácia para acabar com Sandra

Êta Mundo Bom!: Maria rompe com Celso após descobrir participação dele em golpes

 



Veja Também