Êta Mundo Bom! O reencontro emocionante de Candinho e Filó

Caipira surpreende a amada ao dizer que não casou porque descobriu que é o pai do bebê que ela espera


  • 30 de julho de 2020
Foto: Reprodução Globo


Depois de descobrir pelo detetive Jack (David Lucas) que Filó (Débora Nascimento) está na fazenda com a família, Candinho (Sérgio Guizé) diz à Anastácia que precisa encontrar a amada. Mas a ex-milionária fala que não tem dinheiro e que precisaria vender uma joia para pagar a passagem. Eis que Pancrácio (Marco Nanini) chama o velho amigo e promete que conseguirá a grana, se ele lhe garantir que não falará nada à Anastácia. Tudo porque ele recorrerá à personagem Cigana. E depois de dar seu show de interpretação nas ruas da cidade, o professor volta com o dinheiro e entrega ao caipira.

Candinho pega o trem à noite e chega pela manhã na fazenda, eufórico para rever Filomena. Ela faz tricô com Eponina (Rosi Campos). De repente, a moça se surpreende ao ouvir uma voz conhecida gritando: “Filó”. A moça sai correndo e, da varanda, avista o seu amor chegando de charrete. Os dois se abraçam e se beijam. “Filó, eu tava com o coração arrebentando de saudades de ocê”, diz ele, emocionado. Logo Filó o questiona se ele não se casou. "Eu não me casei, porque eu descobri que o fio que ocê tá esperando é meu”, conta ele.

Filomena quer saber como ele descobriu. “Maria, Pancrácio e Clarice procuraram o vosso advogado e ele disse todas verdades pra eu”, fala. A jovem confirma que disse no tribunal que o filho dele. “Não queria atrapalhar seu casamento, Candinho”, diz. “Entrei naquela igreja com ocê no coração. Por que ocê não falou que o fio era meu?”, quer saber ele. Filó lembra que o procurou para contar, mas ele estava com tela que ela posou nua. E diz. “Você falou que eu lhe procurei só por causa do seu dinheiro. Eu fui contar do nosso filho e você nem me deixou falar”, lembra. Ele admite que estava com raiva e a raiva falou mais alto.

CANDINHO À FILÓ: “EU NÃO TÔ MAIS RICO... AGORA EU SOU O MESMO CANDINHO PIPOQUEIRO QUE OCÊ CONHECEU. SERVE?”

Mas ele lembra que a procurou depois na pensão e ela não disse nada. “Você estava rico, ia casar com Sandra, eu tinha medo do que poderia acontecer. Eu não tinha nada, tinha medo que você levasse o meu filho”, fala ela, chorando. O caipira se aproxima da amada e diz que nunca faria uma maldade dessa. “Você não, mas Sandra sim. Eu conheci a Sandra”, afirma. Ele diz que foi bom ela ter o procurado para se despedir porque o coração dele deu um salto. “Eu soube na porta da igreja que esse fio era d’eu e aí não havia mais de casar não”, conta ele.

Candinho revela que disse não no altar. “E agora eu tô livre, livre pra cuidar do nosso fio e livre pra ocê, Filó”, afirma. Ela o abraça, comovida, e os dois se beijam. Nisso, ele diz que precisa falar algo pra ela. “Eu não tô mais rico, não. A mãe d’eu perdeu tudo nos gorpe que a Sandra deu. Agora eu sou o mesmo Candinho pipoqueiro que ocê conheceu. Serve?”, pergunta ele. Ela chora e se declara. “Eu te amo, Candinho. Seja como for, eu te amo”, fala. Ele comemora: “Ê lasqueira! Eu também lhe amo, sempre lhe amei, sempre”.

Nisso, todos da casa se aproximam e se mostram felizes ao verem Candinho. E Filó conta a todos que ele é o pai do seu filho. Cunegundes (Elizabeth Savala), claro, implica, perguntando se ela não poderia ter encontrado um pai melhor. E pede para ele ir embora. Mas o caipira a enfrenta e diz que há de ficar por Filó e o filho deles. Depois de muita confusão, Quinzinho (Ary Fontoura) diz que o caipira fica. Candinho fica encantado ao conhecer o bebê Quincão. Depois ele vai com Filó até a tapera, onde vai ficar hospedado. Ele lembra que dormia ali e que também foi ali que a amada lhe trouxe a primeira coxa de frango.

O caipira logo lembra que não parava de pensar nela nesse tempo em que ficaram afastados. Logo, ele sugere de eles irem até o riacho em que se beijaram pela primeira vez. E naquele paraíso, eles se beijam. “Ah, filó foi aqui nós se encontrou e ocê disse que queria ser que nem folha pra voar com o vento”, fala. Nisso, ela diz. “Eu não quero ser como uma folha, Candinho, quero crescer como uma árvore inteira junto com você. Nossos filhos serão nossas sementes”, fala. Ele vibra mais uma vez. “Ê lasqueira... e o primeiro tá vindo. Ocê não sabe a alegria que eu tô de tá mais você aqui, eu lhe amo tanto”, declara-se.

 Êta Mundo Bom! Celso descobre desfalque na fábrica: “Doutor Araújo é o ponto fraco”

Êta Mundo Bom!: Jack revela à Candinho onde está Filomena



Veja Também