Êta Mundo Bom! Celso consola Maria e a beija: “Não chore”

Rapaz deixa jeito durão de lado e mostra, pelo menos por instantes, afeto pela jovem


  • 14 de maio de 2020
Foto: Reprodução Globo


Anástácia (Eliane Giardini) descobre que Sandra (Flávia Alessandra) tem se encontrado com um homem misterioso. E logo acaba confrontando ela e Celso (Rainer Cadete). O rapaz, aliás, perde metade da mesada, por ter deixado a irmã chegar várias vezes sozinha em casa, com o tal homem. Furioso, Celso vai tirar satisfação de Maria. É que foi a jovem que, para se defender de falsa acusação de Sandra, teve que contar o que viu para Anastácia.

Assim que Celso entra no quarto, Maria lê um livro, chorosa. Ela acabara de ouvir do pai, Severo (Tarcísio Filho), diante de Anastácia, que ele não a reconhece mais como filha. “Conseguiu o que queria, fez mexerico com a titia”, acusa ele. “Não foi minha intenção. Sua irmã levantou dúvidas sobre Braz ser meu irmão, tive que provar”, explica ela. Celso, então, a surpreende. “Fiquei feliz em saber que ele era seu irmão”, fala, doce.

Mas logo fecha o rosto. “Mas fiquei sem metade da minha mesada, por sua culpa", acusa ele. “Ah, não. Não me culpe por um erro seu... Não lhe quero mal, Celso. Nem quis prejudicá-lo. Já foi gentil comigo”, fala ela. “Me arrependo de ter sido”, afirma o rapaz. “Eu lamento. Poderíamos ser amigos. Ainda mais agora que estou frágil depois que fui maltratada pelo meu pai”, conta ela, emotiva.

O rapaz fica condoído e se aproxima da moça. “Ah, Maria. Não fique assim. Não chore, por favor”, pede ele. Celso segura o rosto dela, carinhoso, se aproxima, e os dois se beijam. Um pouco depois, ele se afasta. “Decerto vai dizer que se arrependeu”, fala ela. “Sim, me arrependi. Você se faz de frágil, coitadinha, e eu tenho bom coração. Fiquei com pena!”, fala.  Maria se surpreende. “Então me beijou por dó?”, quer saber ela. “Que outro motivo teria?”, indaga ele.

A jovem se irrita. “Pois nunca mais se aproxima de mim. Tudo o que deseja é me humilhar. Saia da minha frente agora”, pede. “Com todo o prazer. Desde que chegou nessa casa, só atrapalha a minha vida. Faça-me um favor, esqueça que eu existo”, fala. “Esqueça você que eu existo”, diz ela, que bate a porta, e chora na cama.

Êta Mundo Bom!: Anastácia descobre segredo de Maria

 

Êta Mundo Bom! Anastácia revê Candinho: “E a Nossa Senhora já lhe atendeu?”



Veja Também