Êta Mundo Bom!: Candinho reencontra Policarpo e Ernesto se dá mal

Professor Pancrácio arma plano e consegue resgatar o burro sem pagar o resgate


30 de junho de 2020

Foto: Globo/João Cotta

Depois de ver tanto sofrimento do filho, Candinho (Sérgio Guizé), Anastácia (Eliane Giardini), ajudada por Pancrácio (Marco Nanini) e o detetive Jack (David Lucas), aceita pagar o resgate pelo sequestro do burro Policarpo. Ernesto (Eriberto Leão) e Cara de Cão (Marcello Gonçalves) exigem a presença do caipira e a mala do dinheiro, além de um caminhão para levar o bicho. Esperto, Pancrácio vai ao local com duas pastas, uma com dinheiro falso, e na companhia de Jack, que usa roupa de Candinho.

Ao chegar na fazenda, o professor entrega a pasta falsa. Eufóricos, os bandidos nem percebem que as notas são, na verdade, papel cortado. Mas antes de liberarem o bicho, eles vão até “Candinho” e avisam que vão ficar com ele. Um pouco depois, após tirarem o chapeú do rapaz, percebem que foram enganados, e mais uma vez “somem” com o detetive. Mas o pior é quando abrem a pasta com a grana e percebem a armação. “Fomos enganados”, bufa o vilão. Enquanto isso, no casarão de Anastácia, todos percebem a chegada de Pancrácio com Policarpo.

Candinho corre para abraçar o burro. “O Policarpo voltou... Ê, Policarpo, que saudades que eu tava de ocê, meu amigo”, fala ele, observado Anastácia, Maria (Bianca Bin), Celso (Rainer Cadete) e Pancrácio. Nesse momento, a cínica Sandra (Flávia Alessandra), que também está ali, vira-se para o professor. “Pagou o resgate?”, quer saber ela. “Não me conhece”, diz ele, deixando-a preocupada. Logo, o professor entrega para Anastácia a pasta. “O dinheiro está todo aqui”, fala. Aí ele explica o que tramou. “Coloquei umas notas em cima e papel cortado como dinheiro embaixo”, conta.

Anastácia parece não acreditar. “Professor, que risco correu”, fala. “Eu não iria deixar que os ratos levassem a melhor”, diz. Sandra pergunta se os bandidos não conferiram o dinheiro. “Estavam tão ávidos para levar Candinho, que nem examinaram nota a nota”, conta. Anastácia leva um susto. “Levar Candinho? Era isso que queriam”, quer saber a milionária, assustada. Pancrácio explica que o burro foi um pretexto para levar o caipira. Logo, Anastácia pede que sejam colocados seguranças na casa e um sempre com o filho.

Pancrácio, mesmo sem ter visto o rosto dos ladrões, conta que eles pareciam bandidos pés-rapados que nãio querem correr riscos. E todos lamentam o que aconteceu com Jack... Mas Pancrácio afirma que logo ele reaparecerá. “Me sentirei bem melhor se isso acontecer”, comenta Anastácia. Fingida, Sandra fala: “O que importa é a felicidade de Candinho”, diz. Enquanto isso, o caipira mata as saudades do seu amigão nos jardins da casa. “Que falta eu senti de você, como hei de ficar sem o meu amigo, justo você que ouve o meu coração”, fala.

Êta Mundo Bom! Maria coloca Celso contra a parede: “Quem roubou o burro?”

Êta Mundo Bom! Celso pede Maria em casamento: “Me ensina a ser um homem melhor?”