Espelho da Vida: Eugênio flagra encontro de Julia e Danilo

Pintor tenta conversar, mas Coronel pede para ele nunca mais procurar sua filha


  • 02 de dezembro de 2018
Foto: Reprodução Globo


Vai ficar ruim para o casal #Junilo. Cris/Julia (Vitória Strada) e Danilo Breton (Rafael Cardoso), que tem vivido lindos dias de romance às escondidas, passarão por maus bocados.

Tudo acontece quando o pai da jovem, Eugênio (Felipe Camargo), passa de carro pela praça da cidade, acompanhado de Gustavo Bruno (João Vicente de Castro), e flagra os dois. Essa sequência deve ser exibida a partir desta segunda, dia 3 de dezembro.

Espelho da Vida: Cris feliz com identidade de Flávio nos anos 30

Espelho da Vida: Danilo diz que vai enfrentar o coronel Eugênio

DANILO AO CORONEL EUGÊNIO: “QUERO SABER O QUE TEM CONTRA MIM, SENHOR. PODE TER HAVIDO ALGUM MAL-ENTENDIDO, FAÇO QUESTÃO DE ESCLARECER”

Os dois estão exatamente convesando sobre o fato do coronel não gostar de Danilo, quado ouvem a voz dele. “Julia! O que significa isso?”, diz ele, fulo. Ele desce, seguido de Gustavo, e pede para Julia/Cris ir imediatamente para o carro. Contido, Danilo tenta cumprimentá-lo. “Boa tarde, coronel. Como vê, eu e sua filha estamos conversando. Simplesmente conversando”, diz o jovem.

Mas Eugênio parece não querer papo. “Ora, seu... seu...", diz. “Danilo Breton é meu nome, já fomos apresentados”, fala o pintor. “Eu proibi Julia de falar com o senhor”, afirma Eugênio. “Gostaria de saber o motivo, coronel”, indaga Danilo. E Cris ali, trêmula. “Já disse para entrar no carro! Me obedece, Julia!”, ordena o coronel.

Cris fica tensa, sem saber o que fazer, até que Gustavo intervém. “Coronel, talvez não esteja reconhecendo meu amigo Danilo, foram apresentados por mim na festa de aniversário de Julia”, diz o Marquês. “Não estávamos fazendo nada demais!”, continua Cris/Julia. “Como vai, Gustavo? Obrigado por lembrar ao coronel da nossa velha amizade. Aliás, eu gostaria que o senhor me recebesse para uma entrevista, assim que possível”, fala Danilo.

“Não tenho nada para falar com o senhor. Desculpe, Gustavo, detesto situações desse tipo. Não tem nada a ver com você, é que tenho sérias restrições a esse rapaz”, admite ele. “É justamente por isso que desejo uma entrevista. Quero saber o que tem contra mim, senhor. Pode ter havido algum mal-entendido, faço questão de esclarecer”, pede Danilo, tentando ser gentil.

EUGÊNIO AMEAÇA DANILO: “NÃO OUSE PROCURAR A MINHA FILHA”

Cris também intervém. “Pai... por que não recebe o professor Danilo par...”, tenta falar ela. “Eu disse para você ir para o carro. Não se mete em assuntos meus, Julia!”, fala o coronel, possesso. “É um assunto que diz respeito a mim!”, responde ela, trêmula. “Julia, é melhor obedecer a seu pai (Gustavo pisca o olho p/ela). Tudo vai se resolver a contento, eu lhe garanto”, diz o Marquês.

“Tem toda a razão, amigo, é o mais sensato a fazer no momento. Quando estiver mais calmo voltamos a falar, senhor Eugênio. Boa tarde a todos. até mais, Julia”, fala Danilo. O pintor faz um cumprimento geral, e vai embora. “Não ouse procurar a minha filha! É muito petulante esse rapaz! Gustavo, não entendo sua amizade com esse pintorzinho de araque!", diz Eugênio.

Gustavo fazendo a linha de falar bem do pintor... “Danilo é considerado um excelente pintor, coronel. Chegou há pouco na cidade, por isso não o conhece bem”, diz ele. “Eu sei perfeitamente quem é Danilo Breton”, fala o coronel. Já dentro do carro, Cris/Julia está quieta, mas ainda trêmula.

Logo, Eugênio fala para a filha. “Sua sorte é estarmos na companhia de Gustavo. Minha “entrevista” vai ser com você mais tarde”, avisa o Coronel, ainda possesso com tudo o que viu. Cris olha para Gustavo, agradecida, e o Marquês sorri.



Veja Também