Espelho da Vida: Daniel vai à casa de Julia e conhece André

Fotógrafo fica atônito ao saber quem morou lá, e o senhor se emociona com encontro


  • 17 de março de 2019
Foto: Reprodução Globo


Assim que chegou em Rosa Branca, Daniel (Rafael Cardoso) sentiu algo muito forte, um déjà vu, de que já esteve na cidade. A cada parada, ao lado da terapeuta Letícia (Letícia Persiles), uma impressão diferente.

E será André (Emiliano Queiroz), filho de Julia Castelo e Danilo, nos anos 30 que, emocionado, dirá ao fotógrafo quem viveu naquela casa.

Essa sequência irá ao ar a partir do dia 25 de março.

DANIEL PARA DIANTE DA CASA DE JULIA: “TENHO CERTEZA QUE JÁ ANDEI POR AQUI... EU VIM DIRIGINDO PRA CÁ PORQUE, DE ALGUMA FORMA, EU SABIA...”

Daniel dirige lentamente o carro. E após a sensação de intimidade com aquele local, ele diz que se soubesse o sobrenome da Julia ou do Danilo, seria mais fácil ter informações. Assim, ele poderia ir na prefeitura, onde deve ter um registro dela, na igreja ou até no cemitério. Mas Letícia lembra que eles estão falando de quase 100 anos atrás, por isso deve ser dificíl alguém ter conhecido o casal.

No momento em que faz a curva, Daniel entra na rua da casa velha de Julia Castelo. Ele para o carro, mexido. E logo diz que conhece aquela rua e a casa. “Tenho certeza que já andei por aqui. Eu vim dirigindo pra cá porque sabia, de alguma forma eu sabia!”, fala ele, mesmerizado. Logo Daniel se dirige até o portão, olhando tudo, impresssionado. Letícia intervém dizendo que pode ser perigoso ele entrar lá. Mas ele está decidido e segue em direção à entrada do casarão.

 

 

Depois de subir as escadas, ele empurra a porta, ela não cede, ele tenta novamente, mas não consegue. “Que pena, está trancada. Será que alguém mora aqui?”, pergunta-se. De repente, Daniel surpreende-se ao ouvir uma voz. É de André, que surge no jardim. “Ninguém mora aqui, a casa está abandonada”, conta ele. André está extremamente emocionado diante de Daniel, que logo pergunta se ele sabe quem morava ali. “Uma moça muito linda. O nome dela era Julia”, diz o senhor.

Daniel fica atônito. “Julia? Eu estou procurando uma moça, notícias de uma moça que se chamava Julia”, diz ele. André sorri e fala que esperava pela vinda dele há muito tempo. Daniel, sem entender, estranha, mas é gentil com o senhor, e pergunta se ele o conhece. André diz que tem o retrato dele. Desnorteado, Daniel acha que ele pode tê-lo visto em alguma reportagem.

Espelho da Vida: Margot diz que Daniel pode achar ela “doida”

Conheça Haroun Abud: Ele vive o filho de Julia Castelo e Danilo

ANDRÉ DEIXA DANIEL ATÔNITO AO CONTAR QUEM VIVE NA CASA EM RUÍNAS: “JULIA CASTELO, A JOVEM MAIS LINDA DE ROSA BRANCA”

André pergunta qual o nome dele agora. E o jovem responde que é Daniel. “E o do senhor?”, quer saber o fotógrafo. “Meu nome é André. Não imagina como estou feliz em ver o senhor, não esperava que chegasse tão rápido, estou feliz, feliz...”, afirma ele. Ainda estranhando toda aquela conversa, Daniel questiona se André sabia que ele chegaria à cidade e se ele conhece o Alain (João Vicente de Castro). O senhor conta que conhece o cineasta e, inclusive, ele esteve um dia antes na casa.

E André continua a falar. “Se eu soubesse que o senhor ia chegar, teria preparado a casa, o quadro! Mas foi melhor assim, não deve descobrir tudo de sopetão. (ele sorri) O destino está me dando um presente. Bem que o Vicente falou, tudo se encaixa”, fala ele, referindo-se a Vicente (Reginaldo Faria), espírito do falecido marido de Margot (Irene Ravache).

Nessa hora, Daniel conta empolgado à Letícia, que se aproxima dos dois, sobre a sua descoberta. “Você não vai acreditar, esse senhor disse que a moça que morava aqui se chamava Julia! Qual o sobrenome, o senhor sabe? O sobrenome da Julia?”, pergunta. André sorri. "Julia Castelo, a jovem mais linda de Rosa Branca, “uma flor colhida antes do tempo”, como está escrito no túmulo dela”, conta.

Tanto André quanto Letícia ficam chocados. E Daniel conta que precisa saber mais sobre ela. Logo a terapeuta pergunta a André sobre o estado, em ruínas, da casa. “Orgulho, vaidade, egoísmo, violência, o pior que existe no ser humano foi impregnado nessas paredes. Que ainda estão de pé com um objetivo apenas. Que está prestes a ser cumprido”, fala ele. Letícia e Daniel se entreolham, simpatizando com o senhor, mas sem entender o que ele fala...

Espelho da Vida: Daniel tem déjà vu ao chegar em Rosa Branca

Espelho da Vida: Alain admite que só Cris podia viver Julia no filme



Veja Também