Espelho da Vida: Cris encantada ao conhecer a mãe de Danilo

Em “viagem ao passado”, jovem tem uma nova surpresa


  • 03 de novembro de 2018
Foto: Reprodução Globo


Em mais uma “volta aos anos 30”, Cris (Vitória Strada), na pele de Julia Castelo, se encontra com Danilo Breton (Rafael Cardoso).

E o jovem a apresenta uma pessoa muito especial. A sequência está prevista para ser exibida a partir do dia 16 de setembro.

Espelho da Vida: Cris ouve de guardiã quem é o seu grande amor

Espelho da Vida: Mauro César é preso após Pat invadir quarto

DANILO PARA JULIA: “TEM ALGUÉM QUE ESTÁ DOIDA PARA TE CONHECER, MEU AMOR”

Assim que se encontram, discretos, embaixo de uma árvore na praça de Rosa Branca, Cris/Julia e Danilo se beijam. As pessoas que passam por ali, claro, estão todas com roupas dos anos 30. Uma ou outra casa é diferente dos tempos atuais. “Te amo tanto, Julia. Senti saudade do seu beijo”, fala Danilo. “Eu também”, diz ela. “Está diferente, meio tristonha”, observa ele.

“Estive meio adoentada mas já estou bem. Meu pai não me deixa mais sair sozinha, medo que eu me encontre com você”, revela ela. À distância, os dois sorriem ao ver Bendita (Luciana Malcher), funcionária da casa de Julia, e ela acena para eles. “Tem certeza que a Bendita está do nosso lado?”, pergunta ele.

“Tenho! E podemos contar com a Dora também”, diz ela. Logo, ele muda de assunto, animado. “Tem alguém que está doida para te conhecer, meu amor. Pediu, aliás, exigiu que eu apresente as duas”, conta ele. Cris/Julia sorri, curiosa. “Quem é? Quanto mais aliados, melhor!”, constata a jovem. “Sabe quem mora nessa casa?”, aponta ele.

“Não, não venho muito para este lado da cidade”, diz ela. “Hildegard Breton. Já ouviu falar?”, afirma o pintor. “Claro, Danilo! Hildegard é a sua mãe! Claro que eu quero conhecer... É aqui que ela morava, na livraria" (fala Cris sem ele ouvir). “Está nos esperando para um chá. Aceita conhecer a residência e o atelier de Hildegard Breton?”, pergunta ele. E logo se vê o sorriso deslumbrado de Cris.

Cris/Julia vai entrando com Danilo na casa, nervosa. No mesmo local nos dias atuais, funciona a livraria da cidade. A jovem está com o coração na boca. Na parede, ela vê um retrato a óleo de Danilo ainda menino, feito por Hildegard. Nesse instante, um empregado entra com uma bandeja com aparelho de chá muito fino. Discreta, Cris leva a mão à boca com a surpresa.

CRIS FICA EM CHOQUE E ENCANTADA AO DESCOBRIR QUE A MÃE DE DANILO, HILDEGARD, É MARGOT

Logo ela reconhece quem a serve, Martim (Wal Schneider), funcionário do casarão de Margot (Irene Ravache), com um visual totalmente diferente dos tempos atuais. “Boas tardes, madame Breton pede que se sentem um pouco, ela já vai descer para o chá”, avisa. “Obrigado, Hakima. Esse é o braço direito de minha mãe, Julia. Trabalha para ela desde que morava no Marrocos”, explica Danilo.

“Como vai... Hakima?”, fala Cris. E ele a faz uma reverência. “Como um pássaro em céu azul, senhorita. Madame se atrasou um pouco com uma encomenda mas virá em breve”, diz. “É... é incrível, é fascinante!”, fala Cris, ainda pasma. “Gosto de ver seu entusiasmo, Julia, tudo a interessa, a emociona”, ressalta Danilo. E a jovem tenta disfarçar. “Procuro viver tudo assim, como se fosse a primeira vez. E é a primeira vez que vou ser recebida por uma pintora tão famosa como a sua mãe!”, afirma ela.

Danilo beija a mão de Cris/Julia, encantado, e sorri. “É tudo tão lindo, tão perfeito, tenho medo de que tudo isso se acabe”, comenta ela. “Por causa de seu pai? O coronel vai acabar se convencendo que fomos feitos um pro outro. Não vou deixar ninguém nos separar, vamos ficar juntos pra sempre”, promete ele, deixando-a com os olhos marejados.

Diante do quadro a óleo dele menino, Cris/Julia elogia. “Está lindo, Danilo, é o mesmo olhar, expressão, tudo”, diz. “Queria ter o dom de minha mãe para retratos. Ela consegue captar a alma da pessoa”, conta ele. “Mas o retrato que você fez de mim está perfeito!”, lembra a jovem. “Nunca pintei seu retrato, meu amor...”, estranha ele.

Cris tenta se corrigir, tensa. “Mas vai pintar, eu tenho certeza, apesar de toda a proibição de meu pai, e vai ficar perfeito!”, diz. Ele ri. “Fala coisas como se tivesse o dom de prever o futuro, e eu acredito, torço pra que seja minha obra prima!”, ressalta ele. Logo, eles ouvem a voz de Hildegard que acabou de entrar. “Julia! Finalmente vou te conhecer!”, fala ela.

Cris se vira e vê diante de si Margot (Irene Ravache). Margot é Hildegard nos anos 30, mãe de Danilo. Hildegard sorri, e Cris fica ali, espantada e encantada com a descoberta.



Veja Também