Bruno Cabrerizo, Tainá Müller e Melissa Nóbrega: Natal Perfeito

Especial faz refletir na noite do dia 24 sobre amizade, consciência ambiental e ética


  • 24 de dezembro de 2018
Foto: Globo/Sergio Zalis


O especial de fim de ano Natal Perfeito, da Globo, promete emocionar o público trazendo mensagens sobre amizade, consciência ambiental e ética. De autoria de Priscila Steinman, com direção artística de Vinícius Coimbra, a atração será exibida na noite desta segunda-feira, dia 24 de dezembro.

A trama conta a história de Catarina (Melissa Nóbrega), uma menina que vive em um condomínio de luxo e decide fugir de casa porque seus pais, Vinícius (Bruno Cabrerizo) e Vitória (Tainá Müller) não compraram o presente que ela tanto desejava. Ao cruzar o muro do seu prédio, a menina desmaia e é resgatada por Jonas (Cauã Antunes).

Jonas ( Cauã Antunes ) e Catarina ( Melissa Nóbrega ). Foto: Globo/Sergio Zalis

Jonas é um menino órfão que mora em um ferro-velho e constrói a sua realidade a partir do lixo, cercado por acessórios e engenhocas feitos de sucata. Ele mora em um ônibus velho, onde cada espaço é feito de material reciclado.

As mesas são feitas de tábua de passar roupa e sucata de máquina de café; o chuveiro e o semáforo se transformam em porta-treco; a lupa da mesa é segurada por uma luminária articulada com uma mão de manequim; e a pia é uma peça de balança, com uma luminária. Um criado a partir de tudo o que já existe, onde é possível ressignificar, transformar e reciclar.

TRAMA PROMETE EMOCIONAR COM POESIA E UMA ESTÉTICA BELÍSSIMA

A produção de arte do especial utilizou reaproveitou material descartado nos estúdios Globo para fazer a maior parte do cenário. “Temos uma central de lixo bem grande, onde o material é todo reciclado. Acessamos esse lixo e o acervo. Fizemos uma grande peneira para ver o que poderíamos aproveitar e fomos a depósitos externos. Tivemos uma economia de 70% pelo menos”, ressalta  o diretor de arte Moa Batsow.

Para a autora Priscila Steinman, O Natal Perfeito tem como motor a emoção. "O espectador pode se identificar tanto pelo entretenimento de observar uma história de amor, poética e esteticamente linda, quanto se interessar em absorver um conteúdo com um discurso potente, de cunho social, que dialoga sobre temas que estão em pauta e necessitam reflexão", diz ela.

O diretor artístico Vinícius Coimbra também concorda que a emoção tomará conta do telespectador, e que é hora de mostrar mais poesia também na televisão. “As pessoas gostam de ver coisas violentas na televisão, como suspenses, assassinatos. Eu acho bom que a gente pese a balança para o outro lado, que mostre mais poesia nas obras. Se a gente faz uma obra pura e tem beleza a gente também influencia a sociedade. No sentido de melhorar, de pensar coisas bacanas, belas”, ressalta ele.

Senhor Perfeito ( Caio Blat ). Foto: Globo/Sergio Zalis

PERFIL DOS PERSONAGENS

Catarina (Melissa Nóbrega) – Filha de Vinicius (Bruno Cabrerizo) e Vitória (Tainá Muller), vive em um condomínio de luxo e decide fugir de casa na noite de Natal ao perceber que não ganhou o presente esperado. É uma menina extremamente mimada, que sempre recebeu tudo de mão beijada dos pais.

Jonas (Cauã Antunes) – Órfão, mora em um ferro-velho e constrói a sua realidade a partir do lixo, cercado por acessórios e engenhocas feitos de sucata. Vive em um ônibus sucateado. É um pequeno grande sábio. Aparentemente pobre, vive com o mínimo necessário, cria tudo o que tem. É um pequeno batalhador.

Vinicius (Bruno Cabrerizo) – Casada com Vitória (Tainá Muller) e pai de Catarina (Melissa Nóbrega). Sofre ao descobrir que a filha sumiu.

Vitória (Tainá Muller) – Casada com Vinicius (Bruno Cabrerizo) e mãe de Catarina (Melissa Nóbrega). Sofre ao descobrir que a filha sumiu.

Senhor Perfeito (Caio Blat) – Uma figura especial, completamente imperfeita e desfigurada no primeiro momento, mas que se conecta genuinamente com o outro, principalmente com Jonas (Cauã Antunes), e daí sua perfeição. Aparentemente esquisito, traz essa doçura. É o analista do Jonas, com quem ele abre o coração e conversa. É um ser que se conecta com o menino e não deixa de ser imaginação. É a projeção dos questionamentos dele.

Raul (Alexandre Zachia) –  Representa o plástico, vilão do meio ambiente. Aparece como lobisomem em sonho e aterroriza as crianças, mas esconde um mistério por trás dessa imagem.

Ser Fantástico (Tadashi Endo) – Aparece para Jonas (Cauã Antunes) trazendo a esperança de um mundo melhor em um momento triste na vida do menino.  



Veja Também