Agatha Moreira, a vilã Josiane: “Preparada para ser odiada”

Atriz de A Dona do Pedaço diz viver fase em que a felicidade “está na cara”


  • 18 de maio de 2019
Foto: Globo/Estevam Avellar


Por Luciana Marques

*Veja a entrevista completa, no vídeo, abaixo.

Com o seu jeitinho meigo, meio tímido e divertido, Agatha Moreira já conquista a todos. Mas quando está em cena, a atriz de 27 anos cresce absurdamente, tanto que após se destacar em Novo Mundo, em 2017, como a Domitila, e em Orgulho e Paixão, em 2018, como a Ema, a partir desta segunda, ela viverá talvez  o maior desafio até agora da carreira: dar vida a grande vilã de A Dona do Pedaço, a influencer digital Josiane. “Estou preparada para ser odiada”, diverte-se.

Na nova trama das 9, de Walcyr Carrasco, com estreia nesta segunda, 20, Josiane é filha da protagonista Maria da Paz (Juliana Paes), com Amadeu (Marcos Palmeira). Mas ela tem vergonha da mãe, e nunca superou o bullying de ser chamada na escola de “filha da boleira”. “Tudo o que ela faz com a mãe é muito sem escrúpulos”, conta. Em sua sétima novela em sete anos, a atriz comemora ainda o ótimo momento na vida afetiva. Ela namora, desde 2018, o também ator Rodrigo Simas.

O visual da vilã Josiane. Foto: João Miguel Júnior

Quem é a Josiane, a principal vilã de A Dona do Pedaço, que até a Juliana Paes disse estar assustada?

Ela (Josiane) está até me assustando (risos). Ela não tem escrúpulos. Josiane é uma pessoa que não conseguiu entender ainda o que é o sentimento de culpa e empatia. Ela não tem essas duas coisas, ela faz as coisas de forma inconsequente e com uma naturalidade incrível. Ela não sente culpa, não se importa em machucar o outro. Ela dorme tranquilamente. Ela sabe o que as coisas que faz vão causar, mas não se importa.

Existe alguma motivação para ela ser assim?

Isso quem pode explicar melhor é o Walcyr (Carrasco – autor). Eu estudei bastante as pessoas e personalidades, e fico vendo que o pessoal sempre fica buscando alguma justificativa para o ato do outro, e muitas vezes não tem. A pessoa simplesmente nasce assim. Existem essas pessoas que nascem sem empatia e sem culpa. Então não sei se a gente tem que ficar procurando justificativa para isso.

Acha que ela pode ser uma psicopata?

Acredito que sim. Estudei muito essa área, e claro que uma novela é uma obra aberta que não dá para a gente dizer: ‘é uma psicopata, pronto e acabou’. Pode ser que tenha uma justificativa lá na frente, e pode ser que não, mas estudei bastante esse universo para poder entender essa falta de empatia e culpa dela. Eu li coisas que eu nem imaginava que existiam, e histórias de pessoas que você nem acredita que sejam possíveis. Há muita coisa cabulosa pelo mundo.

Está preparada para ser xingada?

Estou! Não tem defesa. Eu não tenho o que dizer. Eu lembro que na época de Novo Mundo, eu ficava defendendo a Domitila e falava: ‘Ela apanhava do ex-marido’, mas a Josiane não tem como defender, ela é má mesmo. Walcyr perguntou se eu estava preparada para apanhar na rua, e falei que no mínimo quero ser apedrejada (risos).

Ela não tem nenhum tipo de afeto pela mãe?

Eu acho que num lugar de filha para mãe, ela ainda não entende o que é isso. O afeto que eu tenho pela minha mãe por exemplo, ela não tem pela Maria da Paz. Pode ser que ela esconda os sentimentos dela, mas acho que não, porque tudo o que ela faz com a mãe é muito sem escrúpulos. Ela realmente tem muita vergonha da mãe, muita vergonha. Existe um repúdio.

Juiana Paes e Agatha Moreira, mãe e filha na trama. Foto: Globo/Estevam Avellar

Em que momento da sua vida você se sentiu a "dona do pedaço"?

Tiveram dois momentos. Primeiro aos 17 anos quando saí do Brasil sozinha para trabalhar, e o segundo momento foi quando eu pude alugar meu apartamento sozinha. ‘minha casa, esse pedaço é meu’. É isso!

Como você vê a sua trajetória, numa ascendência incrível?

Eu acho muito legal. Eu com 27 anos, 7 anos na casa, 7 novelas, uma por ano, e acho que as coisas se encaminharam num crescente, e tive tempo para cada personagem amadurecer em algum lugar e aprender cada vez mais. Nunca me senti jogada em um lugar que eu não fosse capaz de ocupar aquele espaço e isso é muito bom e sou muito grata a Deus e à vida por isso.

Além de viver um grande momento profissional, você também está, pelo o que a gente vê nas redes, numa fase especial de sua vida afetiva, no namoro com o Rodrigo. Como é isso tudo?

Pois é! É aquela fase da vida que eu não preciso nem dizer o quanto estou feliz porque está na minha cara, está “escrito” felicidade. Só tenho a agradecer. Estou morando num apartamento novo, tenho um namorado incrível, estou num trabalho incrível, minha família me apoia em tudo, estão todos bem de saúde, e é isso que importa....

 
 

 

Juliana Paes, Reynaldo Gianecchini e Agatha Moreira lançam trama

Juliana Paes explica quem é “A Dona do Pedaço” Maria da Paz

 



Veja Também