A Dona do Pedaço: Avó de Joana da pista à Maria da Paz sobre passado

E jovem também faz uma revelação que surpreende a boleira


  • 09 de outubro de 2019
Foto: Globo/Paulo Belote


Ao poucos, a ligação entre Maria da Paz (Juliana Paes) e Joana (Bruna Hamú) vai se tornando mais clara. Mas até agora só o autor Walcyr Carrasco sabe dizer se a jovem foi trocada na maternidade por Josiane (Agatha Moreira) e é a verdadeira filha da boleira.

Mas as pistas nos próximos capítulos trazem fortes indícios de que isso pode mesmo ter acontecido. Tudo porque Matilde (Laura Cardoso), avó da jovem, revelou o local onde conheceu Maria.

Essa sequência deve ser exibida no dia 23 de outubro.

MATILDE CONTA QUE CONHECEU MARIA DA PAZ NO HOSPITAL ONDE A NETA JOANA NASCEU

Maria da Paz está na confeitaria com Joana. “Diz, por que sua avó fala tanto de mim?”, quer saber. “Eu não sei... Tem certeza que não se conhecem?”, pergunta a jovem. Maria diz que vendeu tanto bolo nas ruas que pode tê-la visto alguma vez. “Posso falar com sua avó?”, pergunta ela. Logo, ela já está diante de Matilde. “Vó, olha quem veio ver você. A Maria da Paz”, conta Joana.

A senhora sorri. “Maria da Paz. Continua bonita. Como cê faz pra ficar tão bonita?”, quer saber. A boleira diz ter adorado o elogio. “Mas a senhora disse, continua bonita. Quer dizer que me conheceu antes?”, pergunta. “Conheci sim, mas é que a gente não se falava. Cê falava mais com a Albertina”, conta. “Albertina é minha mãe”, explica a Joana. “Eu conheci a mãe da Joana?”, surpreende-se Maria. “No hospital, cês ficavam conversando e eu olhando de longe”, conta.

Maria tenta lembrar. “No hospital? Não pode ser, faz tanto tempo”, diz. “Cê continua a mesma. Eu mudei. Era mais gorda”, fala a senhora. Logo Matilde chama a neta de Albertina, troca os nomes. “É a doença, Maria da Paz, ela já tá em outra, já não lembra de você, nem de mim. Vó... sou eu, Joana”, fala a jovem.

Já na confeitaria, Joana pergunta se Maria lembrou de onde conheceu a sua avó. “Eu não sei, ela diz que me conhece do hospital... Que eu conheci sua mãe...”, fala a boleira. “Albertina. É um nome diferente. Conheceu?”, quer saber Joana. “Conheci, mas não dá pra ser não, não pode ser a mesma Albertina”, constata a boleira. Joana quer saber em que local a conheceu. “Sua avó falou em hospital”, diz Maria.

MARIA À JOANA: “AH, MINHA NOSSA SENHORA, SERÁ QUE CÊ ERA AQUELA MENININHA, AQUELE BEBÊ QUE TAVA NO BERÇÁRIO QUANDO EU IA VER A MINHA JOSIANE?”

E logo a boleira conta que só precisou ir a um hospital quando a Josiane nasceu. “Mas não pode ser tanta coincidência, só que agora que sua avó falou, tinha mesmo uma outra mulher, uma Albertina. A gente conversava sempre, quando eu ia visitar minha filha. A Josiane nasceu de seis meses”, conta Maria. E Joana quer saber sobre a mulher. “Ela também tinha tido a filha prematura e a gente se encontrava nos dias de visita”, lembra a boleira.

Maria fica pasma. “Ah, minha Nossa Senhora, será que cê era aquela menininha, aquele bebê que tava no berçário quando eu ia ver a minha Josiane?”, pergunta. “Pode ser que seja. Será que cê me conheceu no berço?”, imagina Joana. Nisso, Maria pede para ela ver em qual hospital e dia nasceu. A jovem diz que irá procurar. “Eu sei que nasci prematura...”, conta ela. “Eu acho que é você mesma. Será que é por isso que eu gosto de você, desde que te vi a primeira vez?”, fala Maria.

E a boleira continua se lembrando daqueles dias. “Sabe, eu e essa mulher, era Albertina, a gente torcia cada uma pela outra. Um bebê nasce com muito problema quando nasce antes do tempo, e eu torcia por esse outro bebê como se fosse meu”, conta. “Minha mãe devia torcer por você também”, diz Joana. Maria se empolga. “Consegue o lugar que cê nasceu, quem sabe sua vó tá mais lúcida que nós duas juntas, quem sabe a gente não se conheceu. Mas se reconheceu. Minha querida!”, fala ela.

Maria logo abraça Joana. “Sua mãe dizia que cê ia ser minha afilhada. Mas a gente se perdeu no último dia, naquela época a gente não tinha tanto recurso, já existia celular, mas nem se usava tanto como agora... Eu me perdi da sua mãe, mas quem sabe... eu sou a sua madrinha. De coração!”, fala. “Madrinha!”, comemora Joana.

A Dona do Pedaço: A primeira vez de Rock e Joana

A Dona do Pedaço: Vivi se choca com reação de Fabiana sobre passado



Veja Também