Risos do sofá: Sucesso teatral Um Casamento Feliz será apresentado através de aplicativo

Junno Andrade, Regiane Cesnique, Renato Rabelo, Fábio Villa Verde e Marcos Wainberg estão no elenco


  • 27 de agosto de 2020
Foto: Divulgação


Nesta época em que se busca novas formas de comunicação, a equipe da comédia Um Casamento Feliz, sucesso teatral já assistido por mais de 40 mil espectadores, encontrou um formato diferente para divertir o público em casa. Nos dias 4 e 5 de setembro, a peça será apresentada através do aplicativo Sound Club Live. Anteriormente direcionado somente à exibição de shows, a plataforma inova agora com o projeto Teatro no Sofá. No elenco da montagem estão Junno Andrade, Regiane Cesnique, Renato Rabelo, Fábio Villa Verde e Marcos Wainberg.

“A gente ficou parado esse período tentando descobrir um novo formato para a apresentação. Vimos as pessoas fazendo stand up e monólogos, mas na nossa peça são cinco atores, não é fácil fazer uma live com telefone ou pelo zoom. Então, a gente teve que buscar uma coisa além. A gente gravou a peça com quatro câmeras de alta definição, 4K. Agora o material está passando por um tratamento para ser exibido na Sound Club Live. A peça é um vaudeville, tem uma comunicação bacana com a plateia, que a gente tentou transferir para dentro da casa das pessoas. E buscamos também a monetização, a pessoa paga um valor simbólico para assistir. E isso ajuda a manter os custos de toda uma equipe que depende do trabalho”, conta Fabio Villa Verde,  diretor do espetáculo junto com Renato Rabelo.

Foto: Blad Meneghel

Para comprar o ingresso de Um Casamento Feliz é só baixar o aplicativo Sound Club Live na Google Play, na App Store ou na web do computador. Aí tem que se inscrever e procurar o nome da peça, indicando o dia que você deseja assistir. O preço é 20 reais.

“Como já disse Milton Nascimento, ‘Todo artista tem que ir aonde o povo está’. E partindo desse princípio, se o povo está em casa, é pra lá que a gente vai... Pra isso, buscamos alternativas pra concretizar esse sonho de não deixar o teatro morrer, nem seus técnicos, produtores, artistas e o mais importante, não deixar o povo sem entretenimento e cultura. Nos reunimos e decidimos fazer nossa peça gravada com uma equipe de ponta, pra levar até as pessoas a melhor qualidade dentro das nossas possibilidades. Tenho certeza que as pessoas irão se divertir muito com nossa peça, com suas famílias, no conforto e proteção de seus lares. Esse é o novo normal, e estamos todos empenhados em deixá-lo o menos doloroso possível”, afirma Junno Andrade.

 

 

MUITAS RISADAS COM A HISTÓRIA DE UM SOLTEIRÃO QUE “CASA” COM O AMIGO HETEROSSEXUAL PARA GANHAR HERANÇA

O espetáculo conta a história de Henrique (Fábio Villa Verde), um heterossexual e solteirão convicto. Mas toda a sua vida se transforma quando ele recebe uma herança milionária da Tia Carola. Só que no testamento consta a condição de que ele precisa se casar e manter a união por pelo menos um ano. Assim, ele aceita a proposta do advogado e amigo Roberto (Junno Andrade) para realizar um casamento gay com Dodô (Renato Rabelo).

Foto: Blad Meneghel

O rapaz é seu melhor amigo, ator e heterossexual. Só que essa armação causa inúmeras situações inusitadas e divertidíssimas, quando o lar do falso casal gay é visitado por personagens, como o pai de Henrique, Edmundo Sampaio de Almeida (Marcos Wainberg), um viúvo extremamente religioso e aparentemente sisudo. Assim como Elsa (Regiane Cesnique), a nova namorada de Henrique, uma especialista em farejar e detectar homens casados.

Foto: Blad Meneghel

Mouhamed Harfouch: “Homem de Lata foi meu grito de resistência e sobrevivência mental”

Cléo de Páris surpreende com encenação de Desamparos em live semanal: “A arte é infinita”

 



Veja Também