Dandara Mariana, Heloisa Jorge e Fernanda Jacob são Ivone Lara

Trajetória da grande dama do samba é contada em musical no Rio


  • 03 de outubro de 2018
Dandara Mariana, Heloisa Jorge e Fernanda Jacob. Foto: Priscila Prade


Quase seis meses da morte da grande dama do samba brasileiro, o musical Dona Ivone Lara - Um Sorriso Negro, em cartaz no Teatro Carlos Gomes, no Rio, nos faz um carinho na alma e ajuda a aplacar a saudade daquela que foi uma verdadeira rainha. A polêmica pela escolha de Fabiana Cozza para o papel principal, seguida da recusa da cantora, não diminui o interesse na obra, que segue fundamental para os amantes do samba e da MPB em geral.

O espetáculo, que mostra como a enfermeira e assistente social Yvonne Lara se transformou em um ícone do samba brasileiro, é dividido em dois atos não lineares, sem ordem cronológica. Dona Ivone aparece em cena com três idades, aos 12 anos, aos 26, e aos 80, épocas que marcaram sua vida, e explicam quem ela foi verdadeiramente.

Na fase menina Dona Ivone Lara é interpretada pela atriz Dandara Mariana, que também vive Gal Costa e Emerentina, a atriz Heloisa Jorge assume o papel na fase adulta e também vive as cantoras Elizeth Cardoso e Maria Bethânia, e já na fase madura a atriz Fernanda Jacob interpreta sua era de ouro, quando Dona Ivone chega os palcos e se consagra.

Mel Maia cita “frio na barriga” em sua estreia no teatro

Após susto com internação, Otávio Augusto reestreia A Tropa

NOMES COMO ISABEL FILLARDIS FAZEM PARTE AINDA DO GRANDE ELENCO

O elenco conta ainda com nomes como Isabel Fillardis interpretando os papéis de Zaíra de Oliveira e Maria de Lourdes da Silva; André Lara, neto de Dona Ivone, interpretando Rildo Hora e Mauro; Nara Couto em Clementina de Jesus; Larissa Noel dando vida a Criola e Elza Soares; Guilherme Silva fazendo João da Silva Lara (filho de Dona Ivone) e Délcio Carvalho (parceiro de várias canções); Diego Lopes dando vida a Fuleiro (primo que presenteou Dona Ivone com o pássaro que inspirou a música Tiê); Fernanda Cascardo e Olivia Torres interpretam a Drª Nise da Silveira, e grande elenco.

Idealizada pelo ator e produtor Jô Santana, a peça tem pesquisa de Nilcemar Nogueira e Desirée Reis, direção e dramaturgia de Elísio Lopes Jr., direção coreográfica de Zebrinha, direção musical de Rildo Hora, codireção musical Jarbas Bittencourt. O espetáculo integra o projeto Trilogia do Samba, com a montagem de três musicais sobre a vida e obra de expoentes da cultura nacional, Cartola - O Mundo é um Moinho, visto por mais de 100 mil pessoas, Dona Ivone Lara – Um Sorriso Negro e Alcione – Eu sou a Marrom.

Dona Ivone Lara - Um Sorriso Negro. Musical. Até 25/11. Teatro Carlos Gomes. Pça. Tiradentes, s/n, Centro, Rio. Sextas e sáb., às 19h. Dom., às 17h. De R$ 40,00 a R$ 80,00.



Veja Também