Gabriel Fuentes e a sua saga pelo sonho de “viver da arte”

Antes de estrear em Malhação, ator diz que “passou por tudo, menos fome”


  • 29 de maio de 2018
Foto: Globo/Marília Cabral


Por Redação

Mineiro de Pedro Leopoldo, interior de Minas Gerais, Gabriel Fuentes tem chamado a atenção não só pela beleza a la Cauã Reymond, mas também pela atuação firme como o jovem Érico, de Malhação: Vidas Brasileiras. O personagem se envolveu no crime por conta da má influência do tio Getúlio (Arlindo Lopes), e acabou preso. “Mas ele é do bem!”, defende o ator.

Antes de se tornar um dos astros da novelinha teen, Gabriel passou por muitos perrengues. O ator, que foi abandonado pelo pai ainda criança, e criado somente pela mãe, chegou a vir para o Rio aos 17 anos em busca de seu sonho na carreira. Mas o alto custo de vida fez com que ele retornasse à terra natal. Lá fez cursos, foi vendedor de loja e vendia sanduíche natural. “Só não passei fome”, conta.

Assim, juntando uma grana, ele conseguiu depois retornar ao Rio, fez vários cursos de interpretação, e hoje faz parte da equipe de teatro de Sergio Penna.

Foto: Globo/João Cotta

O que tem mais instigado você ao interpretar o Érico?

Mistério e ambiguidade.

O que tem aprendido com esse personagem?

Força, intensidade e coragem.

Há semelhanças entre vocês?

Coragem e fé.

Érico (Gabriel Fuentes) e Flora (Jennifer Oliveira). Foto: Globo/Maurício Fidalgo

No fundo, Érico é um garoto bom ou tem má indole, na sua opinião?

Ele é do bem! Porém, a influência do tio fez com que ele tomasse todas as decisões erradas possíveis. 

Que tipo de adolescente você foi?

Feliz! Aproveitei e aprontei muito! (risos)

Apesar de todos os conflitos, Érico gosta mesmo da Flora (Jeniffer Oliveira)?

Ele é completamente apaixonado por ela.

Na novela, Érico faz de tudo pela liberdade da mãe. Como é a sua relação com a sua mãe, o que ela significa para você?

Só amor. A minha mãe é tudo para mim!

Foto: Globo/Marília Cabral

Você está num produto (Malhação) que é o sonho de todo o jovem ator em início de carreira. Já caiu a ficha, como recebeu a notícia? 

É estranho porque, às vezes, parece que ainda vai acontecer tudo isso (risos). Eu recebi a notícia quando estava no hospital, porém meu celular tinha acabado a bateria e estava tenso, por isso estava lá. E quando cheguei em casa, coloquei pra carregar e tinham mais de 10 ligações do produtor de elenco.

Muita gente pensa que é fácil ter uma oportunidade como essas na TV, mas sabemos que não é. Como foi a sua batalha até aqui?

Árdua. Muita luta e muitos 'nãos'. Já passei por tudo que você imagina, menos fome. 

É verdade que você trabalhou em outras atividades até chegar ao Rio?

Sim. Vendedor de calçados, receptivo de teatro, eventos, auxiliar de cozinha, animador de festa. 

Érico (Gabriel Fuentes) e Rafael (Carmo Dalla Vecchia). Foto: Globo/Sergio Zalis

Quais foram as maiores dificuldades assim que você chegou ao Rio, sozinho?

Adaptação. 

Quais os seus sonhos na carreira?

Viver da arte.



Veja Também