Bebel Gilberto é a atração de abertura do espaço Manouche

Clube intimista de artes fica no subsolo da Casa Camolese


  • 04 de abril de 2018
Foto: Vicente de Paulo


Em temporada no Brasil, Bebel Gilberto, que vive em Nova York, é a atração da abertura, nesta quinta, dia 5 de abril, do novo clube de artes Manouche, localizado no subsolo da Casa Camolese, no Jockey Club, Rio.

Bebel se apresentará no palco intimista até o dia 7. No repertório, além de seus sucessos, versões de Harvest Moon, de Neil Young, e Creep, do Radiohead.

Manouche

O nome Manouche tem como significado cigano, boêmio, nômade; estilo de jazz cigano. Já o termo em francês remete à liberdade, pluralidade e quebra de padrões. Nesse contexto foi concebido o “clube intimista de artes” Manouche.

Com capacidade para 95 pessoas sentadas ou 150 em pé, o ambiente traz uma atmosfera de intimidade, em que o público fica bem próximo ao palco. Além de shows, o espaço foi criado para receber outras formas de manifestação artística, como projetos “B” de artistas consagrados ou novos nomes da da cena cultural.

Enquanto os projetos do restaurante e da cervejaria Camolese têm como mote a amplitude e transparência do galpão de vidro com vista para a pista do Jockey, o Manouche foi propositalmente montado no subsolo.

“A ideia é que se desça as escadas e deixe do lado de fora um tanto do pragmatismo. Teremos um palco multifacetado, com shows, teatro, performances, poesia, exibição de filmes e, eventualmente, algumas das melhores festas da cidade, porque como dizia Pina Bausch, dancemos, caso contrário estamos perdidos”, diz Cello Camolese, sócio do local junto com o artista Vik Muniz.

Bebel Gilberto. De 05 a 07/04, quinta a sábado. Às 21h. Manouche. Rua Jardim Botânico, 983, subsolo, Jardim Botânico, Rio. De R$ 120,00 (com 1kg de alimento não perecível) a R$ 200,00 (integral). Classificação: 18 anos.



Veja Também