Orgulho e Paixão: A paz e o amor reinam entre Ernesto e Ema

Baronesa vê sucesso de criações e chora ao dizer que não merece tanta felicidade


  • 05 de setembro de 2018
Foto: Reprodução Globo


Depois de muitos desentendimentos, até mesmo após o “sim”, Ema (Agatha Moreira) e Ernesto (Rodrigo Simas), enfim, levantam a bandeira branca para o amor. Principalmente, após a baronesinha ser o esteio do italiano após a morte do pai dele.

Geralmente, “machista”, ele também aplaude agora a ascensão da esposa em seu emprego. Após fazer sucesso com seus desenhos para uniforme da fábrica, ela recebe mais encomendas agora para um magazine paulista.

Orgulho e Paixão: Elisabeta se emociona com bebê de Cecília

Orgulho e Paixão: Julieta mostra à Mariana sua marca da violência

ERNESTO BRINCA: “NOSSAS PICUINHAS TEM SONO LEVE. QUE NÃO ACORDEM”

Ernesto está deitado na cama, quando Ema o enche de beijos na testa, nos olhos, no nariz e na boca. “Obrigado, esposa por ser ventania nos dias de sol e calmaria nos dias de chuva”, diz ele. “Obrigada, esposo por ser música nos dias modorrentos e silêncio nas horas inquietas”, fala ela.

Em meio ao papo, Ernesto lembra da fase deles de gato e rato. “Curioso que às vezes embolamos tudo isso e fica tudo uma grande confusão!”, diz, provocando risadas em Ema. “E entramos em curto! Mas não acha que talvez seja essa a receita do nosso amor?”, indaga ela.

O italiano coloca a mãe sobre a boca dela e pede para não falar mais nada. “Shsh! Nossas picuinhas tem sono leve! Que não acordem! Quero voltar a dormir nessa cama pra sempre. Estou te amando tanto, esposa! Mais ainda agora que sei como dói ficar sem você”, fala ele, apaixonado. E ali, os dois embarcam num beijo profundo, e em uma suave noite de amor.

DIANTE DO SEU AMOR, EMA COMEÇA A CHORAR: “NÃO SEI SE MEREÇO TANTO”

Assim que fica sabendo do sucesso de suas criações, Ema conta para Ernesto. E ele a levanta no colo. “Nunca duvidei de você. Nunca! Só não acreditei que fosse ser tudo tão rápido. Então, Ludmila tinha razão: você vai crescer e fazer sucesso, Ema Cavalcante Pricelli!”, diz ele.

Depois, ele coloca a amada no chão e beija a sua mão. Logo, ela fala das novas encomendas que recebeu. “É o resultado do seu talento, Ema. E talento não se desperdiça, é a estrela que brilha quando Deus te aponta e diz: isso aqui só você vai saber fazer. Ninguém mais! E meu coração fica cheio de saber que minha mulher é tão dadivosa!”, fala ele, orgulhoso.

Ema também declara-se. “E o meu também, de saber que Deus também apontou pra mim e disse: você terá um único e imenso amor, Ernesto Pricelli, seu marido”, fala Ema. E eis que ela começa a chorar, assustando o seu amado, que corre até ela. “O que houve, Baronesinha? Falei algo errado?”.

Logo ela o acalma. “É que nunca pensei que tudo isso pudesse um dia acontecer comigo. Não sei se mereço tanto!”, constata. “Sabe que aqui, diante de você, tenho essa mesma dúvida? Mas não vou me fazer de rogado. Mereço, mereço sim a mulher mais incrível! E se eu mereço, ah, Ema! Imagina a Baronesinha!”, vibra ele, provocando risos em seu amor. Eles se beijam ali, apaixonados e felizes.



Veja Também