Naiara Azevedo: “O desafio vai ser entregar o meu eu a outro artista”

Dona do hit 50 reais vai estar no quadro Show dos Famosos, do Faustão


  • 31 de março de 2018
Foto: Globo/Marília Cabral


Por Redação

Dona do sucesso 50 reais, Naiara Azevedo é uma das oito participantes que vai disputar um carro 0 km no Show dos Famosos, do Domingão do Faustão, que terá as primeiras apresentações neste domingo, 31. “Sou muito dona de mim, muito eu mesma. O grande desafio vai ser deixar a Naiara Azevedo de lado para entregar o meu eu para outro artista”, admite ela.

Por outro lado, não há tempo ruim para Naiara. E ela diz adorar desafios. Um deles é conciliar o quadro com o seus shows pelo Brasil. “Eu já não tenho tempo e o tempo que não tenho, eu quero ocupá-lo. Eu sou assim...”, ressalta ela, que trabalha atualmente a música Ladrão.

Alguém duvida que Naiara vai arrasar no Domingão?

Foto: Globo/Marília Cabral

Bateu algum receio com esse desafio?


Há uma apreensão de corresponder a expectativa da interpretação do artista. Você se propõe a fazer uma artista e quer trazer toda a essência dele, todas as lembranças possíveis dele ao público que curte esse artista também. Então, eu acho que o desafio maior que veio na minha cabeça foi esse porque eu nunca interpretei ninguém, eu nunca fiz nada igual a ninguém. Eu sou muito dona de mim, muito eu mesma. O grande desafio vai ser deixar a Naiara Azevedo de lado para entregar o meu eu para outro artista.

Por que você aceitou participar do quadro, que é ao vivo, e tem como desafio performar grandes nomes da música nacional e internacional?
 

Eu sou assim. Adoro ser desafiada, amo. A minha vida é um desafio. Sempre foi em todos os sentidos, em todos os meus trabalhos. Esse convite está sendo um dos maiores desafios da minha carreira. Me doar para um outro artista, tendo a personalidade que tenho, muito forte. Nunca me imaginei homenageando dessa forma um outro artista. Então, eu estou amando isso.

Para participar, você precisou abdicar de algum trabalho?

Não, a gente não vai desmarcar nenhum show. Vai ser todo tipo de ponte aérea possível, onde descer o avião a gente está plainando, estamos descendo (risos). O horário do programa não vai implicar com o horário do show. No show, a gente pode conversar e começar meia noite, 23h30, uma da manhã, o show sempre começa esse horário. Então, a gente vai se desdobrar em logística, compreensão e com respeito ao público também. O público vai me assistir no Domingão e, logo mais à noite, vai me ter lá na cidade dele para a gente fazer um show juntos. A minha produção já se alinhou totalmente com a produção. Enquanto eu estiver aqui vou dar o meu máximo, tenho terça e quarta para estar aqui, vou fazer minha terça e quarta valer pela semana toda, com certeza. Vim aqui para me doar para esse projeto e é isso que vai acontecer.

Foto: Reprodução Instagram


Teve regras para o elenco formar o quadro dos artistas que serão homenageados?

A gente ficou livre para escolher. Mas acredito que quase todos, ou todos, vai fazer homem, vai fazer mulher. Vai ter muito isso. Todos nós vamos nos doar por inteiro, independente de ser homem ou mulher, a gente vai fazer um misto aí da coisa. Vai ficar legal.

O Domingão do Faustão tem uma audiência consolidada e é vitrine para todos que participam. Está preparada para a repercussão da sua participação?

Eu espero por isso. Eu espero que realmente seja isso (risos).

Sentiu insegurança em algum momento?

A insegurança não. A gente vai chegar lá e arrasar, com certeza. Agora, se vai ficar igualzinho ao do artista, aí o público que vai dizer (risos). Com essa equipe maravilhosa e com os profissionais que estão nos cercando aqui, que estão nos dando todo suporte, eu tenho certeza que vai ser incrível.

O público vai ter a oportunidade de conhecer um pouco mais você?

Sim. Ali não é a Naiara Azevedo, ali é uma entrega para um outro artista. É mostrar a sua versatilidade enquanto artista.

Como está sendo representar as mulheres do sertanejo nessa competição?

É uma honra. Vamos chegar lá e mostrar para que viemos. Mas, na verdade, eu não encaro isso como uma competição, até porque nós todos vamos ficar até a última semana do quadro, e, por último, o público vai decidir qual artista mais agradou. Para a gente não é uma competição, a gente está se doando, é gratificante, uma experiência gostosa. Estar aqui já é uma vitória. Claro, a gente quer obter êxito no que a gente se propõe fazer com tanto carinho, mas eu acho que qualquer um dos nossos amigos que ganhar vamos nos sentir felizes por isso. Não existe uma eliminação, vamos todos juntos até a final.

Foto: Reprodução Instagram


A sua agenda de shows está bem movimentada e com a estreia do Show dos Famosos, você vai ter um esforço físico maior. Como você vai cuidar do seu corpo?

Acordei hoje às 6h da manhã para fazer um aeróbico em jejum (risos). Fui, tomei um café da manhã e voltei para a esteira novamente para terminar os meus exercícios. Não sei os colegas, mas eu estou suando a camisa para dar o melhor do meu corpo. Trabalho com a noite, a gente troca a noite pelo dia, a gente tem a coisa do sono, de não dormir, tenho ‘N’ compromissos e ainda tem que cuidar da saúde, porque é o cantar e dançar no palco. Não é nada gravado, a gente vai cantar valendo. Então, tem a coisa da euforia de não sair com a voz do jeito que a gente tinha planejado. O que eu posso adiantar dos meus homenageados é que eu vou precisar suar a camisa mesmo.

E o cuidado com a voz?


Cuido da minha voz muito. O gelado só não é legal para a voz quando você está com a voz quente. As cordas vocais são músculos, então se jogar água gelada enquanto ela está quente vai acontecer o quê? Travar. Mas o gelado fora do palco, não utilizando (a voz) para instrumento de trabalho, ok. E nos palcos sempre tem a preparação vocal, faço inalação, hidrato, tomo muita água, aqueço antes do show, desaqueço depois do show tanto a voz quanto o corpo.

Quais são os seus novos projetos?


Lancei uma canção nova chamada Ladrão, minha nova música de trabalho. Anteriormente, eu trabalhei Uma Pegada que Desgrama que é outra música que vai muito bem, graças a Deus. Realmente, a mídia bateu muito forte em cima dos 50 reais, mas quem é meu público, quem conhece meu trabalho, acompanha e vai aos shows, canta todas as minhas músicas.

E qual música não pode ficar de fora do seu repertório?

Tu quer quanto? Tu quer 50 reais? (risos). Hoje, graças a Deus, eu já estou com dois trabalhos na mídia, o pessoal canta todas as músicas. Me surpreendo. Além dos famosos 50 reais, tem a música que gravei com o MC Kevinho chamada Mentalmente, e a criançada enlouquece na frente do palco. E muito Avisa que eu Cheguei, que é a música que gravei com a Ivete Sangalo. O pessoal fala: ‘E aí, Naiara, Avisa que eu Cheguei’. Todas as músicas têm uma deixa que as pessoas ficam muito pedindo e querendo, mas eu nunca vou deixar de falar que é 50 reais.



Veja Também