Luisa Arraes, a Manu: “Nas ruas, só me falam, perdoe a Luzia”

Atriz avalia fase “louca” da personagem, que correrá risco de vida e será salva pela mãe


  • 29 de julho de 2018
Foto: Globo/João Cotta


Por Redação

Os novos capítulos de Segundo Sol serão de tirar o fôlego dos telespectadores. A personagem Manu, muito bem interpretada pela talentosa Luisa Arraes, vai se meter em uma enrascada daquelas, principalmente por causa do seu vício em drogas. “Ela está bem louca mesmo”, avalia a atriz.

Nos dias em que estiver na casa da família de traficantes de Narciso (Osmar Silveira), a estudante de medicina não se dará conta do perigo que corre. “Ela nunca teve um lugar que gostasse de ficar, esse é um lugar no qual ela mais se identifica”, explica Luisa.

Mas depois de um sequestro, compactuado pela própria jovem, ela será jurada de morte por Juarez (Tuca Andrada), pai de Narciso. E quem irá tirá-la dessa roubada é Luzia (Giovanna Antonelli), sua mãe, que acabará levando um tiro para salvá-la.

Como você tem visto essas viradas do João Emanuel a cada bloco de capítulo?

O João não poupa história. Agora, a gente está entrando numa aventura. Manu vira refém, depois volta para casa, mas gosta da família dos sequestradores... E toda a hora que você pensa que entendeu, vem uma coisa nova e muda nossa perspectiva de novo. Mas Manu está bem louca, mesmo. As pessoas falam nas ruas, ela é doidinha, mas tem seus motivos (risos).

Segundo Sol: Luzia leva um tiro e salva a vida de Manu

Segundo Sol: Manu pede perdão à Luzia, e elas se reconciliam

O que faz ela gostar dessa família de traficantes?

Ela está nessa de querer vender droga, quer ajudar nisso, ela está totalmente sem querer olhar para a dependência dela. Então, ali é um lugar onde ninguém reclama. Imagina, todo o mundo da família dela reclama que ela usa droga, ela vai para um lugar onde as pessoas vendem, ela está no céu ali.

Depois do sequestro e do pagamento do resgate, ela voltará para a casa dos sequestradores. Não é meio uma Síndrome de Estocolmo?

Se você pensar bem, ela não foi sequestrada, ela foi até aquela casa deles porque quis, gostou de ficar lá, ela não é coagida. E ela compactua com o sequestro. Depois, vai ter a virada, ela vai perceber que está sacaneando quem realmente gosta dela.

E qual é, na sua opinião, o sentimento dela pelo Narciso?

Às vezes, sinto que a Manuela não tem muito amor no coração. Ela é muito autocentrada, vai para um, para outro. Ela se envovle com Narciso pela questão da droga, fica atrás deles. A relação com o Acácio (Dan Ferreira) é uma graça, mas a história dela não é focada nos pares. Ela tem muito a relação dela com a mãe, com a dependência, com a família. Não é uma mocinha que tem uma namorado, e isso eu acho legal. Ela é uma personagem feminina que não tem namoradinho.

Luzia salvará a vida de Manu. Essa será a grande virada dela com a mãe, enfim, vai perdoá-la?

O perdão da mãe não vai ser no fim da novela. Nas ruas as pessoas só me falam: 'Perdoe a sua mãe'. Nem falam mais Manuela, é só, perdoe a Luzia, ela está falando a verdade. E as pessoas  pedem que não seja no fim da novela. É uma relação muito forte ali. E será uma grande virada. Ela vai literalmente dar a vida pela filha. E essa adrenalina toda, de ela quaser morrer, vai ser profunda.

Todos pensavam que Manu ia perdoar a mãe antes de Ícaro...

Pois é, isso foi surpreendente, porque ela teve toda uma relação com a Luzia. E o Ícaro, não. A gente achava que a Manuela ia perdoar mais fácil. E o João inverteu, e ela ficou mais arredia. Quando a gente acha que a gente entendeu, aparece outra coisa. 

Isso dá muita adrenalina para a história e para os atores, né?

É fantástico, porque isso de ele não poupar história, é muito bom. Estava até pensando sobre isso hoje. Como é bom ter a oportunidade de ter uma personagem feminina tão cheia de reviravolta.



Veja Também