Lee Taylor sobre traição de Vivi: “Camilo usará faro de investigador”

Ator fala do “velho” machismo do personagem e elogia parceira Paolla Oliveira


  • 25 de junho de 2019
Foto: Globo/João Miguel Júnior


Por Redação

A relação de Camilo (Lee Taylor) com Vivi Guedes (Paolla Oliveira) enfrenta altos e baixos por conta de certo machismo do investigador. Mas agora ele terá que lidar ainda com a presença de Chiclete (Sérgio Guizé) para tumultuar ainda mais o romance. O justiceiro chega a São Paulo com a missão de matar Vivi, “erra” o alvo e acaba se apaixonando perdidamente pela blogueira. “Acho que o Camilo lidará com esta situação de forma inteligente, usará seu faro de investigador”, diz Lee Taylor.

Em conversa com o Portal ArteBlitz nos Estúdios Globo, o ator comenta ainda sobre a característica do personagem de ser orgulhoso, não aceitando de jeito algum a ajuda financeira do pai da namorada, fora a dificuldade de ver alguns dos posts "lacradores" da amada. “É o velho machismo nosso de cada dia, arraigado ainda na sociedade”, avalia Lee, que vem se destacando papel após papel - em 2018, ele deu vida ao Simplício, de Onde Nascem Os Fortes. 

O ator também tece vários elogios à parceria de cena Paolla Oliveira, que vem quebrando a internet com as poses sensuais de Vivi. Na entrevista, Lee diz que não pode dar muitos detalhes do que vem por aí na trama. Mas a gente já vai dar um spoiller aqui. Após descobrir a traição de Vivi com a ajuda de Fabiana (Nathalia Dill), o investigador humilhará a influencer no dia do casamento, em pleno altar, mostrando a cena da entrada dela com Chiclete em um motel.

Como você definiria o Camilo, porque ele é totalmente diferente da Vivi, né? Eles se conheceram na escola, então eles têm um vínculo antigo, se tornaram namorados e estão prestes a se casar.  São pessoas bem diferentes porque no meio desse caminho a Vivi se tornou uma influencer digital, eles tomam rumos distintos. E agora é justamente quando eles estão tendo esse atrito por conta dessas visões diferenciadas.

E ele não aceita ajuda nenhum tipo de ajuda para o casamento, parece orgulhoso... Apesar de ser de uma família de classe média alta, ele é um pouco orgulhoso nesse sentido, não aceita a ajuda do pai dela para que eles se casem e tenham uma vida do nível que a Vivi está acostumada. Ele resiste um pouco nesse sentido.

Vivi Guedes (Paolla Oliveira) e Camilo (Lee Taylor). Foto: Globo/Raquel Cunha

Você também é ciumento assim como o Camilo? Olha, eu não sei se tem muito a ver comigo. O que eu sei é que a gente tem tentado tratar o machismo do Camilo de uma maneira mais naturalizada. Não aquele machismo do homem que bate na mulher, que esse é mais evidente, mais tratado e discutido na sociedade. Mas um machismo, que é esse velho machismo nosso de cada dia, que já está arraigado e que muito gente nem percebe. Acredito que, nesse ponto de vista, todos nós somos um pouco machistas.

A Fabiana chegou com a intenção de querer tudo da irmã. Será que ela quer até o namorado? O Camilo começa a desconfiar dela, tanto que ele diz à Vivi para fazer o exame de DNA. Ele se surpreende um pouco com os acontecimentos. Mas o que vem por aí, não dá pra falar muito... Pela índole do Camilo, eu acho difícil ele se envolver. Mas ele está desconfiado de que ela tenha algum interesse...

Como você acha que o Camilo vai reagir a essa chegada de Chiclete, porque dizem que rolará a traição, né? Parece que vai... Eu acho que o Camilo vai tratar isso de uma maneira bem inteligente. O faro dele como investigador vai falar mais alto. E eu acho que ele vai tratar esse caso de uma maneira investigativa. Não sei se ele vai responder de uma maneira bruta, agressiva. Mas o que eu sinto é que ele vai investigar.

E como está a parceria com a Paolla Oliveira? Ah, a Polla é incrível, sensível, linda. Está sendo muito bacana contracenar com ela porque realmente são personagens muito distintos, e trabalhar esse contraste com ela tem sido legal.

Você, Camilo, se envolveria com uma Vivi Guedes? Eu não sei, porque eu não conheço esse meio, não tenho intimidade. Mas eu, como pessoa física, não sei se eu me envolveria, talvez não encontraria com uma pessoa desse universo. E seu encontrasse, acho que não seria o fato de ela trabalhar na internet ou ter uma exposição na mídia que faria com que a gente não se envolvesse. Acho que tem outras questões mais importantes.



Veja Também