Espelho da Vida: Cris tem calafrio ao se ver desfigurada em livro

Ela e Margot dizem ter medo de imaginar quem possa ter danificado o quadro de Julia


  • 08 de novembro de 2018
Foto: Reprodução Globo


Ainda eufórica por saber através de Cris (Vitória Strada) que foi Hildegard Breton nos anos 30, Margot (Irene Ravache) conversa com Cris na livraria, mesmo local onde foi a casa da pintora .

E as duas ficam curiosas em descobrir o porquê do retrato de Julia Castelo ter sido desfigurado. Essas cenas devem ser exibidos a partir da semana do dia 19 de novembro. 

Espelho da Vida: Alain atônito ao ouvir que é pai de Priscila

Espelho da Vida: Margot se comove ao saber de vida passada

MARGOT: “A HILDEGARD DEVE TER SOFRIDO DEMAIS COM O DESTINO DO FILHO, NA CADEIA. QUE MÃE SUPORTARIA UMA COISA DESSAS?”

Margot folheia o livro de pinturas de Hildegard e Danilo (Rafael Cardoso). E Cris, que momentos esteve neste mesmo lugar, só que em sua vida passada, observa a livraria como se estivesse ali pela primeira vez. “É tão doido estar aqui depois de ter conhecido a casa da Hildegard no passado. (ela aponta) Naquela janela tinha umas cortinas lindas, pesadas, sabe? Muito veludo, muito dourado”, conta. “É incrível tudo isso”, concorda Margot.

“Quase não acredito que estou aqui, agora, hoje, vivendo essa vida dupla”, ressalta a jovem. “Eu não consigo nem imaginar o que você tá sentindo. Realmente, é uma experiência muito especial, Cris”, fala Margot. “Ali! Era ali que ficava o quadro do Danilo pequeno, Margot! O que a Hildegard pintou. Lindo! O mesmo olhar dele adulto. Ela conseguiu imprimir a alma dele na tela”, fala Cris. A jovem conta à Margot que conseguiu ver outras obras da pintora.

Nisso, Margot folheia o livro de pinturas de Hildegard. “Será que aqui tem algum dos quadros que você viu ao vivo?”, pergunta, curiosa. “Com certeza deve ter. Deixa eu ver”, pede Cris. Elas olhas as gravuras, a maioria em estado muito ruim. “Só de pensar que foi o André que nos entregou isso. Esse eu vi! (reconhece Cris) Esse era maravilhoso ao vivo! Uma luz, Margot! Que pena que o livro se deteriorou tanto”, lamenta Cris.

“A Hildegard deve ter sofrido demais com o destino do filho. Um menino que ela criou com tanto amor, na cadeia, acusado de um crime hediondo. Que mãe suportaria uma coisa dessas? Dá pra entender ela ter deixado tudo, até a própria arte”, constata Margot. “Verdade. Eu não tinha parado pra pensar nisso. Uma mulher que viveu de extremos, linda, sensível, talentosa, um filho encantador e, de repente, perdeu tudo. Ele se torna um assassino. Muito duro, né?”, fala Cris.

Pensativa, Margot fala de uma vontade sua. “Muito, é uma dor sem cura. Taí uma coisa que eu gostaria de ter: a oportunidade de encontrar comigo mesma no passado. Quer dizer, com a Hildegard”, diz.

CRIS SOBRE FOTO DE JULIA NO LIVRO: “É ESTRANHO ME VER ASSIM, DESFIGURADA. ME DÁ ATÉ UM CALAFRIO”

Nesse momento, Margot para de folhear o livro na página do retrato danificado de Julia Castelo. Cris se retrai, arrepiada. “O que terá acontecido com essa pintura?”, indaga Margot. “É estranho ver ela assim, me ver assim, desfigurada. Me dá até um calafrio”, ressalta Cris.

Logo, Margot lembra do dia em que a equipe do filme quis ver a publicação. “Imagina o meu estado com o pessoal do filme folheando o livro e eu pensando: será que a pintura da Julia vai estar aí com a cara da Cris? Nossa, foi um alívio quando vi que seu rosto não estava reconhecível”, diz a viúva de Vicente (Reginaldo Faria).

Cris fica ali, pensativa. “Quem você acha que pode ter danificado o quadro?”, quer saber ela. “Confesso que tenho medo só de imaginar...”, afirma Margot. Nesse momento, a dissimulada Isabel entra, e fica o clima de mistério entre Margot e Cris. “Oi. Desculpa, tou atrapalhando? Só vim fechar a loja”, fala a vilã. “Pode deixar que eu fecho, querida. Eu e a Cris vamos ficar mais um pouquinho”, avisa Margot.

“Tá tudo bem? Estão precisando de alguma coisa?”, pergunta a dissimulada, tentando descobrir o que acontece ali. “Tudo ótimo. Não se preocupa”, fala Margot. “Obrigada, Isabel!", diz Cris. “Imagina. Bom, então eu vou indo. Qualquer coisa, é só me ligar. Beijo!”, despede-se a vilã. Isabel sai dali, desconfiada. E Cris e Margot trocam olhares de cúmplices.



Veja Também