Salve-se Quem Puder: Helena relembra o trágico dia da prisão por tráfico de drogas aos 20 anos

Empresária discute com Hugo, que a faz ficar em prantos por culpa pela “morte” de Luna e Mário


08 de maio de 2021

Foto: Reprodução Globo

Aos poucos, os mistérios que permeiam o passado de Helena (Flávia Alessandra) começam a ser revelados, em Salve-se Quem Puder. Agora na segunda fase, que inicia dia 17, a empresária terá uma nova discussão com Hugo (Leopoldo Pacheco), que exige que ela lhe conte sobre as saídas misteriosas. O ricaço, que se tornará o grande vilão da novela, começa a agir com certa violência. “Eu sempre fui muito honesto com você. Eu acreditei em você mesmo quando a Justiça já tinha desistido de te ouvir”, afirma ele, ao arrancar o celular das mãos da esposa.

A empresária diz que ele sempre faz questão de jogar tudo  na cara dela. “Cê tem ideia de quantos anos de cadeia cê ia pegar por transportar drogas?”. Helena afirma que sabe. “15 anos! 15 anos que cê ia apodrecer numa cela imunda se não fosse por mim”, grita ele. Helena fala que já o agradeceu e pede para ele não falar mais sobre o assunto que a deixa muito abalada. Hábil, Hugo diz que só queria de volta aquela Helena que nunca duvidou dele. “Nem quando a Justiça tava contra você”, alfineta ele.

Felipe Simas sobre entrada de Rodrigo em trama: “Veio agregar com sua alegria e doçura”

 

A VIDA DE HELENA MUDA QUANDO ELA ENCONTRA UM HOMEM SUSPEITO NO CONSULADO DOS EUA NO MÉXICO

A empresária garante que não sabia o que estava fazendo. E lembra que, na época, ela e Mário (Murilo Rosa) estavam sem trabalho e sem dinheiro, no México. “Eu precisava fazer alguma coisa pela minha família! Até que conheci aquele brasileiro no consulado americano”. A sequência mostrará ela, aos 20 anos, no consulado, quando um homem, próximo dela, diz que irão negar o seu visto só com aquela documentação. E diz que tem um amigo que pode ajudá-la, mas vai querer algo em troca. Helena estranha. “É só levar algumas coisas pros Estados Unidos”, fala ele.

Helena quer saber quais coisas, mas ele desconversa. Ela diz que precisa de visto também para o marido e a filha, mas ele aconselha ela ir primeiro. Já nos dias atuais, ao lado de Hugo, ela lamenta a decisão tomada. “Eu não disse nada do esquema pro Mário. Eu sabia que se contasse, ele ia me proibir. Eu precisei mentir...”, admite. “Tá vendo como mentir para um marido nunca termina bem”, provoca o ricaço. Ela afirma que ele tem razão e que se tivesse contado tudo para Mário, ela estaria até hoje com o marido e a filha, Luna (Juliana Paiva).

Salve-se Quem Puder: Mário chega ao Brasil e reencontro com Helena fica próximo

 

HELENA RELEMBRA PRISÃO E DELAÇÃO: “MATARAM A MINHA FAMÍLIA POR VINGANÇA”

Na sequência, serão mostrados os últimos momentos de Helena com Mário e Luna, antes de ela embarcar para os EUA. “Eu lembro como se fosse hoje, a última vez que eu vi os dois”, fala ela, que chora. A ricaça lembra que estava disposta a se arriscar pela família. “Só que deu tudo errado!... Se pudesse voltar no tempo, tinha fugido daquela situação. Eu imaginei que ia levar dinheiro, algum contrabando inofensivo, não imaginava que iam ser drogas”. Em seguida, ela já aparece, à noite, num quarto de hotel no México com mais duas moças. Até que o homem aparece. e ela pede o passaporte. “Primeiro, o nosso trato”, diz ele.

O rapaz vai até uma mesa e vira a mochila, de onde caem umas 50 cápsulas. “Não, isso eu não vou fazer!”, afirma Helena, que pede para ir embora. Mas é ameaçada. “Se você voltar, pra sua família é que não vai ser. Ou cê engole essas cápsulas agora e entra no avião... Ou eles vão entrar num caixão”, diz o homem, que mostra foto de Luna e Mário. Ao relembrar o momento, Helena está aos prantos diante de Hugo. “Fui presa chegando em Miami. E quando eu delatei aquele desgraçado, eles mataram a minha família por vingança!”. Hugo acalma a amada, e ela vai para o quarto. “A Helena nunca pode descobrir o que eu fiz... Nunca!”, diz ele, preocupado. 

Salve-se Quem Puder: Helena toma a decisão de se aproximar de Fiona