Valesca: “Homens que já me chamaram de p..., hoje admiram”

Na parte final da entrevista em vídeo, ela lembra preconceito e volta por cima


  • 03 de março de 2018
Foto: Jorge Bispo


Depois de falar em entrevista exclusiva aqui no Portal ArteBlitz sobre a sua trajetória difícil, da infância humilde até tornar-se a rainha do funk, Valesca Popozuda diz na parte final da entrevista, em vídeo abaixo, como encara o preconceito. 

E lembra que, com seu trabalho, dedicação e transparência, aos poucos, foi ganhando a admiração das pessoas. “Fui conquistando essas mulheres, essas meninas, que são a maioria nos shows. E tem os homens que hoje me respeitam. Se uns já me chamaram de puta ou de piranha, hoje eles falam, eu te amo, você tem toda a minha admiração, te respeito como mulher e profissional”, lembra.

Foto: Jorge Bispo

Transparente, diz que quer, cada vez mais, dar voz às mulheres em suas músicas. Depois de lançar o novo single, Desce Um Gin, gravado da Vila Mimosa, maior zona de prostituição do Rio, ela já prepara o próximo: RagaFunk Conga La Conga. A música, do DJ Marlboro, que também participa do clipe, traz um sample do sucesso de Gretchen nos anos 80.



Veja Também